A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
PIM 8 GESTAO PUBLICA

Pré-visualização | Página 1 de 5

17
UNIVERSIDADE PAULISTA
BANCO DO BRASIL S/A
(PIM VIII)
UNIVERSIDADE PAULISTA
BANCO DO BRASIL S/A
(PIM VIII)
Projeto Integrado Multidisciplinar VIII para obtenção do título de Tecnólogo em Gestão Pública, apresentado a Universidade Paulista – unip.
 
RESUMO
O Banco do Brasil é uma instituição financeira brasileira, constituída na forma de sociedade de economia mista, com participação do Governo federal do Brasil em 50% das ações. Juntamente com a Caixa Econômica Federal, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o Banco da Amazônia e o Banco do Nordeste, o Banco do Brasil é um dos cinco bancos estatais do governo brasileiro. Tem por objeto a prática de todas as operações bancárias ativas, passivas e acessórias, a prestação de serviços bancários, de intermediação e suprimento financeiro sob suas múltiplas formas, inclusive nas operações de câmbio e nas atividades complementares, destacando-se seguros, previdência privada, capitalização, corretagem de títulos e valores mobiliários, administração de consórcios, cartões de crédito/débito, fundos de investimentos e carteiras administradas e o exercício de quaisquer atividades facultadas às instituições integrantes do Sistema Financeiro Nacional. Como instrumento de execução da política creditícia e financeira do Governo Federal, compete ao Banco exercer as funções atribuídas em lei, especificamente as previstas no art. 19 da Lei n.º 4.595/1964. Ao escolher essa instituição para o estudo, na disciplina de Planejamento Estratégico, a pesquisa irá identificar as principais estratégias e ações do Banco do Brasil. Em se tratando do Planejamento urbano e ambiental, será identificado como a entidade age para a preservação destes meios e na disciplina Licitações e Contratos, será visto como são feitos os procedimentos para licitações e contratos. 
PALAVRAS-CHAVE: Banco do Brasil. Planejamento urbano e ambiental. Licitações e Contratos.
SUMÁRIO
1 introdução	4
2 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO	5
2.1 Planejamento estratégico no Banco do Brasil	5
3 PLANEJAMENTO URBANO E AMBIENTAL	12
3.1 Premissas	12
3.2 Resultados Destacados no Ano	12 
3.3 Principais Programas e Iniciativas Ambientais	13 
4 ESTATÍSTICA APLICADA	16
5 LICITAÇÕES E CONTRATOS PÚBLICOS	20
6 CONSIDERAÇÕES FINAIS	23
7 REFERÊNCIAS	24
1 introdução
Fundado em 12 de outubro de 1808, o Banco do Brasil S.A. foi a primeira instituição bancária a operar no país e, em mais de 200 anos de existência, acumulou experiências e colecionou inovações, participando vivamente da história e da cultura nacionais.
A marca "Banco do Brasil" é uma das mais conhecidas e valorizadas pelos brasileiros, que reconhecem na Instituição atributos como solidez, confiança, credibilidade, segurança e modernidade. Por meio de atuação bastante competitiva nos mercados em que atua, o Banco do Brasil é uma companhia lucrativa alinhada a valores sociais. A vocação do BB para políticas públicas tem foco no desenvolvimento sustentável do país e no interesse comunitário, sendo um importante diferencial da Empresa. 
Em 2020, ano em que comemora 212 anos, o Banco do Brasil permanece como a maior instituição financeira da América Latina, somando R$ 811,2 bilhões em ativos. Além disso, mantém sua liderança em diversos segmentos de mercado e fortalece seu apoio ao desenvolvimento do país, além de consolidar seu alto padrão em Governança Corporativa.
Para assegurar suas posições de liderança em um país continental, o Banco do Brasil atua em todos os setores do mercado financeiro, desde o bancário, até o de mercado de capitais, com um amplo portfólio de produtos e serviços, procurando alinhá-los cada vez mais aos preceitos de responsabilidade socioambiental.
Com abrangência nacional e presente em 3.550 municípios brasileiros por meio de sua rede própria de atendimento, o BB possui a maior rede de agências do Brasil. Além disso, mais uma vez o BB encerrou o ano com o maior parque de terminais de autoatendimento da América Latina, somando 45 mil terminais próprios.
Ao escolher essa instituição para o estudo, na disciplina de Planejamento Estratégico, a pesquisa irá identificar as principais estratégias e ações do Banco do Brasil. Em se tratando do Planejamento urbano e ambiental, será identificado como a entidade age para a preservação destes meios e na disciplina Licitações e Contratos, será visto como são feitos os procedimentos para licitações e contratos.
2 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
2.1 Planejamento estratégico no Banco do Brasil
Para Cervo (2012), o planejamento caracteriza-se por ser função primordial do Estado em quaisquer das suas esferas. Afirmação essa que pode ser comprovada por meio do artigo 174 da CF: “Como agente normativo e regulador da atividade econômica, o Estado exercerá, na forma da lei, as funções de [...] planejamento, sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado”.
O governo tem como responsabilidade fundamental o melhor nível dinâmico de bem-estar à coletividade. Para tanto, utiliza-se de técnicas de planejamento e programação de ações que são condensadas no chamado sistema de planejamento integrado. Esse sistema busca, principalmente, analisar a situação atual, para identificar as ações ou alterações a serem desenvolvidas, visando atingir a situação desejada (CERVO, 2012, p.77).
Segundo Giacomoni (1987), o Orçamento Público é uma peça de planejamento por meio da qual o governo estima as receitas que irá arrecadar e fixa os gastos que espera realizar durante o ano. De maneira geral, as receitas são obtidas por meio de impostos, taxas, contribuições e outros mecanismos fixados pela União, Estados e Municípios.
Já para Faria (2016), o planejamento é uma das mais importantes ferramentas da administração. O conceito de planejar está intimamente ligado à necessidade de se ter conhecimento prévio das atitudes a serem tomadas e das ações a serem desempenhadas.
Nas palavras de Andrade (2008), a prática do planejamento tem como objetivo corrigir distorções administrativas, alterar condições indesejáveis para a coletividade, remover empecilhos institucionais e assegurar a viabilização de objetivos e metas que se pretende alcançar. 
Considerando tratar-se de uma das funções da administração, o planejamento é indispensável ao administrador público responsável. Nesses aspectos, planejar é função essencial, é o ponto de partida para a administração eficiente e eficaz da máquina pública, pois a quantidade do mesmo ditará os rumos para a boa ou má gestão, refletindo diretamente no bem-estar da população.
Planejar é função de importância fundamental para a racionalização de qualquer gestão. É o exercício de adequar os recursos aos objetivos da gestão, mediada pelos princípios que orientam uma equipe de governo. Nesta conjuntura de desigualdades sociais, cada vez mais, a Administração Pública depara-se com desafios que só poderão ser transpostos por mecanismos que atentem para a necessidade de administrar eficazmente os recursos públicos arrecadados, transformando-os em verdadeiros benefícios à sociedade (OLIVEIRA, 2013, p.41).
O Governo tem como responsabilidade fundamental o melhor nível dinâmico de bem-estar à coletividade. Para tanto, utiliza-se de técnicas de planejamento e programação de ações que são condensadas no chamado sistema de planejamento integrado.
Para Oliveira (2013), o processo de elaboração do orçamento público tem alternado situações em que os Poderes constituídos efetivamente participam e definem onde e como os recursos públicos são distribuídos, e outras nas quais ele tem pouca ou nenhuma influência direta.
Já para Bruno (2013), o Orçamento Anual também recebe tratamento doutrinário como orçamento geral, e basicamente constitui-se em instrumento de planejamento das finanças públicas.
O planejamento é um dos pilares fundamentais do orçamento público dentro de um sistema jurídico-fiscal que preze pela eficiência e moralidade nos gastos, visando atingir