A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Aula 8 - Aglomerantes

Pré-visualização | Página 1 de 3

05/04/2021 Disciplina Portal
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.asp?191C757E76=4844233D244DBBF19DC3C070027D5F6755F597C551DDA5EC2427A66F8B072… 1/16
QUÍMICA DOS MATERIAIS
Aula 8 - Aglomerantes
INTRODUÇÃO
Nesta aula, faremos uma introdução ao estudo dos aglomerantes. A civilização os utiliza já há muito tempo,
inicialmente eles eram obtidos de forma rudimentar, basicamente do barro. 
Muito se avançou tecnologicamente e, hoje, os aglomerantes são empregados em praticamente todas as obras de
construção civil. Eles permitem versatilidade nos materiais a serem empregados, além de conferir excelentes
propriedades mecânicas aos produtos originados da sua utilização. 
No �m desta aula, serão apresentados alguns exemplos da utilização dos aglomerantes na construção civil. Além
disso, veremos que eles são considerados os materiais mais importantes para a indústria da construção, e que existem
vários tipos de aglomerantes, cada qual desempenha um papel fundamental, sendo que esses materiais se comportam
diferentemente em função de sua composição química.
05/04/2021 Disciplina Portal
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.asp?191C757E76=4844233D244DBBF19DC3C070027D5F6755F597C551DDA5EC2427A66F8B072… 2/16
OBJETIVOS
Reconhecer os conceitos, as de�nições e as aplicações dos aglomerantes mais comumente usados;
Analisar a importância dos aglomerantes na indústria da construção;
Identi�car os tipos de aglomerantes existentes.
05/04/2021 Disciplina Portal
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.asp?191C757E76=4844233D244DBBF19DC3C070027D5F6755F597C551DDA5EC2427A66F8B072… 3/16
Vamos reconhecer a importância e os usos dos aglomerantes. Do latim, aglomerante = agglomerante, aglutinante =
agglutinante ou ligante é material geralmente pulverulento que tem a �nalidade de aglutinação de outros materiais
(agregados), in�uenciando, desta forma, a resistência do material resultante. Pode ser natural, como argila e asfalto
natural ou arti�cial, como cal, gesso e asfalto de petróleo.
Saiba mais
, As civilizações primitivas empregavam, para suas construções, os blocos de pedras, simplesmente
superpostos, peças de madeira ou de barro amassado, em camadas. O primeiro aglomerante utilizado
pelo homem foi, provavelmente, a argila. 
Na maioria dos textos antigos são encontradas citações do uso de argila nas construções,
principalmente pelos assírios e caldeus. Argilas secas ao sol são muito utilizadas ainda hoje, como se
pode ver nos ranchos de "adobe" dos Estados Unidos, México e interior do Brasil.
AGLOMERANTES
Aglomerante é o material ativo, ligante, e, em geral, pulverulento, cuja principal função é formar uma pasta que promove
a união entre os grãos do agregado. Os aglomerantes, na construção civil, são utilizados, por exemplo, para obtenção
das argamassas e dos concretos, na forma da própria pasta e também na confecção de natas. Nesse conceito,
entende-se por pasta as misturas de aglomerantes com água. Exemplo: os rejuntes de azulejos e ladrilhos. 
Os materiais mais comuns:
NATAS
Fonte: Shutterstock
05/04/2021 Disciplina Portal
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.asp?191C757E76=4844233D244DBBF19DC3C070027D5F6755F597C551DDA5EC2427A66F8B072… 4/16
As pastas preparadas com excesso de água, geralmente podem ser utilizadas como material de
acabamento. A nata de cal é utilizada em pinturas, já a nata de cimento, para obtenção de superfícies
lisas;
ARGAMASSA
A pasta composta por aglomerante, água e agravado graúdo, geralmente são empregadas no
assentamento de tijolos ou no revestimento de paredes de alvenaria, aplicadas sob a forma de reboco
ou emboço;
CONCRETO
A pasta composta por aglomerantes, água, agregado miúdo (areia) e agregado graúdo (brita).
Em todos os materiais expostos anteriormente, é possível fazer a adição de compostos, visando à melhoria dos
desempenhos dos materiais.
Os aglomerantes classi�cam-se em função do seu princípio ativo, e podem ser:
AÉREOS
Aglomerantes que endurecem pela ação química do CO2 no ar. Exemplo: cal aérea;
HIDRÁULICOS
Aglomerantes que endurecem pela ação exclusiva da água;
POLIMÉRICOS
Aglomerantes que têm reação devido à polimerização de uma matriz.
Atenção
, Para compreender a ação dos aglomerantes é necessário entender o conceito de pega. Entende-se
por pega a perda da �uidez da pasta. Por exemplo: ao se adicionar água a um aglomerante hidráulico,
após determinado tempo, ocorrem reações químicas de hidratação, com formação de compostos,
que, aos poucos, fazem com que a pasta perca a �uidez, até que deixe de ser deformável para
pequenas cargas e se torne rígida.
A pega de um aglomerante hidráulico pode ser dividida em duas fases distintas:
05/04/2021 Disciplina Portal
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.asp?191C757E76=4844233D244DBBF19DC3C070027D5F6755F597C551DDA5EC2427A66F8B072… 5/16
A determinação desses fatores é importante a �m de reconhecer o tempo disponível para trabalhar, transportar, lançar
e adensar argamassas e concretos, bem como transitar sobre as peças. O início e o �m da pega podem ser alterados
pela adição de produtos aceleradores e retardantes.
TIPOS
Vejamos os principais aglomerantes utilizados na construção e algumas de suas características.
1. Asfalto 
É uma matéria hidrocarbonada, de cor preta, presente em muitos petróleos crus, nos quais se encontra dissolvido. 
Os asfaltos são amplamente usados devido as suas características: poderoso ligante, rapidamente adesivo, altamente
impermeável e com excelente durabilidade. Apresenta-se com consistência plástica e emprestando uma �exibilidade
de controle às misturas feitas com agregados minerais (concretos asfálticos). 
Além disso, os asfaltos oferecem alta resistência ao ataque da maioria dos ácidos, álcalis e sais. (BAUER et al, 2000) 
Os asfaltos podem ser classi�cados nos seguintes tipos:
2. Cal 
É o produto obtido pela calcinação de rochas calcárias a temperaturas elevadas. Basicamente, existem três tipos de
cales: cal aérea que é subdividida em duas (virgem e hidratada) e a cal hidráulica. (ARAÚJO, FREITAS e RODRIGUES,
2000).
05/04/2021 Disciplina Portal
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.asp?191C757E76=4844233D244DBBF19DC3C070027D5F6755F597C551DDA5EC2427A66F8B072… 6/16
Abaixo, leremos sobre os tipos em destaque.
Cal virgem
É o aglomerante resultante da calcinação de rochas calcárias (CaCO3) em uma temperatura
inferior à de fusão do material (850 a 900 ºC). Além das rochas calcárias, a cal virgem
também é obtida de resíduos de ossos e conchas de animais. 
O fenômeno ocorrido na calcinação do calcário é: 
Ca CO + calor (900º C) ⇒ Ca O + CO 
Calcário + calor ⇒ cal virgem + gás carbônico 
O produto que se obtém com a calcinação do carbonato de cálcio recebe o nome de cal
virgem, ou cal viva (CaO), que ainda não é o aglomerante usado em construção. Para que a
cal seja utilizada, nas atividades de construção, faz-se necessário que o óxido seja hidratado
para virar hidróxido de cálcio Ca(OH) denominado de cal extinta ou cal queimada. 
CaO + H O ⇒ Ca (OH) 
Cal virgem + água ⇒ Cal extinta + calor 
Quando realizada a hidratação da cal virgem, no canteiro de obras, o processo ocorre da
seguinte forma: 
• as pedras são colocadas em tanques onde ocorre a sua extinção ao se misturarem com a
água; 
• o fenômeno de transformação de cal virgem em cal extinta é exotérmico, isto é, se dá com
grande desprendimento de calor (250 cal/g, podendo, em alguns casos, a temperatura
atingir 400º C), o que torna o processo altamente perigoso; 
• após a hidratação das pedras, o material deverá descansar por 48 horas no mínimo, antes
de ser utilizado na obra. 
As argamassas de cal, inicialmente, têm consistência plástica, mas endurecem por
recombinação do hidróxido com o gás carbônico, presente na atmosfera (daí o nome cal
aérea), voltando ao seu estado inicial de carbonato de cálcio. 
Ca (OH) + CO ⇒ CaCO + H O 
Cal extinta + gás carbônico ⇒ Carbonato de cálcio + água
3 2
2
2 2
2 2 3 2
05/04/2021 Disciplina Portal
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.asp?191C757E76=4844233D244DBBF19DC3C070027D5F6755F597C551DDA5EC2427A66F8B072…

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.