A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Avaliação de Pesquisa (ação supervisora)

Pré-visualização | Página 1 de 2

Ação Supervisora
Aluno (a): Josiane Pereira Silva Costa
Data: 05 / 07 /2020
Atividade de Pesquisa 
NOTA:
ORIENTAÇÕES:
· Ler atentamente as instruções contidas no documento é de fundamental importância na realização da avaliação.
· Para esta atividade o aluno poderá utilizar-se das ferramentas de pesquisas como: internet, artigos científicos, manuais técnicos, livros e literaturas disponibilizadas em nossa biblioteca.
· Preencha todos os dados referente a sua identificação como: nome completo, data de entrega.
· As respostas poderão ser de escritas forma manual e/ou digitadas abaixo de cada pergunta. 
· Ao terminar a avaliação o arquivo deverá ser salvo com o nome: "Avaliação de Pesquisa" (nome do aluno).
· Envie o arquivo pelo sistema em formato digital em pdf ou word.
Bons Estudos!
1. Construa uma linha de tempo, indicando, cronologicamente, os principais momentos históricos da supervisão educacional no Brasil.
Resposta:
· Na Antiguidade, a ação supervisor era percebida como a vigilância, praticada por nobres e sacerdotes, em relação à vida escolar.
· Idade Moderna: Surgiu o Inspetor de ensino, queen avaliava as tarefas pedagogicas do professor.
· Brasil – 1939: criação da faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil, pelo Decreto – lei 1.190/39 nesse period a pedagogia surgiu em nossa pais como consequencia da população com a formação de professores para a escola secundaria: seu aparecimento foi concominente ao das licenciaturas.
· 1961: LDB foi criada, seguida por uma versão em 1971, em vigorou ate a população da mais recente em 1996.
· 1969: deixou de existir a distinção entre bacharelado e licenciatura em pedagogia:
· 1970: surgiram as associações de Surpevisão Educacional no Brasil, e o supervisor passou a ter diversas denominações: Supervisor escolar, supervisor pedagogico, supervisor de ensino, supervisor de educação e supervisor e supervisor educacional.
· 1971: a formação dos supervisors – por meio da habilitação especifica em Supervisão Escolar – passou a ser oferecida pelas faculdades de Educação.
· 2003: o Conselho Nacional de (CNE) designou uma Comissão com a finalidade de definer as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Pedagogia.
· Acão supervisionada e conceito repensado de escola – momento final da decada de 1980 e inicio dos anos 1990. Agora muitos authors enfatizam a escola como local de trabalho, em queen o sucesso do aluno não depende exclusivamente do conhecimento de conteudos, métodos e técnicas. A escola torna-se um espaço em que todos aprendem e ensinam, cada um ocupando sua posição, e onde o supervisor tem uma contribuição específica e importante para dar no processo de ensino e aprendizagem. Esse profissional ganha um perfil de pesquisador dentro da escola e da comunidade, devendo compreender o movimento que envolve as relações entre professor, aluno e o próprio supervisor, de forma simultânea. 
2. Celso Vasconcellos (2002, p. 86-87), com sua habitual forma clara e direta, também escreveu sobre a supervisão educacional. Leia atentamente o texto a seguir, em que ele apresenta uma proposição do que o supervisor educacional não faz.
[...] não é fiscal do professor; não é quem entrega os professores para a direção ou mantenedora (dedo-duro), não é pombo-correio (que leva recado da direção para os professores e vice-versa), não é coringa/tarefeiro/quebra-galho/salva-vidas (ajudante de direção, auxiliar de secretaria, enfermeiro, assistente social etc.), não é tapa-buraco (que fica “toureando” os alunos em sala de aula no caso de falta de professor), não é burocrata (que fica às voltas com relatórios e mais relatórios, gráficos, estatísticas sem sentido, mandando um monte de papéis para os professores preencherem – escola de “papel”), não é gabinete (que está longe da prática e dos desafios efetivos dos educadores), não é dicário (que tem dicas e soluções para todos os problemas, uma espécie de fonte inesgotável de técnicas, receitas), não é generalista (que entende quase nada de quase tudo).
Agora, escolha uma área de atuação entre as três que foram vistas no triângulo planejamento – acompanhamento – avaliação e escreva um pouco sobre ela: descreva como, na sua opinião, o supervisor educacional pode desempenhar bem o seu papel em prol do desenvolvimento institucional da escola.
Resposta:
Agora, escolha uma área de atuação entre as três que foram vistas no triângulo planejamento – acompanhamento – avaliação e escreva um pouco sobre ela: descreva como, na sua opinião, o supervisor educacional pode desempenhar bem o seu papel em prol do desenvolvimento institucional da escola. 
A área de atuação escolhida é o acompanhamento, abaixo apresentarei alguma s ações da supervisão educacional na referida área escolhida: 
· Estímulo e contribuição para a formação continuada (atualização pedagógica) dos professores.
· Contribuição para o aprimoramento da relação com a comunidade externa à escola.
· Otimização do sistema de informações acadêmicas.
· Desenvolvimento de ações para a fixação dos professores na escola, diminuindo o turnover.
· Organização de um banco de dados – memoria do processo pedagógico desenvolvido pela escola.
· Acesso e difusão de informações pedagógicas.
É válido destacar que a ação do supervisor escolar é atribuída a f unções complexa s, de apoio e parceria com o professor o tipo de relação que ele estabelece com o grupo de professores, ao qual lidera, passa a ser a essência do desenvolvimento de seu trabalho. O Supervisor Escola r, portanto, é o profissional organizador o u orientador do trabalho pedagógico desenvolvido pelos professores em uma escola.
	
3. Na minha escola, há duas supervisoras educacionais. A que trabalha mais próxima de mim, porque atende às séries iniciais do Ensino Fundamental, é sempre muito séria e exigente. Muito preocupada com a disciplina, toma conta dos alunos. De vez em quando, assiste às nossas aulas e até pede para examinar os cadernos de planos de aula.
Tendência pedagógica:
Resposta:
Pedagogia Liberal e Tradicional
	Tecnicista \u2013 Skinner foi o expoente principal dessa corrente psicológica, também conhecida como behaviorista. Neste método de ensino o aluno é visto como depositário passivo dos conhecimentos, que devem ser acumulados na mente através de associações. O professor é quem deposita os conhecimentos, pois ele é visto como um especialista na aplicação de manuais; sendo sua prática extremamente controlada. 
4. Faça um quadro e procure listar os seus interesses, necessidades e expectativas quando escolheu
a sua profissão.
Resposta:
	INTERESSE
	NECESSIDADE
	EXPECTATIVA
	· Conhecer o Processo de ensino e aprendizagem dos alunos.
· Entender o Processo administrative das unidades escolares
	· Estabilidade para continuar estudar
· Financeira para manter estudando
	· Colaborar com a formação de novos Profissionais mais que isso contribuão na formação de cidadoes de bem.
5. Uma de ações rotineiras e a outra de ações inovadoras. Selecione algumas ações supervisoras entre as que foram discutidas na disciplina e coloque-as na coluna adequada. Não basta apenas colocar o nome da ação, é preciso escrever um pouco sobre ela, deixando claro porque foi classificada como rotina ou como inovação. Portanto, classifique o que são ações rotineiras e ações inovadoras.
Resposta:
Ações rotineiras
	Fiscalização da prática docente: é uma prática que inibe a espontaneidade e a criatividade de alunos e professores.
	Manutenção da ordem (inspeção escolar): com sua atuação policialesca, também inibe a espontaneidade e a criatividade.
	Controle da atuação docente com gráficos e planilhas: leva a uma burocratização e um formalismo no trabalho.
Ações inovadoras
	Promoção de atividades variadas, debates etc.: ações desse tipo estimulam a criatividade, mantém um ambiente de ânimo e interesse.
6. A supervisora pedagógica da minha escola só se preocupa com quadros, gráficos e planilhas. Ela quer que nós elaboremos

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.