A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
temas tranversai pdf2

Pré-visualização | Página 1 de 2

03/11/2020 UNIASSELVI - Centro Universitário Leonardo Da Vinci - Portal do Aluno - Portal do Aluno - Grupo UNIASSELVI
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php 1/4
Acadêmico: Marinalva Alves Martiniano (1374922)
Disciplina: Estudo Transversal III (17601)
Avaliação: Avaliação disciplina on-line ( Cod.:649160) ( peso.:10,00)
Prova: 23597782
Nota da Prova: 10,00
Legenda: Resposta Certa Sua Resposta Errada 
1. Os principais doutrinadores descrevem que a primeira menção sobre a propriedade intelectual
foi no ano de 1623, na Inglaterra, através do Estatuto dos Monopólios. Atualmente, no Brasil, a
propriedade intelectual tem proteção constitucional nos incisos XXVII, XXVIII e XXIX, do Art. 5º.
Conforme a doutrina, como é dividido o direito da propriedade intelectual?
FONTE: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 13 set.
2019.
 a) A doutrina classifica o direito da propriedade intelectual em proteção sui generis (proteção à
topografia, ao cultivar e ao crescimento tradicional).
 b) A doutrina divide o direito da propriedade intelectual (gênero) somente em propriedade
industrial, agregando a proteção sui generis (proteção à topografia, ao cultivar e ao
crescimento tradicional).
 c) A doutrina divide o direito da propriedade intelectual (gênero) em dois grandes ramos
(espécies): os direitos autorais e a propriedade industrial, agregando a proteção sui generis
(proteção à topografia, ao cultivar e ao crescimento tradicional).
 d) A doutrina divide o direito da propriedade intelectual (gênero) somente em direitos autorais,
agregando a proteção sui generis (proteção à topografia, ao cultivar e ao crescimento
tradicional).
2. Quem editar obra literária, artística ou científica, sem autorização do titular, perderá para este os
exemplares que se apreenderem e pagar-lhe-á o preço dos que tiver vendido. Acerca do
exposto, assinale a alternativa CORRETA:
 a) Não se conhecendo o número de exemplares que constituem a edição fraudulenta, pagará o
transgressor o valor de três mil exemplares, além dos apreendidos.
 b) Não se conhecendo o número de exemplares que constituem a edição fraudulenta, pagará o
transgressor o valor de cinco mil exemplares, além dos apreendidos.
 c) Não se conhecendo o número de exemplares que constituem a edição fraudulenta, pagará o
transgressor o valor de um mil exemplar, além dos apreendidos.
 d) Não se conhecendo o número de exemplares que constituem a edição fraudulenta, pagará o
transgressor o valor de seis mil exemplares, além dos apreendidos.
3. A obra, enquanto ideia, é um plano abstrato, místico e não é matéria concreta. Ao se exteriorizar
a obra, podendo ser um simples rascunho, tem-se o corpus, a concretização, ou seja, quando a
inspiração do autor se transforma em obra, essa merece proteção, mas enquanto é só uma ideia
em si, não possui proteção. A quem é oferecida a proteção aos direitos conexos?
 a) Proteção dada aos artistas intérpretes ou executantes, produtores fonográficos e empresas
de radiodifusão em decorrência de interpretação, execução, gravação ou veiculação das suas
interpretações e execuções, ainda aos programas de computadores e autores de obras
literárias.
03/11/2020 UNIASSELVI - Centro Universitário Leonardo Da Vinci - Portal do Aluno - Portal do Aluno - Grupo UNIASSELVI
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php 2/4
 b) Proteção dada aos artistas intérpretes ou executantes, produtores fonográficos e empresas
de radiodifusão em decorrência de interpretação, execução, gravação ou veiculação das suas
interpretações e execuções.
 c) Proteção concedida à programas de computadores, propriedade industrial, proteção suis
generis.
 d) Proteção concedida a marca e a obras literárias.
4. A conceituação do que é patente é importante para que seja definido corretamente o que pode
ou não ser enquadrado sob essa classificação. Tal definição pode ser verificada pelo INPI -
Instituto Nacional da Propriedade Industrial, que é o órgão competente brasileiro. Como pode ser
definida patente?
 a) Título de propriedade definitiva concedido pelo Estado àqueles que inventam novos produtos,
processos ou fazem aperfeiçoamentos destinados à aplicação industrial.
 b) Título de propriedade temporária concedido pelo Estado àqueles que inventam novos
processos em maquinários.
 c) Título de propriedade temporária concedido àqueles que inventam novos produtos.
 d) Título de propriedade temporária concedido pelo Estado àqueles que inventam novos
produtos, processos ou fazem aperfeiçoamentos destinados à aplicação industrial.
5. A propriedade industrial deve ser requerida pelos meios legais, solicitando seu registro no órgão
competente. Esse órgão é o responsável por validar o registro, assim como dar orientações
quanto aos passos do processo. Quanto ao registro de propriedade industrial, assinale a
alternativa CORRETA:
 a) Para obter a proteção a todos esses direitos, a empresa precisa registrar a inovação em
órgão competente, sendo que, aqui no Brasil, o órgão competente é o Instituto Nacional da
Propriedade Industrial (INPI). O prazo máximo de proteção é sempre de 10 anos.
 b) Para obter a proteção a todos esses direitos, a empresa precisa registrar a inovação em
órgão competente, sendo que, aqui no Brasil, o órgão competente é o Instituto Nacional da
Propriedade Industrial (INPI). O prazo máximo de proteção é sempre de 20 anos.
 c) Para obter a proteção a todos esses direitos, a empresa precisa apenas efetuar um contrato e
registrar em cartório. O prazo máximo de proteção varia de acordo com o tipo de propriedade
industrial.
 d) Para obter a proteção a todos esses direitos, a empresa precisa registrar a inovação em
órgão competente, sendo que, aqui no Brasil, o órgão competente é o Instituto Nacional da
Propriedade Industrial (INPI). O prazo máximo de proteção varia de acordo com o tipo de
propriedade industrial.
6. O Direito da Propriedade Industrial é a proteção concedida aos Direitos da Empresa. Para obter
a proteção a todos esses direitos, a empresa precisa registrar a inovação em órgão competente,
sendo que aqui no Brasil o órgão competente é o Instituto Nacional da Propriedade Industrial
(INPI). A Lei que protege a propriedade industrial é a 9.279/96. Como se divide o direito de
propriedade industrial?
FONTE: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9279.htm. Acesso em: 13 set. 2019.
 a) Direito do autor, direito conexo, marcas e patentes.
 b) Marca, patente, desenho industrial, indicação geográfica, segredo industrial e repressão à
concorrência desleal.
 c) Direito autoral, direito conexo, programa de computadores, desenho industrial e indicação
geográfica.
 d) Direito autoral, direito conexo, programa de computadores, topografia e cultivar.
03/11/2020 UNIASSELVI - Centro Universitário Leonardo Da Vinci - Portal do Aluno - Portal do Aluno - Grupo UNIASSELVI
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php 3/4
7. A livre concorrência é um princípio constitucional, porém a legislação se preocupa em evitar que
aconteçam casos de concorrência desleal. Existem quesitos que caracterizam se a concorrência
é desleal. Acerca dos atos da concorrência desleal, analise as sentenças a seguir:
I- Realizar propaganda em meios de divulgação nacionais.
II- Darem falsa impressão dos próprios produtos ou serviços. 
III- Denegrir o concorrente, levantando calúnias sobre os produtos ou serviços do mesmo.
IV- Desrespeito à cláusula contratual infringindo segredo de fábrica.
V- Oferecer o mesmo tipo de produto que um concorrente situado na mesma rua.
Assinale a alternativa CORRETA:
 a) As sentenças I e III estão corretas.
 b) As sentenças I e IV estão corretas.
 c) As sentenças II, III e IV estão corretas.
 d) Somente a sentença III está correta.
8. Uma das partes iniciais do trâmite de registro de autoria é verificar o local em que esse registro
será realizado. O Artigo 19 da Lei n° 9.610/98 descreve que ao registrar a sua obra,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.