A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
40 pág.
Diabetes Melitus - Aula completa (Enfermagem, concurso público)

Pré-visualização | Página 5 de 7

e duração de 20 a 30 horas.
(EBSERH Nacional/AOCP/ 2015) É uma emergência endocrinológica decorrente da deficiência absoluta ou relativa de 
insulina, potencialmente letal, com mortalidade em torno de 5%. Ocorre, principalmente, em pacientes com diabetes 
mellitus tipo 1 e, diversas vezes, é a primeira manifestação da doença. O enunciado refere-se à:
a) hipoglicemia;
b) hiperglicemia (glicemia capilar menor que 250 mg/dl);
c) cetoacidose;
d) síndrome hiperosmolar não cetótica;
e) dislipidemia.
(EBSERH/HE - UFSCAR/AOCP/ 2015) Em consulta de enfermagem, o enfermeiro fala das recomendações  para o 
armazenamento, o preparo e a aplicação da insulina para um paciente diabético, afirmando corretamente que:
a) Não é necessário limpar o local de aplicação com álcool 70%.
b) As insulinas lacradas devem ser mantidas em temperatura ambiente.
c) A insulina pode ser congelada.
d) A insulina deve ser aplicada sempre no mesmo local, sem necessidade de rodízio.
e) Em caso de combinação de dois tipos de insulina, deve-se aspirar antes a insulina de ação intermediária (NPH), e 
depois, a insulina regular. 
05/05/2021 Diabetes Melitus - Evernote
https://www.evernote.com/client/web?login=true#?b=daf5683f-b4ea-49c7-b7e4-d3973e3ef9f0&n=05a08d56-6161-4393-aab2-3fc720b98b76& 26/40
(EBSERH/HU-UFJF/AOCP/ 2015) A probabilidade de um indivíduo apresentar diabetes ou um estado intermediário de 
glicemia depende da presença de fatores de risco. Assinale a alternativa que NÃO se  enquadra nos critérios para o 
rastreamento de DM em adultos assintomáticos.
a) História de pai ou mãe com diabetes;
b) Hipertensão arterial (>140/90 mmHg ou uso de anti-hipertensivos em adultos);
c) História de diabetes gestacional ou de recém-nascido com mais de 4 kg;
d) Dislipidemia;
e) Histórico de endometriose.
(AOCP/2015) Sobre o armazenamento de insulina, assinale a alternativa correta:
05/05/2021 Diabetes Melitus - Evernote
https://www.evernote.com/client/web?login=true#?b=daf5683f-b4ea-49c7-b7e4-d3973e3ef9f0&n=05a08d56-6161-4393-aab2-3fc720b98b76& 27/40
a) As insulinas lacradas precisam ser mantidas refrigeradas entre 0°C e 2°C.
b) Depois de aberto, o frasco pode ser mantido em temperatura ambiente, entre 15°C e 30°C, para minimizar a dor no 
local da injeção.
c) Depois de uma semana do início do uso, a insulina perde sua potência, especialmente se mantida fora da geladeira.
d) O frasco, depois de aberto, deve ser mantido em caixa térmica com gelo e, depois de 24 horas, transferido para o 
congelador.
e) Deve-se congelar a insulina.
(Residência multiprofissional/HULW-UFPB/ 2016)
O diabetes mellitus constitui um grupo de distúrbios heterogêneos caracterizados por níveis elevados de glicose no 
sangue ou hiperglicemia. Acerca dessa desordem endócrino-metabólica, destaca-se que:
I. O diabetes tipo I afeta cerca de 5 a 10% das pessoas que têm diabetes e atinge, preferencialmente, pessoas jovens, 
com início antes dos 30 anos, enquanto que 90 a 95% das pessoas acometidas de diabetes têm o  diabetes tipo II, 
mais frequente em pessoas acima dos 30 anos de idade.
II. O diabetes tipo I desenvolve-se em decorrência da destruição das células beta pancreáticas por um processo
autoimune e da resistência insulínica, sendo necessária reposição de insulina exógena.
> Resistência: Característica do tipo II
III. Os componentes para o tratamento eficaz do diabetes incluem dieta, exercícios, monitorização dos 
níveis glicêmicos, medicação (quando necessária) e educação.
IV. A insulinoterapia pode ocasionar reações alérgicas locais e sistêmicas, lipodistrofia de insulina e resistência
à insulina.
V. Dentre as complicações agudas do diabetes, destacam-se doença arterial coronariana, doença vascular cerebral e 
retinopatia diabética, com repercussões significativas para o incremento da morbidade e qualidade  de vida dessas 
pessoas. 
> Crônicas
05/05/2021 Diabetes Melitus - Evernote
https://www.evernote.com/client/web?login=true#?b=daf5683f-b4ea-49c7-b7e4-d3973e3ef9f0&n=05a08d56-6161-4393-aab2-3fc720b98b76& 28/40
(HU-FURG/EBSERH/IBFC/2016) Sobre o tratamento medicamentoso do diabetes mellitus (DM), analise as afirmativas 
abaixo, dê valores verdadeiro (V) ou falso (F) e assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para 
baixo.
(            ) Os antidiabéticos orais constituem-se a primeira escolha para o tratamento do DM tipo 2 não responsivo  a 
medidas não farmacológicas isoladas, uma vez que promovem, com controle estrito, redução na incidência  de 
complicações, têm boa aceitação pelos pacientes, simplicidade de prescrição e levam a menor aumento de peso em 
comparação com a insulina.
( ) Se a pessoa não alcançar a meta glicêmica em até três meses com as medidas não farmacológicas, o tratamento 
preferencial consiste em acrescentar a metformina no plano terapêutico.
( F  ) A metformina diminui a captação da glicose e sua utilização na musculatura esquelética, aumentando 
a resistência à insulina e a produção hepática de glicose.
(     ) Recomenda-se iniciar metformina em doses baixas (500 mg ou 1/2 comprimido de 850 mg), única ou duas vezes 
ao dia, durante ou após as refeições (café da manhã e/ ou jantar), para prevenir sintomas gastrointestinais. 
05/05/2021 Diabetes Melitus - Evernote
https://www.evernote.com/client/web?login=true#?b=daf5683f-b4ea-49c7-b7e4-d3973e3ef9f0&n=05a08d56-6161-4393-aab2-3fc720b98b76& 29/40
Estratificação de risco para DM
Baixo
Médio:
Alto:
Gestão de caso:
Glicemia de jejum alterada
Intolerância à sobrecarga de glicose
DM diagnosticada
Controle metabólico (HbA1c < 7,5)
S/ internações por complicações agudas em 12 meses
S/ complicações crônicas
DM diagnosticada
Controle metabólico (7,5 HbA1c < 9)
Internações por complicações agudas em 12 meses
Complicações crônicas 
DM 
Mau controle metabólico (HbA1c <9)
Mau controle pressírico em esforços
Múltiplas internações nos 12 meses
Síndrome arterial aguda (12 meses)
AVC
AIT
05/05/2021 Diabetes Melitus - Evernote
https://www.evernote.com/client/web?login=true#?b=daf5683f-b4ea-49c7-b7e4-d3973e3ef9f0&n=05a08d56-6161-4393-aab2-3fc720b98b76& 30/40
(AOCP/FUNDASUS/2015) De acordo com a estratificação de risco para uma pessoa com Diabetes Mellitus (DM), uma 
pessoa com glicemia de jejum alterada e intolerância à sobrecarga de glicose pode ser considerada como
a) risco baixo.  
b) risco médio.  
c) risco alto.  
d) risco extremo.  
e) risco neutro.   
(HUGG-UNIRIO/EBSERH/IBFC/2017 – Técnico de Enfermagem) De acordo com o conhecimento  sobre o Diabetes 
Mellitus, assinale a alternativa correta.
a) No diabetes tipo 1, não há necessidade em se usar insulina, visto que as células pancreáticas são  capazes de 
produzir a insulina necessária para manter os índices glicêmicos
b) No diabetes tipo 2, cujo pico de incidência ocorre na infância e adolescência, há uma tendência  maior a 
hiperglicemia do que a hipoglicemia
c) No diabetes tipo 1, há destruição das células beta pancreáticas, cursando com uma produção  inexistente ou 
insuficiente para controlar os níveis glicêmicos
d) No diabetes tipo 2, há obrigatoriedade em se usar insulina, visto que há destruição das células betas, o que não 
ocorre no diabetes tipo 1
e) No diabetes tipo 1, tem apenas resistência à insulina, sendo a secreção não deficitária
(HU-UFPI) Um paciente de 25 anos consulta na emergência apresentando: desidratação,  hiperglicemia, acidoses 
metabólica e cetonúria. Seu acompanhante informa que desde o dia anterior
IAM
Angina instável
DAP
Complicações crônicas
Doneças renais estágios 4 e 5
Pé diabético
Comorbidades severas (câncer, neurológico-degenerativa)
Risco social
05/05/2021 Diabetes Melitus - Evernote
https://www.evernote.com/client/web?login=true#?b=daf5683f-b4ea-49c7-b7e4-d3973e3ef9f0&n=05a08d56-6161-4393-aab2-3fc720b98b76& 31/40
esse paciente não recebeu insulina por ter finalizado o frasco. O médico diagnosticou cetoacidose diabética (CAD).
Nesse contexto hipotético, julgue os