A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
DIREITO ADMINISTRATIVO REVISÃO

Pré-visualização | Página 2 de 9

de um contrato de gestão se torna uma agência 
executiva – tem-se uma autarquia uma fundação pública – ela faz um contrato de 
gestão com a administração pública para que ela possa ter uma autonomia 
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm#art52iiif
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm#art52iiif
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
 
 
 Sandra Mara Dobjenski 
financeira e administrativa maior – já nasceu uma autarquia a partir do contrato se 
torna uma agência executiva. 
*A agência reguladora já nasceu “poderoso chefão” – autarquia que na sua lei de 
criação cria ela como uma agência reguladora – vai regularizar, fiscalizar algum 
determinado setor do mercado – Ex.: ANATEL. 
*Art. 8º lei 9986/2000- Os membros do Conselho Diretor ou da Diretoria Colegiada 
ficam impedidos de exercer atividade ou de prestar qualquer serviço no setor 
regulado pela respectiva agência, por período de 6 (seis) meses (prazo de 
quarentena – depois que esse membro do conselho, dirigente, da agência 
reguladora - depois que ele sai – fica impedido de exercer atividade ou prestar 
qualquer serviço no setor regulado pela respectiva agência por um período de 
06 meses contados da exoneração ou do término de seu mandato e com 
remuneração compensatória assegurada), contados da exoneração ou do término 
de seu mandato, assegurada a remuneração compensatória. (Redação dada pela 
Lei nº 13.848, de 2019) Vigência 
 
 
 
Administração pública direta 
 Descentralização 
 Delegação (ou descentralização por colaboração, ou 
delegação negocial) transferência por contrato (concessão ou 
permissão de serviço público) ou ato unilateral (autorização) 
para que uma pessoa delegada possa exercer a execução do 
serviço, sob fiscalização do Estado. Quando realizada por 
contrato, é sempre por tempo determinado. Na delegação se 
transfere a execução, através da concessão ou da permissão 
(art. 11 e 12, Decreto 200/67) 
1.3. Particulares em colaboração – particulares que prestam serviço público – 
Permissionários, Concessionários, Autorizatários. 
Ex.: Procedimento licitatório na modalidade concorrência – possibilidade de uma 
empresa prestar transporte coletivo – para que o vencedor desse procedimento 
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art42
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Lei/L13848.htm#art53
 
 
 Sandra Mara Dobjenski 
licitatório se torne um concessionário de serviço público. Também ocorre a 
descentralização da administração direta, transfere para outra pessoa jurídica a 
prestação daquele serviço público. 
Empresa Pública - CEF 
Sociedade de economia mista – Banco do Brasil 
*A criação da empresa pública e da sociedade de economia mista ocorre com o 
registro dos atos constitutivos na Junta Comercial, após a autorização em lei 
específica. 
*Ambas são entidades administrativas com características similares: 
 Personalidade jurídica de direito privado; 
 Sujeição ao controle estatal; 
 Vinculação aos fins definidos em lei; 
 Atividades de natureza econômica; 
Alem de terem as mesmas características ambas são autorizadas e extintas 
mediante lei prévia e seu regime de pessoal é celetista. 
– Regime Jurídico: 
 De Direito Público: Quando presta serviço público. 
 De Direito Privado: Quando exploram atividade econômica. 
 A regra é que sejam bens privados, salvo quando prestarem serviço público. 
Há peculiaridades que as diferenciam uma das outras, vejamos: 
A) Empresa Pública 
– Composição do capital: seu capital é 100% público. 
– Foro processual: em regra na Justiça Federal. 
– Forma jurídica: pode ser qualquer uma forma legalmente admitida. 
B) Sociedade de Economia Mista 
– Composição do capital: seu capital é misto, sendo que o Poder Público detêm a 
maior parte das ações com direito a voto. 
– Foro processual: na Justiça Estadual. 
– Forma jurídica: forma de Sociedade Anônima (S/A). 
 
 
 Sandra Mara Dobjenski 
 
PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 
LIMPE 
LEGALIDADE - o agente público somente pode fazer aquilo que a lei autorizar 
IMPESSOALIDADE – a atuação da administração pública tem que ser pautada com 
critérios objetivos 
MORALIDADE 
Súmula vinculante 13 (nepotismo) 
A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por 
afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da 
mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, 
 
 
 Sandra Mara Dobjenski 
para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função 
gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da 
União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste 
mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal. 
PUBLICIDADE – há a necessidade que os atos administrativos sejam transparentes 
para que se consiga fazer a verificação e o controle – Remuneração do agente 
público precisa ser divulgada. 
EFICIÊNCIA – qualidade da prestação do serviço público. 
Art. 37 CR. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da 
União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios 
de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao 
seguinte: 
 I - os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasileiros que 
preencham os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos estrangeiros, na 
forma da lei; 
 II - a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia 
em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a 
complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as 
nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e 
exoneração; 
 III - o prazo de validade do concurso público será de até dois anos, prorrogável 
uma vez, por igual período; 
 IV - durante o prazo improrrogável previsto no edital de convocação, aquele 
aprovado em concurso público de provas ou de provas e títulos será convocado com 
prioridade sobre novos concursados para assumir cargo ou emprego,