Buscar

FERNANDA DOURADO FURTADO ALVES em 31 de Out de 2020

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 20 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 20 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 20 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

(
UNOPAR
PEDAGOGIA
) (
Fernanda Dourado Furtado Alves
) (
RELATÓRIO DO
 
Estágio Curricular Obrigatório Ii: 
Anos Iniciais do Ensino Fundamental
)
 (
Rio Verde
20
20
)
 (
Fernanda Dourado Furtado Alves
)
 (
RELATÓRIO DO
 
Estágio Curricular Obrigatório Ii: 
Anos Iniciais do Ensino Fundamental
)
 (
Relatório apresentado à 
UNOPAR, 
como requisito parcial para o aproveitamento da disciplina 
de 
Estágio Curricular Obrigatório II: Anos Iniciais do Ensino Fundamental, 
do
 Curso de 
 
Pedagogia
.
)
 (
Rio Verde
2020
)
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO	6
1	LEITURAS OBRIGATÓRIAS	7
2	PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP)	9
3	ABORDAGEM DOS TEMAS TRANSVERSAIS CONTEMPORÂNEOS DA BNCC	11
4	ATUAÇÃO DO PROFESSOR E SUA INTER-RELAÇÃO COM A EQUIPE ADMINISTRATIVA E PEDAGÓGICA	13
5	CONHECER METODOLOGIAS ATIVAS COM USO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS	15
6	PLANOS DE AULA	17
CONSIDERAÇÕES FINAIS	21
REFERÊNCIAS	22
INTRODUÇÃO
O respectivo relatório de Estágio Obrigatório possui por intencionalidade maior, apresentar as orientações das atividades previstas para os estágios de Educação Infantil do curso de Pedagogia, adaptadas e reformuladas, para atender às restrições estabelecidas durante o período da pandemia COVID-19.
Assim, para suprir as atividades de estágio, que antes da Pandemia do COVID-19 deveriam ser realizadas em caráter presencial, a UNOPAR juntamente com o curso de Pedagogia, proporciona uma nova metodologia, com a intenção de que nós acadêmicos, produzíssemos esse Relatório que possui grandes abordagens acerca do contexto que acontece no ambiente escolar, aumentando nossos conhecimentos teóricos e contribuindo frente as leituras indicadas, a agregar-nos saberes correlacionados a escola, professores, direção, equipe admirativa, levando-se em consideração que todos esses profissionais são ferramentas de suma importância, que muito fazem para oferecer a cada aluno, no campo escolar, um ensino de qualidade e com condições de igualdade.
Dessa forma, os textos de apoio, vídeos e todo material de pesquisa estão ligados a conhecer qual é a verdadeira função e a estrutura do PPP (Projeto Político Pedagógico), ampliar nossos saberes acerca da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), bem como da avaliação da aprendizagem, temáticas de suma importância dentro do universo escolar, para os futuros docentes já possam ter além de maiores conhecimentos, familiarizar-se com esses documentos pedagógicos, que norteiam a escola.
Assim, o Curso de Pedagogia, cada vez mais busca somar com nosso aprendizado, ofertando imprescindíveis conhecimentos, no decorrer de cada fechamento de semestre.
Dessa forma pode-se concluir que o respectivo Relatório de Estágio foi muito produtivo, para que hoje na teoria como acadêmica-estagiária auxilie-me para minhas futuras práticas didáticas e pedagógicas, como futura docente em Pedagogia, norteando quais são os caminhas que serão trilhados tanto antes, quanto depois da conclusão desse magnífico curso, ao qual estarei realizando um sonho de infância.
1 LEITURAS OBRIGATÓRIAS
O estudo de Juarez da Silva Thiesen, intitulado de “A interdisciplinaridade como um movimento articulador no processo ensino-aprendizagem” (2008), traz significativas reflexões acerca da interdisciplinaridade, abordando assim dois lados: onde um se relaciona com o epistemológico e o outro com o fazer pedagógico, onde ambos abarcam conceitos diversos e muitas vezes complementares. 
Assim, Thiesen (2008) ressalva que no campo da epistemologia, toma-se como categorias para seu estudo o conhecimento em seus aspectos de produção, reconstrução e socialização; a ciência e seus paradigmas; e o método como mediação entre o sujeito e a realidade. Pelo olhar pedagógico, discutem-se fundamentalmente questões de natureza curricular, de ensino e de aprendizagem escolar.
Contudo, de acordo com o autor, a interdisciplinaridade, como um enfoque teórico-metodológico ou gnosiológico, surge na segunda metade do século passado, em resposta a uma necessidade verificada principalmente nos campos das ciências humanas e da educação: superar a fragmentação e o caráter de especialização do conhecimento, causados por uma epistemologia de tendência positivista em cujas raízes estão o empirismo, o naturalismo e o mecanicismo científico do início da modernidade.
Thiesen (2008) corrobora em afirmar que é no campo das ciências humanas e sociais que a interdisciplinaridade aparece com maior força. A preocupação com uma visão mais totalizadora tornou-se evidência epistemológica a partir de trabalhos como os de Kapp (1961), Piaget (1973), Vygotsky (1986), Durand (1991), Snow (1959) e Gusdorf (1967), dentre outros pesquisadores.
Partindo dessas premissas, o respectivo estudo de Thiesen (2008) afirma que a interdisciplinaridade, como fenômeno gnosiológico e metodológico, está impulsionando transformações no pensar e no agir dos sujeitos, em diferentes sentidos. Retoma, aos poucos, o caráter de interdependência e interatividade existente entre as coisas e as idéias, resgata a visão de contexto da realidade, demonstra que vivemos numa grande rede ou teia de interações complexas e recupera a tese de que todos os conceitos e teorias estão conectados entre si.
Um ponto de suma importância destacada pelo autor é o de que só haverá interdisciplinaridade no trabalho e na postura do educador se ele for capaz de partilhar o domínio do saber, se tiver a coragem necessária para abandonar o conforto da linguagem estritamente técnica e aventurar-se num domínio que é de todos e de que, portanto, ninguém é proprietário exclusivo.
Contudo, Thiesen (2008) ressalva que a abordagem interdisciplinar, como proposta de revisão do pensamento positivista na educação, está muito presente nas atuais correntes, tendências e concepções teóricas que tratam do fenômeno da aprendizagem.
Dessa forma, o autor corrobora em afirmar que acerca do campo da interdisciplinaridade, tanto em sua dimensão epistemológica quanto pedagógica, está sustentada por um conjunto de princípios teóricos formulados sobretudo por autores que analisam criticamente o modelo positivista das ciências e buscam resgatar o caráter de totalidade do conhecimento.
2 PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP)
O PPP (Projeto Político Pedagógico) é um documento de suma importância para a escola, pois trata do planejamento global da instituição, entretanto, essa sistematização não é definitiva, mas sim, flexível e orgânica. Segundo a legislação educacional brasileira, ele deve ser elaborado em uma perspectiva democrática, a qual reconhece a necessidade de envolvimento de todos os membros do contexto escolar (gestão escolar, professores, alunos e comunidade). Cada PPP é único, pois expressa as finalidades e necessidades da realidade escolar que representa.
O Projeto Político Pedagógico é um documento vivo que faz parte da realidade escolar, ele é necessário e possível estando sempre em constante transformação. É fruto da interação entre objetivos e prioridades estabelecidas pela coletividade, se propõe a ser o documento que estabelece através da reflexão, as ações dos agentes responsáveis pela sua elaboração: professores funcionários, pais, mães ou responsáveis, alunos e toda comunidade inserida, com subsídios através dos teóricos (mencionados) e a legislação pertinente. Aberto à discussão dos problemas da Escola, o PPP é o plano global da instituição, a sistematização constantemente em transformação de um processo de planejamento participativo, aperfeiçoando e concretizando a ação educativa que se quer realizar. 
O Projeto Político Pedagógico proporciona também a oportunidade da participação democrática, necessária a todos os membros da comunidade escolar para o exercício da cidadania. Sendo processo democrático da tomada de decisões, o Projeto Político-Pedagógico preocupa-se em construir e mudar a realidade quando necessário. É preciso promover a escola como espaço público, lugar de debates, do diálogo fundado na reflexão coletiva. Quanto mais ampla a participação de diferentes agentes no processoda construção deste, mais ampla pode tornar-se essa autonomia. 
Para avançar na organização do trabalho pedagógico, os envolvidos na elaboração do PPP da escola devem estar cientes de que fazem parte dele. Todos participam de forma coletiva nas decisões e ficam responsáveis pelos resultados e análise dos impactos. Essa relação de pertença significa o compromisso com o projeto construído e sua instituição com a transformação da escola. A participação na constituição do Projeto Político-Pedagógico por todos os segmentos faz com que o indivíduo, ao participar desta constituição, sinta-se dono do projeto num objeto comum, num processo educativo da escola.
Outro importante documento atual que está estruturando tanto PPP, como escola com um todo é a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) que também é um documento normativo, definindo-se assim as aprendizagens essenciais que todos os alunos devem se apropriar na educação básica. Dessa forma, todas as escolas devem organizar seu currículo a partir desse documento. 
Frente a essas considerações pode-se concluir que acerca das competências gerais da Educação Básica elas muito se interrelacionam com o PPP, frente a trabalhar com as habilidades, se baseia nos valores da qualidade de ensino, onde aprimora-se pelo ensino de melhor qualidade e significativos para todos os alunos, buscando sempre interagir e agir com respeito e dedicação de todos envolvidos, participando ativamente das atividades escolares dentro do seu limite, sem nenhum tipo de discriminação.
O Projeto Político Pedagógico de toda escola deve ser inicialmente entendido como um processo de mudança e de antecipação do futuro, que estabelece princípios, diretrizes e propostas de ação para melhor organizar, sistematizar, e significar as atividades desenvolvidas pela escola como um todo. Sua dimensão político pedagógica pressupõe uma construção participativa quem envolve ativamente os diversos segmentos escolares e da sociedade. Dimensão esta que se caracteriza como um dos eixos de trabalho proposto pela nossa escola. 
Ao desenvolver o Projeto Político Pedagógico, as pessoas mostram suas experiências, refletem suas práticas, resgatam, reafirmam e atualizam valores, explicitam seus sonhos e utopias, demonstram seus saberes, dão sentido aos seus projetos individuais e coletivos, reafirmam suas identidades, estabelecem novas relações de convivência e indicam um horizonte de novos caminhos, possibilidades e propostas de ação”. 
Muitos problemas sociais, com os quais convivemos são objetos de estudos na sociedade atual e a escola, como instituição formadora, não tem como se desvincular dessas questões. Assim, reafirmamos a importância e finalidades do Projeto Político Pedagógico, o qual se constitui como a alma da escola, simbolizando a vida e o trabalho de todas as pessoas que fazem a educação no dia-a-dia (direção, equipe pedagógica, professores, alunos, pais, funcionários da escola e a comunidade em que ela está inserida).
8
3 ABORDAGEM DOS TEMAS TRANSVERSAIS CONTEMPORÂNEOS DA BNCC
Frente aos conteúdos estruturais, conforme orienta e norteia os documentos oficiais que conduzem o ensino no Brasil, todo docente deve atuar frente a abordagem de conteúdos transversais: como o meio ambiente, economia, saúde, cidadania e civismo, multiculturalismo e ciência e tecnologia. Para isso, as escolas podem contar com a disponibilização de materiais de apoio para a abordagem desses temas, além de, em alguns casos, receber o auxílio da atuação de uma equipe multidisciplinar, constituída para o gerenciamento de ações nessa esfera.
Portanto, far-se-á de suma relevância conhecer a abordagem dos temas contemporâneos transversais da BNCC, que são o meio ambiente, economia, saúde, cidadania e civismo, multiculturalismo e ciência e tecnologia.
A abordagem contemporânea é vista como uma busca pela melhoria do ensino-aprendizagem. Assim ao aprendizagem. Ao contextualizar o que é ensinado em sala de aula juntamente com os temas contemporâneos, espera-se aumentar o interesse dos alunos durante o processo e despertar a relevância desses temas no seu desenvolvimento como cidadão. O maior objetivo dessa
abordagem é que o estudante conclua a sua educação formal reconhecendo e aprendendo sobre os temas que são relevantes para sua atuação
na sociedade. 
Assim, a transversalidade é um princípio que desencadeia metodologias modificadoras da prática pedagógica, integrando diversos conhecimentos
e ultrapassando uma concepção fragmentada, em direção a uma visão sistêmica. Os TCTs não são de domínio exclusivo de um componente curricular, mas perpassam a todos de forma transversal e integradora. A BNCC destaca a importância dos TCTs quando diz que é dever dos sistemas de ensino e escolas:
Contudo, pode-se compreender que o tema Transversalidade está intimamente ligada ao fator principal que desencadeia metodologias modificadoras das práticas pedagógicas, integrando-se dessa forma com inúmeros conhecimentos e saberes, ultrapassando uma concepção fragmentada, em direção a uma visão sistêmica. 
Os Temas Contemporâneos Transversais (TCT’s) têm a função de explicitar a ligação entre os diferentes componentes curriculares de maneira integrada, bem como fazer conexão com situações vivenciadas pelos estudantes em suas realidades, contribuindo para trazer contexto e contemporaneidade aos objetos do conhecimento descritos na BNCC.
Os TCT’s não são de domínio exclusivo apensa de um componente curricular, mas atravessam a todos de maneira formal transversal e integrador. Partindo desses princípios pode-se afirmar que a importância de se trabalhar com TCT’s na escola permita ao aluno compreender questões diversas, tais como cuidar do planeta, a partir do território em que vive; administrar o seu dinheiro; cuidar de sua saúde, usar as novas tecnologias digitais; compreender e respeitar aqueles que são diferentes e quais são seus direitos e deveres como cidadão, contribuindo para a formação integral de cada aluno, como ser humano, sendo essas uma das funções da escola. 
Contudo, dos TCT’s que podem ser trabalhados de forma transversal no curso de graduação são a ética, Meio Ambiente, Saúde, Pluralidade Cultural e Orientação Sexual, onde todas essas temáticas expressam conceitos e valores de suma importância para dar base e fundamentar tanto a democracia, quanto á cidadania, pois incitam questões extremamente relevantes e prementes para a sociedade na atualidade, encontrados assim de diversas maneiras no dia a dia de cada pessoa.
Para subsidiar o trabalho dos professores e gestores, em especial aos envolvidos na (re)elaboração curricular, conforme orienta o Guia de Implementação da Base Nacional Comum Curricular BNCC, 2018, p. 28), quanto à incorporação dos Temas contemporâneos Transversais (TCTs) da BNCC, serão apresentadas sugestões metodológicas para guiar a sua abordagem nos currículos e nas práticas pedagógicas das escolas. Para tanto, a metodologia de trabalho com os TCTs estará baseada em quatro pilares, sendo eles: A Problematização da realidade e das situações de aprendizagem; Superação da concepção fragmentada do conhecimento para uma visão sistêmica; Integração das habilidade e competências curriculares à resolução de problemas; Promoção de um processo educativo continuado e do conhecimento como uma construção coletiva.
20
4 ATUAÇÃO DO PROFESSOR E SUA INTER-RELAÇÃO COM A EQUIPE ADMINISTRATIVA E PEDAGÓGICA
Outro importante enfoque a se refletir, culmina no papel do professor e sua interrelação com a equipe pedagógica e administrativa da unidade escolar, bem como a atuação da equipe pedagógica, no acompanhamento do desenvolvimento de cada prática didática e pedagógica, para auxiliar os professores a desenvolverem com todos os alunos, atividades de suma excelência, no decorrer de suas praxes escolares.
Contudo, a docência na Educação Infantil desenvolve um leque de atividades pedagógicas, que fazem parte da rotina do professor como, por exemplo, onde podemos citar que em cada começo de ano letivo, ocorre as ações que culminam no Planejamentoescolar, que com o auxílio de toda a equipe pedagógica da escola, seja na Educação Infantil, ou nas outras fases escolares, os professores se reúnem para elaborar os Planejamentos que podem ser Bimestrais, Semestrais ou anuais, onde cada período a ser Planejado, vai depender das necessidades e aspirações da equipe pedagógica de cada unidade escolar, pois é com base nesses Planejamentos, que os professores vão construir seus planos de aula, e essas ferramentas pedagógicas (planos de aula) posteriormente serão o norte estrutural de todo trabalho que cada professor vai desenvolver em suas práticas escolares. 
Contudo, também far-se-á relevante refletir acerca das metodologias pedagógicas do professor, as quais se fazem de extrema importância serem trabalhadas com as crianças da Educação Infantil, atividades cada vez mais lúdicas, sempre tendo por fonte, as habilidades da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), que objetivam orientar e auxiliar em todo trabalho pedagógico, onde é através da BNCC, que todas as atividades contidas na rotina escolar, serão planejadas e adaptadas, orientando assim, todas as práticas docentes, que serão desempenhadas em todo o ano letivo da Educação Infantil. 
Assim, ao assistir o vídeo que nos foi disponibilizado e que trata dessas Uma outra atividade realizada na Educação Infantil que também é de suma importância é o momento da alimentação das crianças, onde tanto antes, durante e depois desse momento o professor necessita realizar com todas elas, atividades que busquem com excelência, contemplar todo seu planejamento, levando-se em consideração que tais atividades devem seguir a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), estando assim condizentes com os campos de experiências.
Contudo, logo após as realizações das atividades que se baseiam conforme a BNCC nos direitos de aprendizagem relacionados em: conviver, explorar, participar, brincar, expressar e conhecer-se, têm-se à hora do almoço, que também é considerada como atividade pedagógica, onde os professores também poderão aproveitar esse momento, e conversar com as crianças sobre, por exemplo, importância dos alimentos, bem como a importância da ingestão de frutas, verduras e legumes, porém o professor deve levar em consideração que esse instante far-se-á relevante ser de cunho lúdico, frente a um momento agradável, motivador e prazeroso, para todas as crianças.
Por fim o docente deve ser aquele profissional pedagógico que proporciona momentos didáticos, pedagógicos e lúdicos, promovendo além dos conhecimentos pedagógicos, despertando a potencialidade e o interesse de cada um dos seus alunos, conscientizando, instigando e estimulando a criatividade, o lúdico e o agradável, no decorrer de todas as atividades propostas e planejadas. 
Outro ponto a ser ressalvado também é o de refletir acerca da importância que há no papel da equipe pedagógica, como relevante ferramenta escolar, aos quais essa equipe se dispõe a orientar os professores, tendo por base a utilização de diversos documentos dispostos na escola, como por exemplos o PPP (Projeto Político Pedagógico), a Proposta Curricular e a BNCC, com o intuito maior de oferecer os subsídios para a organização de todos os trabalhos pedagógico ocorridos no espaço educativo, justamente por que esse é o objetivo maior da equipe pedagógica, ser a ponte retilínea que intermedia a coordenação das ações didático-pedagógicas, que ocorrem na instituição escolar, frente a desempenhar um trabalho de liderança, auxiliando a escolar a aumentar suas competências sobre o processo de ensino-aprendizagem, em função de uma educação de qualidade e com questões de igualdade e equidade, para todos os alunos, sem nenhuma distinção.
5 CONHECER METODOLOGIAS ATIVAS COM USO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS
Na atualidade muito tem se tratado nas escolas a respeito das metodologias ativas como estratégias de ensino, por vezes influenciadas pelo uso das tecnologias digitais, que se caracterizam por inserir o estudante no centro do processo a partir de discussões, interações, atividades de análise, síntese e avaliação no sentido de solucionar problemas.
Com a intenção de se buscar solucionar alguns dos problemas relacionados a prática de leitura na educação infantil, optou-se assim frente as metodologias ativas de aprendizagem utilizar-se da ABP (Aprendizagem Baseada em Projeto), como ferramenta didático-pedagógica para instigar no aluno, o hábito da leitura, seja dentro dos muros da escola, quanto fora deles.
Assim essa ABP (Aprendizagem Baseada em Projeto) é um tipo de metodologia ativa desenvolvida por meio de intenso processo de investigação e elaboração de produtos de modo colaborativo e interdisciplinar. A metodologia ABP é organizada a partir de uma pergunta complexa organizada, e estruturada segundo Lorenzoni (2016), em sete passos, sendo eles:
1) Pergunta Motivadora;
2) Desafio Proposto;
3) Pesquisa e Conteúdo;
4) Cumprindo o deságio;
5) Reflexão e Feedback;
6) Responda a pergunta inicial;
7) Avaliação do Aprendizado.
Assim, a Pergunta Motivadora busca responder ao seguinte questionamento: Como instigar no aluno o hábito da leitura de boas obras, em tempos onde os jogos, as redes sociais e tantos outros elementos tiram a atenção e a concentração do alunos, já na educação infantil?
Contudo o Desafio proposto apresentado para a turma culmina em apresentar aos alunos o quão a leitura é uma ferramenta de suma importância para cada um deles, conduz ao desenvolvimento cognitivo, intelectual e emocional de cada um deles, bem como a leitura também pode promover experiências significativas de aprendizagem de nossa Língua materna a Língua Portuguesa, por meio de um trabalho com a linguagem oral e escrita.
Dessa forma sobre Pesquisa e Conteúdo os alunos terão que trazer para a próxima aula, livros, revistas Gibis e/ou jornais, ou até mesmo materiais impressos pesquisado na Internet, com leituras que abarquem literatura infantil, podendo ser obras de Monteiro Lobato, Cecília Meirelles, Maurício de Souza, dentre outros autores que possuem uma literatura simples, porém muito significativa, instigando-se assim nos alunos além da prática das leituras, o gosto e o prazer por elas.
Para cumprir os desafios dessa ABP, os alunos deverão pôr em prática os conhecimentos e competências que adquiram em suas pesquisas e leituras, em formato de leitura na sala de aula, tanto silenciosa, quanto para a sala, onde o aluno fará a leitura do resumo da fonte ao qual escolheu e trouxe para a escola, apontando as partes principais, o que mais chamou a atenção e o que mais gostaram, bem como deverão também fazer alguns desenhos, bem criativos e instruídos pela professora estagiária, para deixar esse momento mais lúdico e significativo.
Sobre a reflexão e o feedback, nessa etapa os alunos em roda de conversa e de maneira espontânea falaram sobre o que acharam dessa experiência, seus anseios, dúvidas e sugestões para próximas aulas, que trataram dessa temática que subsidia a prática da leitura. Nesse sexto passo sobre a ABP intitulado de “Responda a pergunta inicial”, como o próprio título fomenta, responder a pergunta no início dessa Aprendizagem Baseada em Projeto acredita-se que metodologias ativas trabalhadas com os alunos da Educação Infantil de forma diversificada e lúdica poderão possibilitar os alunos além de conhecer uma diversidade de histórias e aumentar seu conhecimento social e multicultural, adquirirem o gosto pela leitura, despertando a imaginação e a criatividade, instigando-se assim a prática da leitura não apenas no âmbito escolar, bem como fora dele, desenvolvendo nessas crianças, habilidades e práticas linguísticas.
E por fim acerca da Avaliação do Aprendizado, serão aplicadas atividades avaliativas, acerca de aspectos relacionados às práticas e vivências desses alunos nessa ABP, como por exemplo: “Você gostou do livro/Gibi ou outro material ao qual você escolheu para ler?”; “O que mais lhe chamou a atenção na história que você leu?”; “Quem são os personagens principais da história lida?”; dentre outras, para identificarse cada aluno conseguiu atingir os objetivos propostos nessa ABP, bem como se as habilidades propostas foram desenvolvidas com excelência, a todos os alunos.
6 PLANOS DE AULA
Plano de Aula I
___________________________________________________________________
1. Identificação: EMEF – Rosalina Borges – Rio Verde-GO
1.1 Disciplina: Língua Portuguesa 
1.2 Série: 1º ano do Ensino Fundamental - (Séries Iniciais)
1.3 Turma: A
1.4 Período: Matutino
2. Conteúdo: Linguagem Oral e Escrita
3. Objetivos
3.1 Objetivo geral: 
Criar hábito de ouvir histórias, para ampliar seus conhecimentos sociais e multiculturais. 
3.2 Objetivos específicos: 
· Desenvolver a capacidade de falar e ouvir;
· Ampliar a atenção visual, concentração;
· Tomar gosto pelo hábito da leitura.
 
4. Metodologia:
Iniciar a aula com a acolhida, cantando com o alunos a música: “Bom dia, com alegria”, por conseguinte na rodinha conversar como foi o final de semana deles por meio de perguntas, como por exemplo: “Onde foram, o que fizeram”, etc (…). Continuar a aula ao qual acerca da Disciplina de Língua Portuguesa a mesmas se norteia frente a aumentar os conhecimentos do aluno, acerca da Linguagem oral e linguagem escrita da Língua Portuguesa, ao qual será os alunos assistirão ao vídeo: Linguagem Oral e escrita, disponível no link: <https://www.youtube.com/watch?v=Pu8D18RhUcs>, após assistirem o vídeo, serão entregue aos alunos folhas xerocopiadas, que contém o título: “A letra do dia”, ao qual conterá tanto letras, como por exemplo, a Letra (A), com palavras que iniciem com essa letra, bem como com objetos e/ou que iniciem com a letra do dia, onde os alunos terão que identificar as palavras e os animais e/ou objetos, por meio da leitura e da escrita dessas palavras, bem como, colorindo esses objetos e/ou animais. Por fim, será feita uma segunda rodinha, para na conversa, identificar se os alunos conseguir abster se os alunos atingiram os objetivos propostos nessas aulas, bem como se as habilidades propostas foram desenvolvidas com excelência, a todos eles. 
5. Recursos Didáticos:
· Data-show;
· Pen-drive;
· Televisão;
· Folhas xerocopiadas;
· Lápis de cor;
· Apontador.
6. Avaliação:
A Avaliação far-se-á mediante a participação e o interesse dos alunos, no decorrer de todas as atividades, propostas para essa aula.
Referência:
BLOG PEDAGOGIA AO PÉ DA LETRA. Planos de aula para Educação Infantil. Disponível em: <https://pedagogiaaopedaletra.com/plano-de-aula-educacao-infantil/>. Acesso em: 30 de Out. 2020.
Plano de Aula II
___________________________________________________________________
1. Identificação: EMEF – Rosalina Borges – Rio Verde-GO
1.1 Disciplina: Língua Portuguesa 
1.2 Série: 1º ano do Ensino Fundamental - (Séries Iniciais)
1.3 Turma: A
1.4 Período: Matutino
2. Conteúdo: Linguagem oral e Produção de pequenas frases
3. Objetivos:
3.1 Objetivo geral: 
Recontar histórias conhecidas por meio de deferentes portadores de textos e vivências de diversas situações, nas quais se faz necessária, compreendendo a sua função social.
3.2 Objetivos específicos: 
· Tentar ler e escrever segundo suas hipóteses.
· Reconhecer, compreender e utilizar os diferentes símbolos convencionalmente como forma de representação em textos lidos e ouvidos.
· Utilizar-se da linguagem oral, para produzir pequenos textos.
4 Metodologia:
Iniciar a aula com a acolhida, cantando com os alunos a música: “Novo Dia”, por conseguinte na rodinha conversar como foi o seu dia anterior, como eles estão e o que eles esperam da aula de hoje. Continuar a aula ao qual acerca da Disciplina de Língua Portuguesa a mesmas se norteia frente a aumentar os conhecimentos dos alunos, acerca da Linguagem oral e Produção de Texto, onde por meio de um game onde cada aluno com seu tablete vão expor todos seus conhecimentos e criatividades para desenvolver regras, possibilidades, narrativas e contextos em todo do conteúdo que será trabalhado nessa aula, aos quais são Linguagem oral e Produção de pequenas frases em Língua Portuguesa, frente a um ambiente dinâmico, diversificado e lúdico. 
Assim, essas atividades serão salvas no Tablet de cada aluno, onde ao final da aula a professora enviará todas as atividades dos seus alunos para seu e-mail profissional, corrigindo e observando se os objetivos foram contemplados, disponibilizando uma devolutiva para os pais, dessas crianças. 
5. Recursos Didáticos:
· Tablet
· Quadro branco
· Pinceis para quadro branco.
6. Avaliação:
A Avaliação far-se-á mediante a participação e o interesse dos alunos, no decorrer de todas as atividades, propostas para essa aula.
Referência: 
BLOG PEDAGOGIA AO PÉ DA LETRA. Planos de aula para Educação Infantil. Disponível em: <https://pedagogiaaopedaletra.com/plano-de-aula-educacao-infantil/>. Acesso em: 30 de Out. 2020.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Ao finalizar esse trabalho, pode-se concluir assim que para buscar suprir as atividades de estágio, que antes da Pandemia do COVID-19 deveriam ser realizadas em caráter presencial, a UNOPAR juntamente com o curso de Pedagogia, permitiu que nós acadêmicas e acadêmicos, produzíssemos esse Relatório que possui grandes abordagens acerca do contexto que acontece no ambiente escolar, aumentando nossos conhecimentos teóricos e contribuindo frente às leituras indicadas, a agregar-nos saberes correlacionados a escola, professores, direção, equipe admirativa, levando-se em consideração que todos esses profissionais são ferramentas de suma importância, que muito fazem para oferecer a cada aluno, no campo escolar, um ensino de qualidade e com condições de igualdade.
Destarte, o presente trabalho foi de grande importância para ressaltar o quanto no ambiente escolar as atividades ofertadas de forma lúdica, pedagógica, dinâmica e diversificadas, são elementos de suma importância para aumentar a participação e interesse dos alunos, onde dessa forma faz-se imprescindível que a escola se renove, transforme e objetive reais mudanças, passando de métodos fechados e entediantes a métodos abertos e continuados que assim interajam com o meio social a que pertencem, onde toda a equipe que compõem o corpo escolar são ferramentas de suma importância, para atender com excelência e condições de igualdade e equidade, a todos esses quesitos.
Dessa forma, pode-se concluir que o respectivo Relatório de Estágio foi muito produtivo, para que hoje na teoria como acadêmica-estagiária auxilie-me para minhas futuras práticas didáticas e pedagógicas, como futura Pedagoga, norteando quais são os caminhos que serão trilhados tanto antes, quanto depois da conclusão desse curso ao qual constituirá a realização de um grande sonho, o de ser professora, na Educação Infantil. 
referêncIAS
BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Temas Contemporâneos Transversais na BNCC. Proposta de Práticas de Implementação. Brasília. 2019. 
___________ Ministério da Educação. Guia de Implementação da Base Nacional Comum Curricular: Orientações para o processo de
implementação da BNCC. MEC, Brasília, DF, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wpcontent/uploads/2018/04/guia_BNC_2018_online_v7.pdf>. Acesso em: 30 de Ou. 2020.
CAOP. Síntese do Projeto Político Pedagógico de uma escola do Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto. 2020. Disponível em <https://arquidiocesano.com/proposta-pedagogica/sintese-do-ppp/>. Acesso em: 30 de Out. 2020.
THIESEN, Juares da Silva. A interdisciplinaridade como um movimento articulador no processo ensino-aprendizagem. Revista Brasileira de Educação v. 13 n. 39 set./dez. 2008. Disponível em: <file:///C:/Users/user/Downloads/ARTIGO_EST_AI_ENSINO_FUND.pdf>. Acesso em: 30 de Out. 2020.

Outros materiais