A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO

Pré-visualização | Página 1 de 3

EXERCÍCIO – 01 – O CONTEXTO HISTÓRICO DA ALFABETIZAÇÃO
1) Sabe-se que a escrita surgiu na Antiguidade, devido à necessidade de registrar o que antes era apenas comunicado oralmente. Primeiramente, desenhos representavam uma ideia, até que a escrita é inventada: letras, associadas a sons e desenhos, passam a ser usadas, constituindo o sistema alfabético. O desenho da letra era considerado uma arte, assim como representava o poder.
Com o aparecimento da escola na modernidade, a alfabetização passou a ser uma preocupação dessa instituição. A partir do século XVI, a caligrafia assumiu uma função denominada de:​​​​​​​
a) Mecanicista.
b) Reflexiva.
c) Formativa.
d) Semiótica.
e) Dialógica.
2) Desde as primeiras preocupações com a alfabetização no Brasil, houve associações mecanicistas ao ensino de leitura e escrita, caracterizando o fazer pedagógico, exclusivamente, por meio de métodos de alfabetização. Isso perdura até os dias atuais. Mas, a partir dos anos 80 do século passado, um novo olhar paradoxal surge com o advento da teoria construtivista. Assim sendo, a desmetodização enfatizava o “como se aprende” em detrimento de:
a) ​​​​​​​“como se atualiza”.
b) “como se faz”.
c) “como se ensina”.
d) “como se organiza”.
e) “como se elabora”.
f) 
3) Com o advento das pesquisas acerca do construtivismo na alfabetização, houve uma modificação na centralidade da alfabetização, focando a aprendizagem do aluno e suas formas (hipóteses) de pensar na escrita. Nessa direção, surgem novos estudos que buscam explicações sobre a aprendizagem. Assinale a seguir a opção que designa o pesquisador e seu respectivo estudo que trouxe grandes contribuições para a alfabetização escolar.
a) Jean Piaget e a Teoria Behaviorista.
b) Ovide Decroly e o Método Palavração.
c) Emília Ferreiro e a Teoria da Psicogênese da Língua Escrita.
d) Paulo Freire e o Método Dialógico.
e) Magda Soares e o Analfabetismo Funcional.
4) Tendo por base os estudos de Magda Soares sobre a alfabetização e o letramento, julgue os itens a seguir. É correto o que se afirma em:
I - Alfabetização e letramento não são processos diferentes, mas ao mesmo tempo são dissociáveis.
II - A alfabetização é um processo de aquisição do código da escrita e o letramento, por sua vez, é um processo de desenvolvimento de práticas sociais de leitura e de escrita.
III - Alfabetização não é condição para o letramento.
IV - Pesquisadores sinalizam que a regra é ensinar primeiro o código, ou seja, a alfabetização, e depois possibilitar o letramento.
a) II, apenas.
b) II e III, apenas.
c) I e IV, apenas.
d) I, II e III, apenas.
e) I, II, III e IV.
5) A abordagem mecanicista da alfabetização define a escrita como código de transcrição gráfica dos sons da fala. Há, mais ou menos, duas décadas, esta abordagem mecanicista vem sendo refutada pelos estudos de natureza construtivista, pois nesse novo paradigma a escrita não é concebida como um código, mas como uma representação. Assim, no paradigma construtivista não se concebe____________________.
Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna acima:
a) a alfabetização como uma troca entre o aluno e a língua escrita.
b) que a aprendizagem do educando é objeto de observação, entendimento e intervenção.
c) a linguagem como uma prática social.
d) o diálogo entre o ensino e a aprendizagem.
e) a cartilha como guia para alfabetizar crianças.
EXERCICIOS – 02 – MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO
1) Diante do histórico percorrido pela educação até os dias atuais, podemos afirmar que foram instituídos diferentes métodos de ensino para a aprendizagem inicial da leitura e escrita. Marque a alternativa correta que destaca quais métodos de alfabetização estiveram presentes no cenário educacional:
a) Analítico, fônico e psicogênese da língua escrita.
b) Sintético, alfabético, fônico e silábico.
c) Sintético, analítico, misto e construtivismo.
d) Palavração, sentenciação e global de contos.
e) Silábico, global e construtivismo.
2) Sobre os métodos analíticos, é correto afirmar que:
a) os métodos partem do todo para as partes e rompem os princípios da decifração.
b) visam estabelecer a memorização, a decoração e o domínio de letras e palavras fora de contexto.
c) partem das unidades menores para as unidades maiores, ou seja, inicia-se pelo ensino das letras, sílabas, palavras, frases e textos.
d) iniciam-se partindo das palavras mais fáceis para as mais complexas.
e) utilizam exclusivamente as cartilhas e têm como estratégia a percepção auditiva.
3) O período preparatório envolvia a criança em atividades de prontidão, de discriminação auditiva e visual, além das que testavam a coordenação motora por meio de exercícios com identificação e traçado das letras. Assinale a alternativa que destaca corretamente o objetivo deste período:
a) Padronizar o ensino e facilitar a utilização das cartilhas.
b) Ensinar a criança a escrever corretamente as palavras.
c) Aprimorar e incentivar as práticas de leitura e escrita.
d) Avaliar somente a maturidade da criança para avançar para as etapas posteriores.
e) Medir as habilidades e os conhecimentos das crianças relativos a leitura e escrita.
4) Até meados de 1980, a discussão acerca dos métodos mais eficazes para se alfabetizar voltava-se para os sintéticos, analíticos e mistos. No que se baseava a concepção de leitura e escrita para todos eles?
a) Aprendizagem de práticas sociais de letramento.
b) Decodificação e codificação, a partir do recebimento de informações prontas.
c) Uso social e significativo da cultura escrita.
d) Inserção da criança em ambientes alfabetizadores.
e) Promoção de atividades diversificadas que estimulem a intepretação oral e escrita
5) O método sintético é considerado um dos métodos mais antigos de alfabetização. No que se fundamenta a sua proposta?
a) Na utilização de palavras significativas pertencentes ao contexto da criança.
b) No ensino da leitura e da decifração de forma mecânica.
c) Na correspondência entre o todo e as partes, tendo como ponto de partida as unidades maiores.
d) A criança elabora e formula diferentes hipóteses sobre a escrita.
e) Os processos de aprendizagem acontecem antes mesmo do ingresso da criança à escola.
EXERCÍCIOS – 03 – ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
1. A criança precisa do convívio com a cultura da leitura e da escrita para conhecer o mundo que a rodeia. De que forma a escola e o professor podem oportunizar tais conhecimentos e mediar o processo de aprendizagem da língua escrita?
a) Por meio de atividades que envolvam a correspondência som-grafia e do trabalho a partir das famílias silábicas e traçado das letras.
b) Por meio de habilidades de consciência fonológica, que permitirão que a criança perceba as letras.
c) Promovendo atividades sistemáticas que levem os alunos a refletir e vivenciar as práticas sociais da leitura e da escrita, por meio de atividades com diferentes gêneros textuais presentes no cotidiano.
d) Realizando um planejamento inicial para a turma no geral, propondo atividades coletivas e individuais de leitura e escrita.
e) Trabalhando o sistema de escrita alfabética como apropriação da aquisição de um código, com vistas à reflexão sobre esse processo.​​​​​​​
 
2) Por que é correto afirmar que o sistema de escrita alfabética (SEA) é um sistema notacional?
a) Porque o aprendizado da língua escrita se assemelha à capacidade da criança em decodificar os sinais gráficos, transformando-os em sons. 
b) Porque ele é um sistema de representação, em que se reconhece a escrita alfabética como um objeto de conhecimento que auxilia os alunos a refletir conscientemente sobre as palavras.
c) Porque ele é um sistema que visa a auxiliar o professor na utilização dos gêneros textuais e diferentes portadores de texto.
d) Porque ele ocorre paralelamente ao letramento, contribuindo para que a criança reconheça os sinais gráficos e utilize-os nas suas atividades diárias.
e) Porque ele trabalha a partir de métodos de alfabetização para que a criança atinja a escrita alfabética.
3) Assinale a alternativa correta que explica o que consiste a consciência