A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Lipídios - Bioquímica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Os	lipídios	(do grego	lipos	= gordura) são formados pela associação de um 
ácido graxo mais um álcool, geralmente o glicerol. 
O ácido graxo é um ácido orgânico que apresenta, pelo menos, 10 átomos 
de carbono em sua molécula. 
Características 
Os lipídios são substâncias químicas de baixa polaridade, por isso, 
insolúveis em água à temperatura ambiente, porém, solúveis em 
compostos ou solventes orgânicos, como o álcool, o éter, o clorofórmio, 
a acetona. 
Quando metabolizados no interior das células, os lipídios, as	proteínas	e 
os	carboidratos	fornecem energia para as atividades do nosso corpo. 
No entanto, os lipídios fornecem mais calorias que os outros dois 
nutrientes. 
Quando ocorre a “queima” de um grama de carboidrato ou de proteínas, 
é produzido 4 kcal de energia. Já um grama de lipídio libera 9 kcal. Por 
isso, os óleos e as gorduras são restritos nas dietas para 
emagrecimento. 
Funções dos lipídios 
Reserva energética 
Fornecem mais energia que os glicídios, porém, não são 
preferencialmente utilizáveis pela célula. Toda vez que a célula necessita 
de uma substância energética, ela vai optar pelo uso imediato de um 
glicídio, para depois consumir os lipídios. 
Estrutural 
Certos lipídios fazem parte da composição das membranas celulares, 
que são formadas pela associação de lipídios e proteínas (lipoproteicas). 
Os mais importantes são: os fosfolipídios e o colesterol. 
Isolante térmico 
Auxiliam na manutenção da temperatura dos animais endotérmicos (aves 
e mamíferos) por meio da formação de uma camada de tecido 
denominado hipoderme, a qual protege o indivíduo contra as variações 
de temperatura. 
Classificação dos lipídios 
São classificados em três grupos: simples, compostos e derivados. 
Lipídios simples 
Glicerídeos: São	os óleos e as gorduras, formados pela união do álcool 
glicerol com ácidos graxos. As gorduras neutras (triglicerídeos) são 
encontradas como substâncias de reserva em quase todos os tipos de 
células animais, em especial nas adiposas, acumuladas no tecido sob a 
pele (hipoderme), principalmente nas aves e mamíferos, onde agem 
também como isolante térmico. 
Os óleos são encontrados com mais frequência em plantas, 
especialmente nas sementes de soja, milho, amendoim e algodão. A 
diferença fundamental entre óleos e gorduras é que os óleos são líquidos 
à temperatura ambiente (20°C), enquanto que as gorduras são sólidas. 
Cerídeos: São mais comuns entre os vegetais, embora sejam produzidos 
também pelos animais, como é o caso das abelhas. São encontrados na 
superfície de pétalas de flores, casca de frutos e folhas, onde atuam 
como impermeabilizantes, impedindo a perda de água por evaporação. 
Lipídios compostos 
São formados pela união entre ácido graxo, glicerol e outra substância. 
Os mais importantes são os fosfoglicerídeos (fosfolipídios), 
componentes das membranas celulares, que além do álcool e do ácido 
graxo, apresentam o radical fostato na sua estrutura. 
Representação da estrutura da membrana plasmática. Note a presença 
de duas camadas de fosfolipídios. 
Lipídios derivados 
Destacamos os esteroides, dos quais o mais importante é o	colesterol, 
que é componente da membrana plasmática das células animais e 
precursor dos hormônios corticoides das glândulas suprarrenais e 
sexuais, como a testosterona e a progesterona.