A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
ED ABORDAGENS HUMANISTA EM PSICOLOGIA - JUSTIFICADOS

Pré-visualização | Página 1 de 1

ED ABORDAGENS HUMANISTA EM PSICOLOGIA
1- E -As afirmações I e II e expressam incorretamente o pensamento humanista, a atitude humanista não é uma explicação do comportamento, mas sim uma forma diferente de olhar para o homem. As afirmações III, IV e V apontam características corretas sobre o humanismo, como poder ser aplicado a outras filosofias ou movimentos sua origem histórica e teóricos desse pensamento.
2- D 
3- D
4- C
5- C
6- D
7- C- A afirmação IV está incorreta, pois traz a informação de que o profissional irá ajudar o cliente fazer suas escolhas e que terá uma parcela da responsabilidade sobre elas, quando na realidade, o terapeuta auxiliará o cliente a ter um olhar mais amplo sobre sua própria demanda a fim de poder decidir de maneira autônoma sobre elas.
8- C - A afirmação II está incorreta, pois a psicologia positiva segue procedimentos científicos rigorosos. A afirmativa III está incorreta, pois o movimento não excluiu o desenvolvimento de estudos que analisam as doenças e seus aspectos negativos, mas busca o entendimento de fatores que levam o equilíbrio
9- D - O aconselhamento psicológico é uma prática em que o psicólogo assume um papel de fornecer uma “solução” de pequenos (ou grandes) desajustamentos de conduta” com o intuito de facilitar a tomada de decisões por parte do cliente. As afirmativas I e III corroboram com essa concepção.
10- D - A abordagem centrada na pessoa parte da compreensão de que o indivíduo possui dentro de si vastos recursos para a auto compreensão para a modificação de seus autoconceito, de suas atitudes e de seu comportamento autônomo” (Rogers, 1938). Com base nisso, entendemos que a conduta esperada pela psicóloga seria de escutar Maria Cristina a fim de compreender seu ponto de vista; auxiliá-la para tomar consciência de sua própria experiência e permitir a mudança de sua própria experiência e permitir a mudança de comportamento de forma livre e autônoma.
11- C - O plantão é uma modalidade de atendimento que consiste em acolher e ouvir a demanda trazida pelo cliente e o aconselhamento psicológico é uma tentativa mais fugaz, que tem a intenção de auxiliar o cliente na tomada de decisões. No plantão, o psicólogo deve acolher a demanda é propiciar uma expansão do olhar do cliente sobre ela, antes de atribuir a tristeza a um outro fator. No aconselhamento o profissional compreenderá a demanda e auxiliará o cliente n tomada de decisão, provavelmente em relação ao trabalho que foi a questão inicial trazida por ele.
12- B- As afirmativas I II e IV estão corretas, pois tratam-se de de práticas psicológicas que tem como base, a promoção de reinserção social: resgate de autonomia; novas possibilidades existenciais, de apropriação é de criação: novas possibilidades de relações interpessoais, além de facilitar a reinserção dos indivíduos no mercado de trabalho.
13- C - A alternativa I está incorreta, pois a Gestalt acredita que a relação e o contato do paciente e terapeuta pode ser benefica para a terapia.
14- A
15- E - A alternativa I está incorreta, pois não necessariamente o plantonista deve ser mais diretivo, vai depender do que o paciente precisa naquele momento.
16- D 
17- D - As afirmações I e II e expressam incorretamente o pensamento humanista, a atitude humanista não é uma explicação do comportamento, mas sim uma forma diferente de olhar para o homem. As afirmações III, IV e V apontam características corretas sobre o humanismo, como poder ser aplicado a outras filosofias ou movimentos sua origem histórica e teóricos desse pensamento.
18- D - para o humanismo, o homem é compreendido em constante movimento eterno de vir a ser, segundo a perícia apresentada pela reportagem o homem foi tido como algo pronto, diferente do olhar humanista.
19- E - Todas as alternativas estão certas, logo a alternativa correta é a letra E.
20- C - As abordagens cognitiva e fenomenológica apresentam uma distinção em suas concepções de ciência: a cognitiva retoma a consciência como objeto de estudo e a fenomenológica tem como base a experiência enquanto a realidade vivida subjetivamente