A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
Projeto de Ensino UNOPAR - Ludicidade na Alfabetização

Pré-visualização | Página 1 de 4

UNOPAR- UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ
Sistema de Ensino A DISTÂNCIA
PEDAGOGIA
PROJETO DE ENSINO
EM PEDAGOGIA: A LUDICIDADE NO ENSINO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DA ALFABETIZAÇÃO
Cidade
2020
nome
PROJETO DE ENSINO
EM PEDAGOGIA: A LUDICIDADE NO ENSINO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DA ALFABETIZAÇÃO
Projeto de Ensino apresentado à Universidade Estadual Norte do Paraná (UNOPAR), como requisito parcial à conclusão do Curso de Pedagogia.
Docente supervisor: Prof. Ma. Lilian Amaral da Silva Souza
Cidade
2020
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO	3
1	TEMA	4
2	JUSTIFICATIVA	5
3	PARTICIPANTES	7
4	OBJETIVOS	8
5	PROBLEMATIZAÇÃO	9
6	REFERENCIAL TEÓRICO	11
7	METODOLOGIA	15
8	CRONOGRAMA	16
9	RECURSOS	17
10	AVALIAÇÃO	18
CONSIDERAÇÕES FINAIS	19
REFERÊNCIAS	20
INTRODUÇÃO
	O projeto de ensino pretende apresentar a importância da ludicidade no Ensino Fundamental, no processo de alfabetização. Dessa maneira, foram reunidos trabalhos de pesquisas, que foram realizadas recentemente com comprovações científicas, na qual enfatiza que o futuro educador precisa manter o ato de brincar nessa modalidade de ensino. Os objetivos específicos do trabalho são: conceituar a ludicidade, analisar o papel do professor das séries iniciais de ensino no processo de alfabetização e determinar as atividades lúdicas como ferramenta pedagógica na alfabetização das crianças das nas séries iniciais do Ensino Fundamental.
	Sendo assim, a finalidade desse projeto é refletir os saberes, na qual a ciência contribui para promover o desenvolvimento intelectual e formação diante os conteúdos e vivências realizados durante o curso de Pedagogia. Para tanto, visa responder a seguinte problemática: como aplicar a ludicidade nas séries iniciais de ensino no processo de alfabetização?
	Diante o questionamento, será proposto jogos lúdicos para utilizar na alfabetização nas séries iniciais de ensino. Nesse sentido, o professor deve planejar e organizar de maneira dinâmica o ambiente escolar, bem como compreender as particularidades dos alunos e suas necessidades para aprendizagem. O ato de brincar, é prazerosa para o aluno e inserir o lúdico torna-se uma ferramenta facilitadora e significativa na aprendizagem. 
	O Projeto de Ensino está dividido em dez tópicos, na qual define: tema, justificativa, participantes, objetivos, problematização, referencial teórico, metodologia, cronograma, recursos e avaliação. Conclui-se que a ludicidade deve se encontrar em todo planejamento dos educadores seja na Educação Infantil ou Séries Iniciais, pois, é uma maneira onde propõe as crianças brincarem e aprenderem ao mesmo tempo. 
TEMA 
A infância é inerente do indivíduo, pois é nessa fase que se torna marcante na vida de uma criança. Dessa maneira, é preciso destacar que a brincadeira faz parte da infância, sendo uma linguagem natural que proporciona o seu desenvolvimento social e afetivo. Sendo assim, vale ressaltar a importância da prática da ludicidade para o ensino, pois, assim, além de cumprir com os direitos da criança, na qual é brincar, também proporciona o direito de aprender e desenvolver para viver em sociedade. 
O curso de Pedagogia proporciona os saberes e aportes teóricos necessários para o futuro educador se preparar a realidade que irá enfrente após sua formação. Portanto, durante essa etapa como acadêmico, compreende-se que o professor de refletir suas práticas para o processo de ensino e aprendizagem de seus alunos. No entanto, diante essa concepção, o projeto busca enfatizar a importância da ludicidade nas séries iniciais na fase de alfabetização da criança. 
São diversas pesquisas que tratam e refletem sobre a temática, pois, o brincar é necessário para a criança, com necessidade do educador olhar de maneira diferente sobre esse ato, atribuir sua importância para não deixar de inserir na sua prática de ensino. Cada criança é única e possui suas singularidades, cultura, dificuldades, facilidades, entre outros. Sendo assim, o professor deve considerar que uma é diferente da outra e que uma prática pedagógica universal não irá promover o desenvolvimento de maneira eficaz. 
Portanto, brincar é um estímulo que a criança precisa para desenvolver sua aprendizagem e seu senso crítico, dentre outros benefícios na qual esse ato propõe. Utilizar como uma ferramenta pedagógica, a aprendizagem de desenvolve de maneira significativa, e, por conta disso, vale ressaltar que não é uma prática que deve ser presente apenas na modalidade da Educação Infantil. 
Contudo, cabe o professor buscar meios que estimule a aprendizagem para desempenhar novos conhecimentos, utilizando métodos pedagógicos atrativos. No entanto a Pedagogia Contemporânea exige práticas pedagógicas que atraem o indivíduo para a aprendizagem. Assim, a ludicidade não deve ser utilizada apenas nas práticas da primeira fase da Educação Básica e sim, buscar sempre atender as necessidades dos alunos para sua formação crítica e de cidadão participativo na sociedade. 
19
JUSTIFICATIVA
Na realidade educacional o educador se depara com diversos desafios para que sua prática pedagógica seja relevante no ensino e aprendizagem do aluno. De acordo com Silva et al. (2019, p.22140), o professor que acompanha o processo de aprendizagem dos seus alunos, compreende-se que apenas os princípios dos conteúdos são é suficiente para que o ensino e aprendizagem efetive. Destaca-se que o professor deve “ propor situações onde a naturalidade da aprendizagem seja bem mais atrativa”. No entanto, de acordo com as pesquisas as aulas são cansativas e repetitivas. 
Sendo assim, justifica-se a necessidade de abordar sobre a ludicidade nas séries iniciais, pois, os professores devem repensar que suas práticas pedagógicas devem ser mais atrativas onde possibilita o desenvolvimento dos alunos em todos os aspectos. Pois, a ludicidade no processo de ensino é imprescindível, pois ela estimula e não se torna opressora, bem como, aprimora as aprendizagens dos alunos. No entanto, o professor deve propor jogos e brincadeiras, manter a essência do brincar, na qual era visto na Educação Infantil com intuito para o desenvolvimento da criança.
Vale ressaltar que historicamente a ludicidade não era dada como importante, sendo algo irrelevante entre pais e professores. Ao decorrer dos anos, muitos estudos e questionamentos propiciaram a associar o lúdico no ato de ensino, sendo uma postura inovadora que passou a ser adquirido nas práticas pedagógicas nas escolas. 
[...] a ludicidade aliada à educação abre um leque de possibilidades ao educando de aprendizagem significativa, onde ele vai aprender além daquilo que foi proposto, desenvolvendo outras habilidades essenciais para seu desenvolvimento pleno, e nós educadores e futuros educadores precisam ter realmente um olhar mais sensível para o desenvolvimento e aprendizagem significativa do aluno e não apenas cumprir currículo com aulas monótonas (FERREIRA; MUNIZ, 2020, p.326)
	Dessa forma, cabe o educador buscar aprimorar sua prática pedagógica que possibilita uma aprendizagem significativa, pois a ludicidade está relacionada com a aprendizagem. O brincar faz parte da vida da criança, e no seu ato de brincar e jogar possibilita a criança criar suas regras e se organizar seja individual ou coletivo. No coletivo seu ponto positivo é colaborar com a inserção na vida em sociedade, isto é, a criança desenvolve integralmente seus aspectos sociais, sua relação com o outro com os conceitos básicos. 
	Em relação ao processo de alfabetização, o professor deve refletir que por meio da brincadeira a criança leva no seu ambiente a identidade, desejos e sentimento. Ao brincar constroem momentos que potencializa o indivíduo. No entanto, quando percebem a leitura e a escrita próxima no seu ambiente e vivência, a linguagem em todos os aspectos fazem parte de sua vida. No entanto ler e escrever se torna atrativo para a criança e a criança compreende o sistema escrito e suas relações, pois, foi embasado por meio da ludicidade, da brincadeira, vivência e realidade