A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Módulo DRAMA - Problema 1 - Leptospirose Fisiopatogenia, Diagnóstico, Quadro Clínico, Tratamento

Pré-visualização | Página 2 de 3

para o solo e lençóis freáticos, o que caracteriza o método como bastante agressivo ao meio ambiente / Muitos materiais ali depositados podem ser REUTILIZADOS OU RECICLADOS ou seja, é uma fonte de renda para a população carente, consequentemente, um grande número de adultos, adolescentes e até mesmo crianças e idosos é atraído para este ambiente estas pessoas se arriscam em busca de materiais recicláveis para venda e para consumo próprio, inclusive com alimentos
O lixo a céu aberto contribui para A PROLIFERAÇÃO DE DIVERSOS VETORES como moscas, mosquitos e ratos, o que se torna mais um agravante já que os catadores estão sujeitos não apenas à CONTAMINAÇÃO DIRETA PELO LIXO, mas também às DOENÇAS CAUSADAS POR ESTES VETORES.
O descarte de equipamentos eletrônicos, pilhas e baterias em lixões pode ser catastrófico resíduos químicos dos componentes destes materiais são muito tóxicos porque contém METAIS PESADOS, degradados lentamente pelo meio ambiente. Esses metais ENTRAM NA CADEIA ALIMENTAR e como não são metabolizados por organismos, ficam acumulados e causam, principalmente, DANOS AOS SISTEMAS NERVOSO E CARDIOVASCULAR.
2.Reconhecer os sintomas e sinais de infecção pela Leptospira, bem como sua relação com a disseminação pela urina dos roedores;
Leptospirose é uma DOENÇA FEBRIL AGUDA causada pela bactéria do tipo espiroqueta Lepitospira interrogans (existe a forma não patogênica, a L. biflexa) – é uma bactéria aeróbica obrigatória, podendo permanecer viável em solo úmido ou na água por meses, porém só completa o ciclo em um hospedeiro - é uma ZOONOSE transmitida pelo contato com URINA de animais infectados ou ÁGUA E LAMA CONTAMINADAS pela urina contaminada no meio URBANO, o principal reservatório animal é o rato de esgoto, mas pode aparecer em suínos, bovinos, equinos, ovinos e CÃES / o homem, hospedeiro FINAL da bactéria, infecta-se pela PENETRAÇÃO do microoganismo através da PELE COM LESÕES, PELE ÍNTEGRA imersa por muito tempo ou por MUCOSAS a transmissão inter-humana é muito rara!
Letalidade de 10%, chegando a 50% quando apresenta síndrome de hemorragia pulmonar
Epidemiologia – As enchentes, além de acumularem água no ambiente peridomiciliar, também favorecem a migração dos roedores para esse entorno Não somente em enchentes há uma grande transmissão da bactéria, mas também na COLHEITA DO ARROZ, MINAS E TÚNEIS, PESCARIA, ESTÁBULOS, ABATEDOUROS, ESGOTOS, NATAÇÃO EM REPRESAS 
Patogênese – inicialmente, as leptospiras penetram a pele ou mucosa e, pela movimentação ativa com liberação de HIALURONIDASE, se difundem pelo tecido conjuntivo, atingindo diversos compartimentos corporais, como SANGUE, LÍQUOR, HUMOR AQUOSO sem que haja reação inflamatória = FASE DA LEPTOSPIREMIA existem dois aspectos importantes nessa fase inicial: 
· LESÃO DIRETA do endotélio vascular, levando a uma capilarite generalizada (permite extravasamento de líquido para o 3º espaço e fenômenos hemorrágicos); 
· ADESÃO DA LEPTOSPIRA à membrana das células, causando a sua DISFUNÇÃO ORGÂNICA, sem, entretanto, apresentar INFLAMAÇÃO!!! A síndrome febril pode ser decorrente da liberação de citocinas induzidas pelo FATOR DE VIRULÊNCIA da própria bactéria
Na forma grave (Síndrome de Weil), os órgãos mais afetados são FÍGADO, RIM, PULMÃO, CORAÇÃO e MÚSCULO ESQUELÉTICO
		Fígado e Rim – apresenta colestase com algumas alterações morfológicas nos hepatócitos, sem, entretanto, apresentar SINAIS INFLAMATÓRIOS PRONUNCIADOS – a disfunção hepática se dá na EXCREÇÃO BILIAR, justificando a elevação de BILIRRUBINA / Nos RINS, pode haver NEFRITE INSTERSTICIAL E NECROSE TUBULAR, mas essa disfunção não é proporcional aos achados inflamatórios a ISQUEMIA RENAL é decorrente do extravasamento do líquido para o terceiro espaço e é crucial para a LESÃO RENAL
		Pulmão, Coração e Músculo Esquelético – desde o início da diálise em pacientes com síndrome de Weil, a principal causa de morte é a DISFUNÇÃO PULMONAR e é uma consequência do extravasamento de snague e líquido para o interior dos alvéolos 
 
A segunda fase da infecção por leptospira começa quando são produzidos IgM ANTILEPTOSPIRA = FASE IMUNE – essa resposta é capaz de eliminar as leptospiras de quase TODOS OS ÓRGÃO, exceto MENINGES, OLHOS E RINS a eliminação de leptospiras viáveis pela urina por até 6 SEMANAS A 3 MESES é significativa
Quadro Clínico - pode variar desde OLIGOASSINTOMÁTICO, LEVE e de EVOLUÇÃO BENIGNA até FORMAS GRAVES, como a SÍNDROME DE WEIL (icterícia + insuficiência renal + hemorragias) / O período de incubação tem em média 7-14 DIAS (podendo variar de 1 a 30 dias) cerca de 90-95% dos casos apresentam-se como uma SÍNDROME FEBRIL (semelhante a influenza e dengue) = FORMA ANICTÉRICA, e 5-10% evoluem para a forma grave = FORMA ICTÉRICO-HEMORRÁGICA = SÍNDROME DE WEIL grande parte dos anictéricos passa despercebida!!
a. Forma Anictérica – síndrome febril aguda, de início súbito, como uma “gripe forte” – a sua primeira fase (leptospiremia) dura 3-7 DIAS e a segunda fase de 4-30 DIAS
a. Leptospiremia – febre remitente (38-40°C – apresenta oscilações durante o dia, mas não normaliza), calafrios, cefaleia frontal e retro-orbitária, náuseas, vômitos e intensa mialgia (panturrilhas – palpação dolorosa, dorso e abdome), sufusões conjutivais (olho vermelho – 30-40% casos) / Sintomas menos frequentes: diarreia, tosse seca, erupção cutânea
b. Imune – seu início é marcado pela redução da febre gradualmente e pelo início novamente, porém em menor intensidade – pode apresentar COMPLICAÇÕES REATIVAS como meningite asséptica e uveíte – a MENINGITE ASSÉPTICA ocorre em 15-40% dos pcts e cursa com cefaleia intensa, vômitos e eventual estado confusional (EF mostra irritação meníngea) – a UVEÍTE geralmente anterior é uma manifestação mais TARDIA, podendo ser uni ou bilateral 
c. Achados Laboratoriais – apresenta LEUCOCITOSE COM DESVIO À ESQUERDA – plaquetopenia, VHS elevado, elevação de enzimas musculares
b. Forma Ictero-Hemorrágica/Síndrome de Weil – marcada por ICTERÍCIA + DISFUNÇÃO RENAL + DIÁTESE HEMORRÁGICA – normalmente o pct inicia com quadro semelhante à fase leptospirêmica da anictérica evoluindo de maneira FULMINANTE para uma síndrome multissistêmica – após 4-9 dias, as complicações que definem a síndrome aparecem a febre persiste, podendo diminuir ou aumentar; HEPATOMEGALIA + ESPLENOMEGALIA (20% casos); o hemograma é semelhante à anictérica, porém mais acentuada a LEUCOCITOSE e PLAQUETOPENIA, além de VHS ultrapassar 90mm/h!!!
A icterícia tem uma característica especial: o tom alaranjado = ICTERÍCIA RUBÍNICA – hiperbilirrubinemia tem predomínio na FRAÇÃO DIRETA e as aminotransferases elevam-se pouco!
A INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA (IRA) é comum, apresentando elevação de UREIA E CREATININA que pode levar a necessidade de diálise – a IRA pode ser OLIGÚRICA, OLIGOANÚRICA, NÃO OLIGÚRICA 
FENÔMENOS HEMORRÁGICOS – variam desde petéquias e equimoses até hemorragia pulmonar e GI – causados pela disfunção endotelial e AGRAVADOS pela plaquetopenia / a hemorragia mais temível é a PULMONAR, podendo se manifesta com tosse, hemoptise e dispneia – o RX demonstra infiltrado que predomina nas bases
MIOCARDITE – apresenta com alterações eletrocardiográficas, como mudanças da repolarização ventricular e arritmias cardíacas
3. Abordagem genérica do diagnóstico e do tratamento da Lepstospirose.
Diagnóstico – pode ser feita pelos seguintes métodos SEMPRE EM CONJUNTO COM A CLÍNICA – Os métodos de detecção direta têm maior SENSIBILIDADE na fase AGUDA (leptospirêmica) e os indiretos são mais SENSÍVEIS na fase TARDIA (imune)
· visualização direta da L. interrogans no exame de campo escuro (detecção direta)
· isolamento em meio de cultura adequado (detecção direta)
· detecção do seu material genético por PCR (detecção direta)
· exame sorológico (detecção indireta)
Determina-se confirmação de leptospirose aquele que preenche QUALQUER UM dos seguintes critérios:
	Presença de sinais e sintomas clínicos + 1 ou mais dos seguintes achados
	Teste ELISA-IgM +
	Soroconversão na reação de microaglutinação –

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.