A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Atividade - Portifólio - 2º Ciclo - Claretiano

Pré-visualização | Página 1 de 1

CLARETIANO – REDE DE EDUCAÇÃO 
 
 
CLAUDIVAN JOSÉ ALVES DA GUIA 
RA8123043 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO DA 
EDUCAÇÃO BÁSICA 
PORTFÓLIO - CICLO 2 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
POLO MACEIÓ-AL 
2020 
 
 
 
ATIVIDADE: 
1- Há processos de participação democrática na escola envolvendo todos os agentes 
escolares? Como ocorre? 
Sim, nas escolas públicas de educação básica nas quais é implantado o processo de gestão 
democrática na escola, introduzindo eleições diretas para gestores, para um mandato por 
tempo de terminado, com a participação dos integrantes da comunidade escolar, professores, 
pais, alunos e funcionários (pessoal técnico-administrativo), adotando uma abordagem 
sociocrítica. Infelizmente, ainda há unidades escolares onde a gestão participativa ainda não é 
uma realidade, pois adotam uma abordagem técnico-científica, na qual não é possível no 
ambiente escolar a implantação da gestão democrática. Ainda no âmbito da escola são criados 
os Conselhos Escolares, em cada unidade educativa, ampliando assim a gestão participativa, 
onde participam os representantes de professores, alunos, funcionários e pais que também são 
eleitos como membros, titulares e suplentes, para um mandato por tempo determinado, 
auxiliando a administração escolar nas tomadas de decisões, todos esses atores constroem o 
projeto administrativo-pedagógico na escola. Podemos citar ainda as eleições de presidentes 
de Grêmios Estudantis em cada unidade de ensino, para representar os estudantes da 
instituição. A gestão democrática reformula o ambiente escolar, inserindo conselhos escolares 
e gestores que proporcionem a possibilidade de criação e de organização na escola, liberdade 
de expressão, de pensamento. 
 
2- Qual a importância da “escola comunicativa” no processo democratização e avanços 
qualitativos da escola? 
A comunidade escolar não pode ser excluída da participação da gestão das unidades escolares, 
mas para que ela seja feita na prática, é fundamental que a escola possua uma maior 
autonomia. Em uma democracia deve haver a participação de todos aqueles agentes inseridos 
no ambiente escolar deve está ciente das discussões e decisões tomadas não de forma 
unilateral por parte dos gestores, mas por votação de todos os atores participantes. Uma 
gestão democrática precisa da participação de todos, alunos, pais, professores e funcionários, 
não apenas dos superiores na hierarquia escolar, pois em uma escola comunicativa busca 
ouvir a opinião de todos, comunicação com todos aqueles agentes que fazem parte da 
comunidade institucional e não apenas conduzir a administração comunicando das decisões 
tomadas e justificando tal conduta, assim deve inserir a comunidade escolar nas tomadas de 
decisões. Neste sentido, houve avanços qualitativos da escola, a partir dos meados dos anos 
90, quando entrou em vigor da nova LDB, Lei 9394/96, que reorganizaram as 
responsabilidades administrativas para com os diversos níveis e modalidades de ensino. 
 
REFERÊNCIAS: 
IVENIKIA, A. A escola e os seus desafios na contemporaneidade. Ensaio: aval. pol. públ. 
Educ., Rio de Janeiro, v.27, n.102, p. 1-8, jan./mar. 2019. Disponível em: Acesso em: 30 set. 
2020. 
 
 
 
BRITO, R. de O; SÍVERES, L. As características da participação da comunidade escolar em 
um modelo de gestão compartilhada. Revista Sophia. V. 11 (1), 2015, p. 9-20. Disponível em: 
Acesso em: 30 set. 2020. 
HAPP. A. M. A escola como organização comunicativa. ANPED, 29ª reunião, 2006. 
Disponível em: Acesso em: 28 set. 2020.