Buscar

- Questões IED - BANCO DE QUESTÕES

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 6 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 6 páginas

Prévia do material em texto

QUESTÕES – BANCO DE DADOS ESTÁCIO – IED 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO 
 
 
1- Do ponto de vista da Ciência Jurídica o direito é um conjunto de normas sociais obrigatórias 
que asseguram o equilíbrio do organismo social e que são impostas coercitivamente pelo 
Estado. Mas este é apenas um dentre os muitos significados possíveis da palavra direito. No 
texto abaixo, o vocábulo direito é empregado de diversas formas: O direito brasileiro (1) 
consagra muitos direitos (2). Entre eles está a livre comunicação das opiniões e dos 
pensamentos que é um dos direitos (3) mais preciosos do homem. Foi exatamente o que 
falou Zé Merreca quando o policial lhe retirou o direito (4) de continuar usando o megafone 
para convocar seus colegas de trabalho para a greve na porta da fábrica de sapatos de seu 
Galdêncio Honorino. Seu Raimundo, advogado aposentado que passava na hora, comentou: 
- Realmente, não parece direito (5) impedir um cidadão direito (6) de dar seu recado, pois 
ele tem os seus direitos (7). E veja, nem sempre foi assim. Somente com o passar do tempo, 
o estudo do direito (8) reconheceu esses direitos (9), transformando-os em direito (10). 1. 
Identifique as formas em que a palavra direito está utilizada, correlacionando-as aos 
seguintes significados: direito de cada um, direito que está na norma, direito criado pelo 
Estado, justo, correto, e ciência jurídica. 
 
 
 
 
 
2- Estabeleça a relação entre as diversas acepções do direito e as afirmativas abaixo. A seguir, 
aponte a opção correta: I - O Direito como norma. II - O Direito como justo. III - O Direito 
como ciência. IV - O Direito como fato social. A - Cabe ao direito estudar a criminalidade. B 
- O direito não permite o duelo. C - O direito é considerado como um fenômeno da vida 
coletiva assim como os fatos econômicos, culturais, esportivos. D - A educação é direito de 
toda criança. Significa aquilo que é devido por princípio de justiça. 
 
A) I-B; II-D; III-A; IV-C. 
B) I-B; II-C; III-C; IV-D. 
C) I-D; II-D; III-B; IV-A. 
D) I-A; II-C; III-B; IV-D. 
E) I-A; II-B; III-C; IV-D. 
 
3- Regina está grávida e foi diagnosticado que o feto é anencéfalo. Regina quer fazer o aborto, 
mas não deseja violar o ordenamento jurídico brasileiro, que prevê como excludentes de 
ilicitude a realização do aborto em casos de gravidez resultante de estupro e risco de morte 
para a gestante (art. 128 CP). Por isso, ingressa com ação requerendo ao Judiciário, 
autorização para fazer o aborto. Essa questão suscita vários conflitos morais, religiosos e 
legais, configurando matéria polêmica. A partir do caso supra, responda, 
JUSTIFICADAMENTE, ao que se pede: a) As normas morais e as jurídicas são instrumentos 
de controle social? b) As normas jurídicas que criminalizam o aborto têm conteúdo moral? 
 
 
 
 
 
 
 
4- Sobre a distinção entre o direito e a moral, aponta a alternativa incorreta. 
a) No direito, o dever é exigível, na moral não há essa exigência. 
b) O direito é heterônomo, enquanto a moral é autônoma. 
c) O direito é tem caráter coercitivo, a moral é incoercitivo. 
d) O direito não se preocupa com a exteriorização, por sua vez, a moral volta-
se com as questões internas do individuo. 
e) O direito é mais abrangente que a moral, pois encampa mais aspectos da 
vida. 
 
5- Enzo é filho de Tício, um pai atencioso e gentil, que sempre cuidou para que seu filho 
tivesse tudo do bom e do melhor. Ocorre que, agora, Tício, idoso, está velho, enquanto 
que seu filho tem um belo emprego como juiz federal. Tício sempre teve muitos recursos 
financeiros; entretanto, em razão de sua doença, teve que gastar todo seu dinheiro e está 
precisando de ajuda financeira. Enzo, seu filho, nega-se a dar o auxílio que Tício 
necessita. Diante da necessidade, e da negativa de Enzo, Tício entendeu, por bem entrar 
em juízo para requerer pensão alimentícia. Sabe-se que Enzo está sujeito à sanção 
jurídica. Mas e sanção moral, cabe neste caso? Qual a diferença entre sanção jurídica e 
moral? 
 
Compare com a sua resposta: São várias as teorias, fórmulas e critérios de distinção, 
atualmente apresentados. O Direito, apesar de acolher alguns preceitos morais 
fundamentais, garantidos com sanções eficazes, aplicáveis por órgãos institucionais, tem 
campo mais vasto que a moral, pois disciplina também matéria técnica e econômica 
indiferente à moral, como por exemplo, alguns princípios orientadores do direito 
contratual, fundados no individualismo e no liberalismo, inconciliáveis com a moral cristã 
e, portanto, com a moral ocidental. Mas, apesar disso, o jurídico não está excluído de 
julgamento éticos. Atenta-se ao fato de que dever moral não é exigível por ninguém, 
reduzindo- 
se a dever de consciência, ao tu deves, enquanto que o dever jurídico deve ser 
observado, sob pena de sofrer o devedor os efeitos da sanção organizada, aplicável pelos 
órgãos especializados da sociedade. Assim, no Direito, o dever é exigível, enquanto na 
Moral, não. 
 
6- Não existe vida em sociedade sem direito. Nesta afirmativa o vocábulo DIREITO 
significa: 
a) Ciência 
b) Poder 
c) Norma 
d) Faculdade de agir 
e) Fato social 
 7-Analise as assertivas abaixo e responda: I A Moral não varia no tempo e no 
espaço por acompanhar os modos de agir da sociedade. II O dever moral é exigível em 
juízo, promovendo o dever de consciência, enquanto dever jurídico. III A moral é 
autônoma, de foro intimo, e cada um tem seus valores atrelados aos da sua sociedade. 
IV Nem todos os preceitos morais interessam ao Direito por não serem essenciais à paz, 
segurança e convívio social. 
a) Todas as proposições estão corretas; 
b) Todas as proposições estão incorretas; 
c) As proposições I, II e IV estão corretas; 
d) As proposições I, II e III estão incorretas; 
e) As proposições I, II, III estão corretas. 
 
8-É o objeto de estudo da Introdução ao Estudo do Direito: 
a) Fornecer os conceitos específicos a cada ramo do Direito, estudando-os com 
profundidade. 
b) Fornecer uma visão global do direito e demonstrar a complementaridade das 
disciplinas jurídicas, bem como as noções básicas do método jurídico. 
c) Fornecer uma visão global do direito e demonstrar a complementaridade das 
disciplinas jurídicas, bem como as noções básicas do método jurídico. 
d) Fornecer uma visão global do direito e demonstrar a complementaridade das 
disciplinas jurídicas, bem como as noções básicas do método jurídico. 
e) Fornecer ao aluno a compreensão de que lei é um instrumento da classe 
dominante para manter-se no poder e conservar submissas as classes 
oprimidas. 
9- Quando Paulo Roberto chegou a aula já estava acabando. Silenciosamente 
encaminhou-se para o fundo da sala, sentou-se e ficou ali ouvindo o professor que 
concluía uma aula de Introdução ao Direito, afirmando que aquela disciplina tem como 
principais objetivos abrir para os alunos as portas do Curso de Direito e despertá-los 
para o gosto e o entusiasmo pelo Direito. Que um dos objetivos da Introdução ao Direito 
é estimular a reflexão do aluno sobre o que é o Direito e o papel que desempenha ou 
pode desempenhar dentro da estrutura social. Por fim o professor deixou duas questões 
na lousa para os alunos responderem. Paulo Roberto pede então a você, seu colega de 
classe, que o ajude nesta tarefa. Vamos às questões: 1. O que é o Direito? É possível 
definir o termo "Direito" de maneira homogênea e definitiva? 2. Seria o Direito mero 
instrumento de controle social e organização para manter a ordem? Ou será o Direito 
um instrumento de proteção e defesa da pessoa e de transformação social? 
10 - Assinale abaixo a frase que contém uma norma de conteúdo exclusivamente moral: 
a) Não matar 
b) Cumprir os contratos celebrados 
c) Fazer serviços de caridade 
d) Pagar impostos 
e) Não danificar o patrimônio alheio 
11- Leia as assertivas abaixo: I - O Direito não é o único instrumento responsável pela 
harmonia da vida social. (Paulo Nader) II - Oconflito por vezes é inevitável, e necessário 
se faz solucioná-lo. E aí está outra função social do direito:compor conflitos. III - A 
Filosofia do Direito estuda o direito, o fenômeno jurídico, como um fato social, decorrente 
das relações sociais. IV - A Ciência do Direito se preocupa com a normatividade do 
direito positivo - o dever ser. A seguir, aponte a opção CORRETA: 
a) Todas as opções estão corretas 
b) Somente a primeira opção está correta. 
c) Somente as opções I , II e IV estão corretas. 
d) Somente as opções III e IV estão corretas 
e) Todas as opções estão erradas. 
12- "Seja nos sistemas de civil law, como nos de common law, o objetivo primordial do 
Direito é proporcionar estabilidade e previsibilidade: segurança jurídica, por 
conseguinte. O cidadão tem o direito de não ser surpreendido com uma decisão que 
razoavelmente nunca poderia ter sido imaginada antes. Isso é segurança jurídica" ... 
(Curitiba, 13 de setembro de 2011. Desembargador Rabello Filho RELATOR -- 1 Juíza 
Letícia Guimarães. -- 2 TJPR, Órgão Especial, MS 621781-2, acórdão n.º 10.496, 
maioria, rel. des. Jesus Sarrão, j. 21/5/2010). O texto extraído de decisão judicial, traz 
consigo um pressuposto de justiça, qual seja: a segurança jurídica. Esta noção 
relaciona-se mais diretamente a que corrente do pensamento jurídico? 
a) Positivismo; 
b) Jusnaturalismo; 
c) Direito Natural ; 
d) Tridimensionalismo; 
e) Culturalismo Jurídico; 
 
13- Há várias ciências sem as quais o Direito não pode ser estudado, pois são 
facilitadoras da origem, aplicação e criação do Direito. Cite duas delas: 
14- Direito e Moral constituem dois diferentes conceitos, mas não estão separados. 
Sobre o assunto, muitas são as teorias. Miguel Reale afirma: "Dizer que o Direito 
representa apenas o mínimo de Moral declarado obrigatório para que a sociedade possa 
sobreviver. Como nem todos podem ou querem realizar de maneira espontânea as 
obrigações morais, é indispensável armar de força certos preceitos éticos, para que a 
sociedade não soçobre." (Reale, Miguel, Lições preliminares de direito. 27. ed. São 
Paulo: Saraiva, 2002, p. 42).  Neste sentido, quais das alternativas possui melhor 
definição sobre as características da moral. 
a) A moral é composta por regras de condutas que cumprem duas funções: orientar 
o comportamento dos indivíduos na vida cotidiana (todos devem fazer o bem e 
evitar a prática do mal) e prevenir e solucionar conflitos; 
b) As sociedades modernas não são individualistas, todos estão submetidos às 
regras morais dominantes, e por este motivo, é possível para o direito estar em 
conformidade com todos os sistemas morais; 
c) O dever moral não é exigível por ninguém, reduzindo-se a dever de consciência, 
ao tu deves, enquanto o dever jurídico deve ser observado sob pena de sofrer o 
devedor os efeitos da sanção organizada. 
d) As sanções morais são difusas e informais e podem ser aplicadas mediante 
coerção; 
e) A moral é resultado das relações jurídicas imperfeitas. 
15 - Com relação ao Direito Natural NÃO é correto afirmar: 
a) É um Direito espontâneo, que se origina da própria natureza social do homem. 
b) Não é sinônimo de Direitos Humanos. 
c) É constituído por um conjunto de princípios de caráter universal, eterno e 
mutável. 
d) É constituído por um conjunto de princípios de caráter universal, eterno e 
mutável. 
e) Direito como faculdade pessoal. 
16- Constitui função social do direito: 
a) Incentivar o estabelecimento de conflitos nas relações sociais para que essas 
possam evoluir espiritual e materialmente . 
b) Possibilitar que os anseios da maioria sejam sempre atendidos em detrimento 
dos anseios da minoria, visto que Estado Democrático de Direito significa 
priorizar sempre a classe dominante. 
c) Impedir que qualquer tipo de divergência possa se estabelecer nas relações 
sociais, evitando-se assim a necessidade de se invocar a tutela jurisdicional do 
Estado. 
d) Resolução de conflitos existentes e futuros. 
e) Favorecer os que detém maior poder econômico. 
 
 
17 - A sociedade existe para organizar a vida em favor do ser humano. É 
sempre a pessoa humana o sujeito, o fundamento e o fim da vida social (Papa 
Pio XII). Por isso é que se fala da intangível dignidade da pessoa humana 
(João XXIII), ou seja, jamais se pode tocar ou machucar uma pessoa humana. 
Assim, a dignidade da pessoa humana vem antes do que qualquer formulação 
dos direitos e das próprias leis. Frei Nilo Agostini, Moral Cristã: Temas para o 
dia a dia, Ed. Vozes. O texto acima tem especial afinidade com: 
 
a) Direito Natural 
b) Direito Positivo 
c) Direito Subjetivo 
d) Direito Público 
e) Direito Privado 
 
18- Segundo lição do mestre Miguel Reale, o fenômeno jurídico: 
a) Qualquer que seja, possuirá um fato subjacente (fato econômico, geográfico, 
demográfica, de ordem técnica, etc.), sobre o qual incide um valor que confere 
determinado significado a esse fato e somente isso é suficiente para conceber-
se o direito. 
b) Qualquer que seja a sua forma de expressão, requer a participação dialética, 
do fato, valor e norma que são dimensões essenciais do direito, elementos 
complementares da realidade jurídica. 
c) O fenômeno jurídico deve ser considerado de modo hierárquico, na medida em 
que o mais importante é conceber o Direito enquanto norma. 
 d) Reflete a compreensão de que além do direito escrito, há uma outra ordem, superior 
àquela e que é a expressão do Direito justo. 
e) Não é escrito, não é criado pela sociedade, nem é formulado pelo Estado. (...) É um 
Direito espontâneo, que se origina da própria natureza social do homem e que é revelado 
pela conjugação de experiência e razão. 
 
19- Comente a Teoria Tridimensional do Direito de Miguel Reale, a partir do texto abaixo, fazendo 
a correlação entre as expressões: sociedade, moral e direito. O Direito precisa ser encontrado no 
meio social, de maneira a garantir a menor distância possível entre a norma jurídica e a realidade. 
O Direito, aliás, forma-se antes de ser posto em norma jurídica. O que se espera do legislador, 
portanto, é que procure produzir leis que acompanhem as necessidades da sociedade e que se 
adaptem às suas exigências. Ancelmo César Lins de Góis, Mario Antonio Lobato de Paiva e 
Miguel Angel Sardegna. O novo Direito do Trabalho. In: Revista de Informação Legislativa. 
Brasília: Senado Federal, ano 38, n.º 150, abr.-jun./2001, p. 5. 
 
 
 
20- A situação acima descrita pode ser compreendida, à luz da Teoria Tridimendional do Direito de 
Miguel Reale, nos seguintes termos: 
 
a) uma norma jurídica, uma vez emanada, sofre alterações semânticas pela superveniência 
de mudanças no plano dos fatos e valores. 
b) toda norma jurídica é interpretada pelo poder discricionário de magistrados, no momento 
em que estes transformam a vontade abstrata da lei em norma para o caso concreto. 
c) o fato social é que determina a correta compreensão do que é a experiência jurídica e, por 
isso, os costumes devem ter precedência sobre a letra fria da lei. 
d) a teoria tridimensional não é aplicável neste caso, uma vez que a questão trata de mera 
teoria, não interessando a aplicação de valores. 
e) a norma jurídica, estando presente no ordenamento jurídico, não precisa estar valorada 
para sua aplicação.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Perguntas Recentes