A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
ATIVIDADE A1 DIREITO FALIMENTAR E RECUPERACIONAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aluna: Thaynara Souza Van Netgen – RA: 3097397
ATIVIDADE A1 – DIREITO FALIMENTAR E RECUPERACIONAL
RESPOSTAS:
1. O caso da questão demonstra a impontualidade, então poderá o credor pedir falência conforme o Art. 94, inciso I da Lei de Falências.
Porém o credor deve verificar: a obrigação líquida, o título executivo, o protesto e o somo dos títulos que ultrapassem 40 salários-mínimos. Já o protesto, deverá ser especial para fins falimentares, porém cabe o credor (se assim ele quiser) juntar títulos executivos.
 
2. Conforme o artigo 98, da Lei de Falências deverá o citado se apresentar dentro de 10 dias úteis.
O nome da defesa que o Bar Noite Ltda., deve apresentar é a Contestação, onde poderá alegar tudo (na contestação).
Ainda assim poderá o mesmo (Bar Noite Ltda.), escolher: 
- Pedir a recuperação judicial;
- Elidir a falência, ou seja, depositar o valor do pedido mais a correção, juros e honorários;
- No prazo da contestação elidir a falência, ou seja, fazer um deposito elisivo e apresentar a contestação;
- Apresentar a contestação, porém esse caso é arriscado, pois deixa o credor a mercê de uma interpretação.
3. Conforme o artigo 99 da Lei de Falências, o recurso que deverá ser promovido é o Agravo de Instrumento. 
Destaco dois efeitos em relação os credores:
1-) Suspensão das ações e execuções individuais dos credores (Art. 6º)
2-) Suspensão do direito de retenção (Art. 116, I).
 
 
4. Juízo universal é quando o juiz decreta a falência, estabelecendo então o juízo universal de falência e indivisível. Então, todas as execuções e ações que se referem a massa falida serão julgadas e processadas pelo juízo falimentar. Conforme os Arts. 75, 76 e 126 da Lei de Falência. Porém essa ‘’regra’’ não é única, pois a lei assevera algumas exceções e elas são: Ações de Natureza fiscal; Reclamações trabalhistas; Ações em que o falido seja autor ou litisconsorte ativo, desde que não esteja prevista na Lei nº 11.101/2005 e Ações Cuja competência esteja prevista na CF (Constituição Federal).
 
5. O prazo máximo que o juiz pode fixar no termo legal de falência é de 90 dias contados retroagindo a partir do pedido da falência; 90 dias contados do pedido de recuperação judicial ou 90 dias contados do primeiro protesto por falta do pagamento mais antigo que estiver em aberto na data da sentença.
E destaco dois atos que se praticados no período do termo legal de falência, serão considerados nulos:
1-) A renúncia à herança ou a legado (até 2 anos antes da decretação da falência); (Art.129 – Atos ineficazes) 
2-) A prática de atos a título gratuito, desde 2 (dois) anos antes da decretação da falência; (Art.129 – Atos ineficazes).