A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Análise de custo x volume x lucro

Pré-visualização | Página 1 de 1

Análise de custo x volume x lucro
Maher (2001) define como uma ferramenta
que presta auxílio nos processos de
planejamentos, gerenciamento e controles,
que pode vir a impactar sensivelmente nas
decisões empresariais em nível operacional e
estratégico. 
Em outras palavras, a relação CVL como uma
análise que estuda o comportamento do
custo e do lucro diante do volume de
atividade da empresa.
 
A ideia é verificar o impacto que poderá
ocorrer no lucro, dado que existe um custo
operacional seja ele fixo ou variável e uma
quantidade de venda que precisa ser
compensadora para as organizações em
termos de resultado!
A análise se refere a um produto. Havendo dois
ou mais, a proporção de vendas se manterá
constante, quando se alterar a quantidade total
de unidades vendidas
Análise de custo x volume x lucro
Premissas nas Análises CVL
As receitas se alteram em função do número de
unidades vendidas/produzidas
Todos os gastos estarão limitados em fixos e
variáveis
O preço de venda, gasto fixo e variável
permanecerão constantes dentro do período
analisado
As receitas, os custos variáveis serão lineares
durante o período analisado
As receitas e custos podem ser agregados e
comparados podendo não considerar valor do
dinheiro no tempo
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
Margem de Contribuição
Ponto de Equilíbrio
Margem de Segurança
Margem de contribuição
construção desta margem se dá pela receita
subtraída dos custos variáveis. 
margem de contribuição se refere ao quanto cada
produto ou serviço contribui para o negócio da
empresa, com a finalidade de cobrir os custos fixos
e propiciar o lucro.
os resultados da margem de contribuição podem
ser expressos em valores totais (receita total menos
custo variável total), e podem ser expressos
também em valores unitários (receita unitária ou
preço de venda menos custo variável unitário)
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
Margem de contribuição
 Valor absoluto Valor relativo
 Receita 
(-) Custo Variável 
= Margem de Contribuição 
R$ 0,00 
R$ 0,00 
R$ 0,00 
%
%
%
poderemos utilizar a margem de contribuição em
valor absoluto para determinar a quantidade de
produto a ser vendido ou simplesmente utilizar o
valor percentual para determinar a receita a ser
alcançada
Para Maher (2001), quando se somam as margens
de contribuição (de unitária para o total), permitirá
ao gestor verificar de quanto deverá ser o
resultado a ser alcançado, para cobrir os custos
fixos e gerar o lucro que foi estabelecido no
orçamento da empresa. 
quanto maior a sua proporção, menor será o
esforço de venda, por outro lado, quanto menor
sua proporção, maior será o esforço nas vendas
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
Margem de segurança
Corresponde ao volume de vendas ou à receita que
foi planejada acima do ponto de equilíbrio. 
Para determinar em valor absoluto:
Margem de Segurança = Volume de vendas –
Quantidade do ponto de equilíbrio
Para determinar em valor relativo: (%)
Margem de Segurança = Volume de Vendas – Quantidade do ponto de Equilíbrio 
 
Volume de Vendas
Em termos de valores monetários, a lógica para
determinar a margem de segurança em valores
monetários segue os mesmos preceitos da margem
em quantidade.
Para determinar em valor absoluto:
Margem de Segurança = Receita total – Receita no ponto
de equilíbrio
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
Margem de segurança
Para determinar em valor relativo: (%)
 Margem de Segurança = Receita total – Receita no Ponto de Equilíbrio
Receita total
Megliorini (2012) enfatiza que a margem de
segurança traduz que parte do faturamento que
gera lucro, bem como demonstra o nível de
vendas que pode ser reduzido, sem que isso
venha a ocasionar o prejuízo para a organização. 
Em linhas gerais, a margem de segurança irá
dimensionar o nível de risco em que a empresa
possa vir a operar
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
Margem de segurança
Vamos considerar que uma empresa projetou suas receitas
para um determinado período em R$ 1.500.000,00. Com
este faturamento, ao descontar todos os gastos, esta mesma
empresa chegaria a um lucro de R$ 300.000,00. Ao realizar
um cálculo simples, os proprietários verificaram que para
obter um lucro “zero”, ou seja, gerar um faturamento
para cobrir todos os gastos e não sobrar nada, as receitas
(ponto de equilíbrio) deveriam ser de R$ 1.200.000,00. Desta
forma, vamos determinar a margem de segurança!
Em valor absoluto:
Margem de Segurança = Receitas totais – Receita no ponto de
equilíbrio
Margem de Segurança = 1.500.000,00 – 1.200.000,00
Margem de Segurança = R$ 300.000,00
Em valor relativo:
Margem de Segurança = Receita total – Receita no Ponto de
Equilíbrio / Receita Total
Margem de Segurança = 1.500.000 - 1.200.000/ 1.500.000
 Margem de Segurança = 20%
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
Margem de segurança
Vamos considerar que uma empresa projetou suas receitas
para um determinado período em R$ 1.500.000,00. Com
este faturamento, ao descontar todos os gastos, esta mesma
empresa chegaria a um lucro de R$ 300.000,00. Ao realizar
um cálculo simples, os proprietários verificaram que para
obter um lucro “zero”, ou seja, gerar um faturamento
para cobrir todos os gastos e não sobrar nada, as receitas
(ponto de equilíbrio) deveriam ser de R$ 1.200.000,00. Desta
forma, vamos determinar a margem de segurança!
Isto significa que entre a receita mínima necessária (não ganha,
mas não perde nada) e a receita com lucro (ganho de R$
300.000,00) há uma margem de 20%. Na prática, se um cliente
pede um desconto de 25% no preço do produto, para o
proprietário não compensaria vender, pois a sua margem de
segurança é de apenas 20%.
quanto mais próximo o ponto de equilíbrio estiver do volume
de vendas ou da receita, maior será a exposição ao risco
operacional. 
 quanto mais distante do ponto de equilíbrio, menor será o
risco, pois isto aumentaria “a folga” entre o resultado mínimo
necessário (ponto de equilíbrio) que a empresa tem a vender,
com o resultado que se objetiva (ponto de equilíbrio com
lucro).
i. Ponto de equilíbrio contábil (PEC): refere-se à cobertura
do gasto fixo da empresa. O resultado mostra em quanto
a empresa deve gerar de volume de vendas ou receitas
para que não haja perda, nem ganho, ou seja, lucro zero!
 
 Ponto de Equilíbrio Contábil (PEC) = Gastos Fixos/
 Margem de Contribuição (MC)
uma ferramenta da análise que quantifica o
resultado mínimo que, necessariamente, não
proporcione prejuízo para a organização
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
 Ponto de equilíbrio
ii. Ponto de equilíbrio financeiro (PEF): refere-se à cobertura
do gasto fixo, adicionado das despesas financeiras (juros
de empréstimos e financiamentos) que possam vir a
ocorrer. O resultado mostra em quanto a empresa deve
gerar de volume de vendas ou receitas para que haja a
cobertura dos gastos operacionais e financeiros. Cabe
observar que despesas como depreciação é
desconsiderada deste cálculo.
Análise de custo x volume x lucro
Composição da análise custo x volume x lucro
 Ponto de equilíbrio
ii. Ponto de equilíbrio financeiro (PEF): 
 Ponto de Equilíbrio Financeiro (PEF) =
 (Gastos Fixos + Despesa Financeira) - Depreciação
 Margem de Contribuição (MC)
iii. Ponto de equilíbrio econômico (PEE): refere-se à
cobertura do gasto fixo da empresa, adicionado do lucro
esperado pelo proprietário. O resultado mostra em
quanto a empresa deve gerar de volume de vendas ou
receitas para que haja a cobertura dos gastos fixos totais
e proporcione o lucro.
Ponto de Equilíbrio Econômico (PEE) =
 Gastos Fixos + Lucros
 Margem de Contribuição (MC)
Referência: Análise de custos - Wilson Moisés Paim

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.