Buscar

RM2 - OFICIAIS - 2020 - SIMULADO 05

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

SIMULADO 5 – SMV–RM2-OF/2020 
 
 
Nome: ________________________________________________________ 
 
1. Você receberá o material descrito abaixo: 
a) este Caderno com o enunciado das 50 questões, sem repetição ou falha, 
contendo 25 questões de Português e 25 de Formação Militar Naval; e 
b) uma Folha de Respostas destinada às respostas das questões formuladas 
na prova. 
2. Verifique se o material está em ordem. 
3. Ao receber a Folha de Respostas, é obrigação do aluno: 
a) preencher o espaço destinado ao seu nome; e 
b) preencher de caneta azul ou preta a opção correta para cada questão. 
4. As questões são identificadas pelo número que se situa ao lado de seu 
enunciado. 
5. Reserve 10 (dez) minutos para marcar a Folha de Respostas. 
6. O rascunho de Caderno de Questões não será levado em consideração. 
7. Quando terminar, entregue somente a Folha de Respostas. 
8. O tempo disponível para esta prova é de três horas. 
 
 
(corte aqui) 
 
FOLHA DE RESPOSTAS – SMV–RM2–OF/2020 – SIMULADO 5 
 
NOME COMPLETO: __________________________________________________________ 
 
TURMA CPF 
SEM SAB EAD 
 
 
 
CG - ACERTOS MÉDIA FINAL 
 
 
01 A B C D E 11 A B C D E 21 A B C D E 31 A B C D E 41 A B C D E 
02 A B C D E 12 A B C D E 22 A B C D E 32 A B C D E 42 A B C D E 
03 A B C D E 13 A B C D E 23 A B C D E 33 A B C D E 43 A B C D E 
04 A B C D E 14 A B C D E 24 A B C D E 34 A B C D E 44 A B C D E 
05 A B C D E 15 A B C D E 25 A B C D E 35 A B C D E 45 A B C D E 
06 A B C D E 16 A B C D E 26 A B C D E 36 A B C D E 46 A B C D E 
07 A B C D E 17 A B C D E 27 A B C D E 37 A B C D E 47 A B C D E 
08 A B C D E 18 A B C D E 28 A B C D E 38 A B C D E 48 A B C D E 
09 A B C D E 19 A B C D E 29 A B C D E 39 A B C D E 49 A B C D E 
10 A B C D E 20 A B C D E 30 A B C D E 40 A B C D E 50 A B C D E 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 1 
TEXTO 1 
Leia o texto abaixo e responda às questões de 1 a 5. 
Leitura - leituras: quando ler (bem) é preciso 
“[ ... ]. Alguns leitores ao lerem estas frases 
(poesia citada) não compreenderam logo. Creio 
mesmo que é impossível compreender 
inteiramente à primeira leitura pensamentos assim 
esquematizados sem uma certa prática.” 
(Mário de Andrade - Artista) 
 “Eu sou um escritor difícil 
Que a muita gente enquizila, 
Porém essa culpa é fácil 
De se acabar duma vez: 
É só tirar a cortina 
Que entra luz nesta escurez.” 
(Mário de Andrade - Lundu do escritor difícil) 
 No eterno criar e recriar da atividade verbal, a 
criatividade, a semanticidade, a intersubjetividade, 
a materialidade e a historicidade são propriedades 
essenciais da linguagem, indispensáveis a todos 
os atos de fala, sejam eles presentes, passados ou 
futuros. 
 Porém, é a atividade semântica que intermedeia 
a conexão dos seres humanos com o mundo dos 
objetos, estabelecendo a relação entre o Eu e o 
Universo, e, junto com a alteridade (relação do Eu 
com o Outro, de caráter interlocutivo), permite a 
identificação da linguagem como tal, pois a 
linguagem existe não apenas para significar, mas 
significar alguma coisa para o outro. 
 A semanticidade possibilita o indivíduo 
conceber e revelar as coisas pertencentes ao 
mundo do real e da imaginação. Logo, é ao 
mesmo tempo significação, modo de conceber, ou 
melhor, uma configuração linguistica de 
conhecimento, uma organização verbal do 
pensamento, e designação ou referência, 
aplicação dos conceitos às coisas 
extralinguísticas. [ ... ]. 
 No processo de leitura do texto, para que o 
leitor se aproprie desse(s) sentido(s), é necessário 
que ele domine não apenas o código linguístico, 
mas também compartilhe bagagem cultural, 
vivências, experiências, valores, correlacione os 
conhecimentos construídos anteriormente (de 
gênero e de mundo, entre outros) com as novas 
informações expressas no texto; faça inferências e 
comparações; compreenda que o texto não é uma 
estrutura fechada, acabada, pronta; perceba as 
significações, as intencionalidades, os 
dialogismos, o não dito, os silêncios. 
 Em resumo, é fundamental que, por meio de 
uma série de contribuições, o interlocutor colabore 
para a construção do conhecimento. Assim, ler 
não significa traduzir um sentido já considerado 
pronto, mas interagir com o outro (o autor), 
aceitando, ou não, os propósitos do interlocutor. 
(Profª Marina Cezar- Revista de Villegagnon. Ano IV. Nº 4. 
2009 - Texto adaptado) 
 
1 - Leia o trecho a seguir. 
“No eterno criar e recriar da atividade verbal, a 
criatividade, a semanticidade, a intersubjetividade, 
a materialidade e a historicidade são propriedades 
essenciais da linguagem [ ... ]” (1º§) 
 Assinale a opção em que o comentário acerca 
do uso dos sinais de pontuação está correto, tendo 
em vista a norma-padrão. 
A) A primeira vírgula separa o sujeito do restante 
da frase, as demais separam os apostos. 
B) As vírgulas separam, respectivamente, um 
adjunto adverbial e termos de mesma função 
sintática. 
C) Todas as vírgulas poderiam ser retiradas, pois 
não há necessidade de pausas no trecho. 
D) É igualmente correto usar ponto e vírgula no 
lugar de cada vírgula presente no trecho. 
E) Pode-se usar um travessão no lugar da primeira 
vírgula e manter as demais sem prejuízo. 
 
2 - Tendo em vista o título do texto – “Leitura, 
leituras: quando ler (bem) é preciso”, assinale a 
opção que justifica corretamente o emprego dos 
parênteses, segunda intenção expressiva da 
autora. 
A) Isola orações intercaladas com verbos. 
B) Faz uma indicação bibliográfica sucinta. 
C) Indica a citação literal de uma palavra 
importante. 
D) Acrescenta um comentário implícito sobre a 
ideia da autora. 
E) Sugere um tom mais emotivo às reflexões da 
autora, no texto. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 2 
3 - Assinale a opção em que, de acordo com a 
variante padrão brasileira, o verbo indicado entre 
parênteses segue a mesma flexão da forma verbal 
observada em: “[ ... ] a atividade semântica que 
intermedeia a conexão dos seres humanos com o 
mundo. dos objetos [ ... ]” (2º§) 
A) Queremos que ele (confiar) em sua 
competência. 
B) Acredita no aluno que (ansiar) por novas 
leituras. 
C) Encontrou uma empresa que (premiar) as boas 
ideias. 
D) Ele quer uma leitura que (ampliar) seus 
conhecimentos. 
E) Todos procuramos um exercício que (afiar) 
nossa memória. 
 
4 - Leia as frases a seguir. 
“... ler (bem) é preciso.” (Marina Cezar) 
“Navegar é preciso, viver não é preciso.” 
(Fernando Pessoa) 
 Assinale a opção que explícita corretamente a 
relação intertextual entre as frases acima, a partir 
da expressão destacada. 
A) Ler e navegar são necessidades lúdicas e 
inalienáveis na vida de homens e mulheres. 
B) Ler e navegar referem-se a um mesmo contexto 
– o das viagens marítimas. 
C) Ler, com atenção, e navegar resguardam 
sentidos de necessidade e precisão para a 
existência humana. 
D) A leitura e a navegação dispensam quaisquer 
outras atividades de lazer e conhecimento na 
vida das 
pessoas. 
E) A leitura só será necessária se for bem 
realizada, assim como navegar precederá, 
sempre, a própria existência. 
 
5 - Marque a opção em que a função sintática do 
termo sublinhado é idêntica à da expressão 
destacada neste trecho: “[ ... ] aplicação dos 
conceitos às coisas extralinguísticas. [ ... ].” (3º§) 
A) Deu-lhe muitos presentes de aniversário. 
B) Levou a irmã ao médico hoje pela manhã. 
C) Aludi à carta que você me enviou. 
D) Deixou o paciente à espera por horas. 
E) Marta tem certeza de sua amizade. 
 
 
 
 
TEXTO 2 
Leia o texto abaixo para responder às questões 6 
e 7. 
 
“[ ... ]. Alguns leitores ao lerem estas frases 
(poesia citada) não compreenderam logo. Creio 
mesmoque é impossível compreender 
inteiramente à primeira leitura pensamentos assim 
esquematizados sem uma certa prática.” 
(Mário de Andrade - Artista) 
 
6 - Assinale a opção em que Marina Cezar 
explícita uma das "práticas" necessárias para a 
compreensão efetiva de uma leitura. 
A) Traduzir um sentido, no texto, já considerado 
pronto e fechado. 
B) Identificar a linguagem como uma forma de 
aproximar o Eu e o Universo. 
C) Correlacionar conhecimentos anteriores com 
novas informações expressas no texto. 
D) Compreender que a história é uma das 
propriedades essenciais da linguagem. 
E) Dominar, exclusivamente, e com segurança, o 
código linguístico. 
 
7 - Assinale a opção em que o termo destacado 
deve ser acentuado, conforme ocorre na 
expressão “à primeira leitura”. 
A) Veio, finalmente, a primeira vitória de sua 
carreira. 
B) Conheceram-se numa biblioteca: foi amor a 
primeira vista. 
C) Não será a primeira e nem a segunda leitura 
que o convencerá. 
D) Foi a primeira vez que viajei a Portugal, e já 
quero retornar. 
E) Não peça informações a qualquer primeira 
pessoa que encontrar. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 3 
TEXTO 3 
Leia o texto abaixo e responda às questões de 8 a 
17. 
O dono do livro 
 Li outro dia um fato real narrado pelo escritor 
moçambicano Mia Couto. Ele disse que certa vez 
chegou em casa no fim do dia, já havia anoitecido, 
quando um garoto humilde de 16 anos o esperava 
sentado no muro. O garoto estava com um dos 
braços para trás, o que perturbou o escritor, que 
imaginou que pudesse ser assaltado. 
 Mas logo o menino mostrou o que tinha em 
mãos: um livro do próprio Mia Couto. Esse livro é 
seu? perguntou o menino. Sim, respondeu o 
escritor. Vim devolver. O garoto explicou que horas 
antes estava na rua quando viu uma moça com 
aquele livro nas mãos, cuja capa trazia a foto do 
autor. 
 O garoto reconheceu Mia Couto pelas fotos que 
já havia visto em jornais. Então perguntou para a 
moça: Esse livro é do Mia Couto? Ela respondeu: 
É. E o garoto mais que ligeiro tirou o livro das 
mãos dela e correu para a casa do escritor para 
fazer a boa ação de devolver a obra ao verdadeiro 
dono. 
 Uma história assim pode acontecer em qualquer 
país habitado por pessoas que ainda não estejam 
familiarizadas com os livros - aqui no Brasil, 
inclusive. De quem é o livro? A resposta não é a 
mesma de quando se pergunta: "Quem escreveu o 
livro?". 
 O autor é quem escreve, mas o livro é de quem 
lê, e isso de uma forma muito mais abrangente do 
que o conceito de propriedade privada - comprei, é 
meu. O livro é de quem lê mesmo quando foi 
retirado de uma biblioteca, mesmo que seja 
emprestado, mesmo que tenha sido encontrado 
num banco de praça. 
 O livro é de quem tem acesso às suas páginas 
e através delas consegue imaginar os 
personagens, os cenários, a voz e o jeito com que 
se movimentam. São do leitor as sensações 
provocadas, a tristeza, a euforia, o medo, o 
espanto, tudo o que é transmitido pelo autor, mas 
que reflete em quem lê de uma forma muito 
pessoal. É do leitor o prazer. E do leitor a 
identificação. E do leitor o aprendizado. É do leitor 
o livro. 
 Dias atrás gravei um comercial de rádio em prol 
do Instituto Estadual do Livro em que falo aos 
leitores exatamente isso: os meus livros são os 
seus livros. E são, de fato. Não existe livro sem 
leitor. Não existe. É um objeto fantasma que não 
serve pra nada. 
 Aquele garoto de Moçambique não vê assim. 
Para ele, o livro é de quem traz o nome estampado 
na capa, como se isso sinalizasse o direito de 
posse. Não tem ideia de como se dá o processo 
todo, possivelmente nunca entrou numa livraria, 
nem sabe o que é tiragem. 
 Mas, em seu desengano, teve a gentileza de 
tentar colocar as coisas em seu devido lugar, 
mesmo que para isso tenha roubado o livro de 
uma garota sem perceber. 
 Ela era a dona do livro. E deve ter ficado 
estupefata. Um fã do Mia Couto afanou seu 
exemplar. Não levou o celular, a carteira, só quis o 
livro. Um danado de um amante da literatura, deve 
ter pensado ela. Assim são as histórias escritas 
também pela vida, interpretadas a seu modo por 
cada dono. 
 (Martha Medeiros. JORNAL ZERO HORA- 06/11/11./ 
Revista O Globo, 25 de novembro de 2012.) 
 
8 - Assinale a opção em que a troca da palavra 
sublinhada pela que está entre parênteses 
mantém corretas as relações de sentido e a 
regência nominal ou verbal. 
A) “[ ... ] pessoas que ainda não estejam 
familiarizadas com os livros [ ... ]” (4º§) - (entre) 
B) “O livro é de quem tem acesso às suas páginas 
[ ... ]” (6º§) - (ante) 
C) “[ ... ] os cenários, a voz e o jeito com que se 
movimentam.” (6º§) - (em) 
D) “[ ... ] mas que reflete em quem lê de uma forma 
muito pessoal.” (6º§) - (para) 
E) “[ ... ] na capa, como se isso sinalizasse o direito 
de posse.” (8º§) - (a) 
 
9 - Assinale a opção que apresenta a afirmativa 
correta sobre o texto lido. 
A) A autora do texto procura justificar o gesto 
intempestivo do garoto que roubara um livro 
para devolvê-lo ao próprio autor. 
B) Segundo Mia Couto e Martha Medeiros, depois 
de comprado, um livro pertencerá, de fato, ao 
leitor que pagou por ele. 
C) Para o autor moçambicano, o Brasil inclui-se 
entre os países cujos habitantes estão pouco 
familiarizados com os livros. 
D) O escritor Mia Couto mostrou-se indignado com 
as motivações que provocaram o roubo de um 
livro que lhe pertencia. 
E) A jovem leitora de Mia Couto expressou muito 
receio ao ser abordada pelo garoto que lhe tirou 
das mãos um livro do autor. 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 4 
10 - No trecho “É do leitor o prazer.” (6º§), a autora 
usa uma figura de linguagem. Assinale a opção 
que a identifica corretamente essa figura. 
A) Metáfora. 
B) Elipse. 
C) Metonímia. 
D) Hipérbato. 
E) Anacoluto. 
 
11 - Analise o trecho a seguir. 
“[ ... ] - comprei, é meu.” 
 Que relação semântica a segunda oração 
estabelece com a primeira? 
A) Adição. 
B) Explicação. 
C) Conclusão. 
D) Causa. 
E) Conformidade. 
 
12 - No trecho “[ ... ] um garoto humilde de 16 anos 
o esperava sentado no muro.” (1º§), é também 
correta, de acordo com a norma-padrão brasileira, 
a colocação enclítica do pronome o. 
 Assinale a opção em que também ocorre essa 
dupla possibilidade - próclise e ênclise - na 
colocação do pronome destacado. 
A) Ana me emprestou este livro. 
B) Não lhe emprestarei o livro de novo. 
C) Prefiro que me traga as publicações depois. 
D) Sempre o vê sozinho na frente da biblioteca. 
E) Em lhe chegando a vez, termino de contar a 
história de ontem. 
 
13 - Leia os fragmentos abaixo: 
“O autor é quem escreve, mas o livro é de quem 
lê, e isso de uma forma muito mais abrangente [ ... 
]” (5º§) 
“Dias atrás gravei um comercial de rádio em prol 
do Instituto Estadual do Livro em que falo aos 
leitores exatamente isso [ ... ]” (7º§) 
“[ ... ] as coisas em seu devido lugar, mesmo que 
para isso tenha roubado o livro de uma garota sem 
perceber.” (9º§) 
 Quanto aos processos coesivos, as palavras 
destacadas possuem, de acordo com o contexto 
em que são empregados, respectivamente, valor: 
A) anafórico; anafórico; catafórico. 
B) catafórico, anafórico, catafórico. 
C) catafórico; anafórico, anafórico. 
D) anafórico; catafórico; anafórico. 
E) catafórico; catafórico; anafórico. 
 
14 - Marque a opção em que a palavra destacada 
no trecho “E deve ter ficado estupefata” (10º§) foi 
substituída por outra de mesmo valor semântico. 
A) Extasiada. 
B) Contrariada. 
C) Aborrecida. 
D) Encantada. 
E) Atônita. 
 
15 - Em que opção ocorre um exemplo de uso 
conotativo da linguagem? 
A) “Li outro dia um fato real narrado pelo escritor 
moçambicano Mia Couto.” (1º§) 
B) “O garoto reconheceu Mia Couto pelas fotos 
que já havia visto em jornais.” (3º§) 
C) “O livro é de quem lê mesmo quando foi retirado 
deuma biblioteca, [ ... ].” (5º§) 
D) “Não levou o celular, a carteira, só quis o livro.” 
(10º§) 
E) “Assim são as histórias escritas também pela 
vida, [ ... ].” (10º§) 
 
16 - Ao discutir a questão sobre “quem é o dono 
do livro”, no texto, o verbo ser fica em evidência. 
Assinale a opção em que a concordância da forma 
verbal destacada está correta, de acordo com a 
norma-padrão. 
A) Quem seria os donos deste livro? 
B) O que há de bom neste livro é as histórias. 
C) O mais é discussões infundadas sobre o autor. 
D) Tudo é leituras, para quaisquer tipos de textos. 
E) A leitura de três livros, em um dia, ... não serão 
demais?! 
 
17 - Leia o trecho: 
“Ele disse que certa vez chegou em casa no fim do 
dia, já havia anoitecido, quando um garoto humilde 
de 16 anos o esperava sentado no muro. O garoto 
estava com um dos braços para trás, o que 
perturbou o escritor, que imaginou que pudesse 
ser assaltado.” (1º§) 
 Marque a opção em que as funções da palavra 
que estão corretamente indicadas, na ordem em 
que aparecem no trecho. 
A) Pronome relativo; pronome relativo; conjunção 
integrante; conjunção adverbial. 
B) Conjunção integrante; pronome relativo; 
pronome relativo; conjunção integrante. 
C) Conjunção integrante; conjunção adverbial; 
conjunção integrante; pronome relativo. 
D) Conjunção adverbial; conjunção integrante; 
pronome relativo; pronome relativo. 
E) Pronome relativo; conjunção adverbial; pronome 
relativo; conjunção integrante. 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 5 
TEXTO 4 - Questões de 18 e 19. 
 
Por que suamos ao sentir calor? 
 Para refrescar o organismo. Quando o corpo 
sente calor durante ou depois de alguma atividade 
física, ou quando estamos com febre, pequenas 
glândulas na pele produzem o suor. Ele é um 
líquido levemente salgado, composto por 99% de 
água. Essa água evapora e ajuda a absorver o 
calor da pele, deixando o corpo mais fresco. Mas 
se o lugar é quente e úmido, a água não evapora e 
suor acaba não refrescando. 
Marcelo Duarte. O guia dos curiosos 
 
18 - Avalie a veracidade das afirmativas abaixo 
com base no texto. 
I - Podemos afirmar que a primeira linha do texto já 
responde à pergunta do título. As explicações 
subsequentes aprofundam a resposta dada. 
II - A resposta dada à pergunta do texto é uma 
oração subordinada adverbial final reduzida de 
infinitivo. 
III - No segundo período, o termo sublinhado é o 
sujeito da oração principal. 
IV - O último período do texto apresenta uma ideia 
em adição ao que foi exposto anteriormente e esse 
sentido, coerentemente, foi introduzido pela 
conjunção adversativa “mas”. 
V - A expressão “durante ou depois de alguma 
atividade física” é um complemento da palavra 
“calor”, por isso é um complemento nominal. 
 São verdadeiras apenas as afirmativas 
A) I e III. 
B) IV e V. 
C) I, II e III. 
D) I, IV e V. 
E) II, III e IV. 
 
19 - Assinale a alternativa correta. 
A) Em “produzem o suor”, o termo sublinhado é 
objeto indireto do verbo que o precede. 
B) Na frase “o lugar é quente e úmido” temos um 
predicativo do sujeito representado por dois 
adjetivos. 
C) A expressão sublinhada no terceiro período do 
texto resgata a pergunta feita no título e a 
palavra “líquido” é um predicativo do objeto, 
antecedido por um adjunto nominal. 
D) Se fosse necessário apor um pronome nominal 
na expressão sublinhada no último período do 
texto, necessariamente a próclise seria 
obrigatória e a expressão teria a seguinte 
redação: “a água não evapora-se.” 
E) Em “Mas se o lugar é quente e úmido”, as 
palavras sublinhadas são adjuntos adnominais. 
TEXTO 5 
Leia o texto abaixo e responda às questões de 20 
a 22. 
 
Dança da chuva 
 Você acredita na dança da chuva? Em 1998, o 
estado de Roraima teve quase 1/4 de seu território 
queimado por causa de uma seca que já durava 
três meses. Depois de frustradas tentativas de 
apagar o fogo, o Governo resolveu recorrer à 
crendice popular. Dois índios de caiapós, Kucrit e 
Mantii, foram levados do Mato Grosso até Boavista 
para executar a dança da chuva. As passagens e 
o hotel foram pagos pela Funai. Os dois pajés 
dançaram durante quarenta minutos, às margens 
do rio Curupira, pedindo chuva ao espírito de um 
antepassado. Para surpresa geral, a chuva veio e 
apagou a maior parte dos focos de incêndio. 
Marcelo Duarte. O guia dos curiosos 
 
20 - Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras 
(V) e as falsas (F) sobre o texto. 
(.....) O texto corrobora a crendice popular. 
(.....) A pergunta que inicia o texto é um período 
simples e o verbo é transitivo direto, já que o termo 
“dança” não está antecedido de preposição. 
(.....) Em “recorrer à crendice popular”, o verbo é 
transitivo indireto o que justifica a presença da 
crase diante do substantivo feminino. 
(.....) O termo “às margens do rio” equivale, em 
sentido, a “nas margens do rio” e a crase está 
correta. 
(.....) A última frase do texto apresenta um adjunto 
adverbial deslocado e essa estrutura frasal justifica 
a existência da vírgula ali posta. 
(.....) A regência do verbo “implicar” na frase: 
“Dança da chuva implica destruição de focos de 
incêndio na mata”, está correta. 
 Assinale a alternativa que indica a sequência 
correta, de cima para baixo. 
A) ( V ) ( V ) ( V ) ( V ) ( V ) ( F ) 
B) ( V ) ( V ) ( F ) ( V ) ( F ) ( V ) 
C) ( V ) ( F ) ( V ) ( V ) ( V ) ( V ) 
D) ( F ) ( F ) ( V ) ( F ) ( V ) ( F ) 
E) ( F ) ( F ) ( F ) ( V ) ( V ) ( V ) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 6 
21 - Assinale a alternativa correta. 
A) Os nomes dos índios no texto estão entre 
vírgulas porque caracterizam um vocativo. 
B) As palavras “território” e “espírito” são 
acentuadas pela mesma regra ortográfica 
vigente. 
C) O período sublinhado, na última frase do texto, 
é composto por subordinação e a segunda 
oração tem o sujeito subentendido, mas 
expresso na primeira. 
D) Em “Os pajés dançaram durante quarenta 
minutos” temos uma construção frasal em que o 
verbo, por ter como complemento “durante 
quarenta minutos”, é classificado com transitivo 
direto. 
E) Na frase sublinhada no texto:”… que já durava 
três meses”, a palavra “que” é um pronome 
relativo, um dos fatores sintáticos para 
classificar a oração como subordinada adjetiva. 
 
22 - Analise as afirmativas abaixo: 
I - Na frase: “Ele foi, logo eu fiquei”, se colocarmos 
a vírgula depois da palavra “logo”, a frase mudará 
de sentido. 
II - Solecismo é um vício de linguagem e esse vício 
está presente em: “Chegou ao final, naquele 
campeonato mundial, seleções que não estavam 
bem cotadas pela análise técnica. 
III - Está de acordo com a norma culta a seguinte 
frase: “Hão de haver ainda outros campeonatos 
mundiais e o Brasil conseguirá a vitória”. 
IV - Na frase “Tua vida são essas ilusões”, a 
concordância verbal está correta. 
V - Observe as frases: “Deverá fazer invernos 
rigorosos” e “Farão invernos rigorosos”. É possível 
afirmar que as duas frases se equivalem e ambas 
estão escritas corretamente quando à 
concordância. 
 Assinale a alternativa que indica todas as 
afirmativas corretas. 
A) São corretas apenas as afirmativas III e V. 
B) São corretas apenas as afirmativas IV e V. 
C) São corretas apenas as afirmativas I, II e III. 
D) São corretas apenas as afirmativas I, II e IV. 
E) São corretas apenas as afirmativas III, IV e V. 
 
 
 
 
 
TEXTO 6 - Questões de 23 a 25. 
 
O lado bom de não saber 
 Uma das coisas mais inteligentes que um 
homem e uma mulher podem saber é saber que 
não sabem. Aliás, só é possível caminhar em 
direção à excelência se você souber que não sabe 
algumas coisas. Porque há pessoas que, em vez 
de ter humildade para saber que não sabem, 
fingem que sabem. Pior do que não saber é fingir 
que sabe. Quando você finge que sabe, impede 
um planejamento adequado, uma ação coletiva 
eficaz. Por isso, a expressão “não sei” éum sinal 
de absoluta inteligência. Gente que não tem 
dúvida não é capaz de inovar, de reinventar, não é 
capaz de fazer de outro modo; só é capaz de 
repetir. Claro, você não pode ser alguém que só 
tem dúvida, mas não tê-las é sinal de tolice. “Será 
que estou fazendo do melhor modo? Da maneira 
mais correta? Será que estou fazendo aquilo que 
deve e pode ser feito?” 
 Só seres que arriscam erram. Não confunda 
erro com negligência, desatenção e descuido. Ser 
capaz de arriscar é uma das coisas mais 
inteligentes para mudar. Quem inventou a lâmpada 
elétrica de corrente contínua foi Thomas Edison, 
sabemos. O que nem sempre se tem ideia é que 
ele fez 1430 experiências antes de chegar à 
lâmpada que deram errado. Ele inclusive registrou: 
inventei 1430 modos de não fazer a lâmpada. 
Porque é muito importante também saber o que 
não fazer. Ele aprendeu que o fracasso não 
acontece quando se erra, mas quando se desiste 
face ao erro. 
 Num mundo competitivo, para caminhar para a 
excelência é preciso fazer o melhor, no lugar de, 
vez ou outra, contentar-se com o possível. E isso 
exige humildade e exige que coloquemos em 
dúvida as práticas que já tínhamos. Só quem acha 
que já sabe acaba caindo na armadilha perigosa 
que é não dar passos adiante. 
 Qual o contrário de humildade? Arrogância. 
Gente arrogante é gente que acha que já sabe, 
que não precisa aprender, que costuma dizer: “Há 
dois modos de fazer as coisas, o meu ou o errado. 
Escolha você”. Arrogância é um perigo porque ela 
altera inclusive a nossa capacidade de aprender 
com o outro, de entrar em sintonia. Bons músicos 
não fazem uma boa orquestra a menos que eles 
tenham sintonia. E essa sintonia vem quando as 
pessoas respeitam a atividade que o outro faz e 
querem atuar de forma integrada. Se há uma coisa 
que liquida uma orquestra é arrogância. 
 Por que com empresa seria diferente? 
 Cortella, M.S. Qual é a tua obra? Inquietações propositivas 
sobre gestão, liderança e ética. 11. ed. P 28-31. Petrópolis, RJ: 
Vozes, 2010. Adaptado. 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 7 
23 - De acordo com o texto, o autor defende que: 
A) pessoas que acham que já estão prontas não 
precisam se submeter a mudanças. 
B) uma boa dose de humildade e de arrogância 
deve fazer parte da vida de todas as pessoas 
empreendedoras. 
C) em caso de dúvida, o melhor é não arriscar, 
pois a incerteza passa uma imagem de 
negligência. 
D) num mundo competitivo, fingir saber solucionar 
os problemas demonstra segurança e 
credibilidade. 
E) reconhecer o desconhecimento sobre certas 
coisas é sinal de inteligência e um passo para 
agir de forma diferente. 
 
24 - Considere as frases abaixo: 
I - Só é possível caminhar em direção à excelência 
se você souber que não sabe algumas 
coisas. (1º parágrafo) 
II - Não confunda erro com negligência. (2º 
parágrafo) 
III - Quem inventou a lâmpada elétrica de corrente 
contínua foi Thomas Edison. (2º parágrafo) 
IV - E isso exige humildade e exige que 
coloquemos em dúvida as práticas que já 
tínhamos. 
(3º parágrafo) 
V - Bons músicos não fazem uma boa orquestra a 
menos que eles tenham sintonia. (4º parágrafo) 
 Agora analise as afirmativas abaixo. 
1 - Em I, as formas verbais “souber” e “sabe” estão 
conjugadas no futuro do modo subjuntivo e no 
presente do modo indicativo, respectivamente. 
2 - Em II e IV, as formas verbais “confunda” e 
“coloquemos” estão conjugadas no modo 
imperativo. 
3 - Em III e IV, as formas verbais “inventou” e 
“tínhamos” estão conjugadas no pretérito perfeito e 
no pretérito imperfeito do modo indicativo, 
respectivamente. 
4 - Em V, as formas verbais “fazem” e “tenham” 
estão conjugadas no presente do modo subjuntivo. 
5 - Em IV e V, as formas verbais “coloquemos” e 
“tenham” podem ser substituídas por “colocamos” 
e “têm”, sem prejuízo de significado temporal e 
sem desvio da norma culta da língua. 
 
 
 Assinale a alternativa que indica todas as 
afirmativas corretas. 
A) São corretas apenas as afirmativas 1 e 2. 
B) São corretas apenas as afirmativas 1 e 3. 
C) São corretas apenas as afirmativas 3 e 5. 
D) São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 4. 
E) São corretas apenas as afirmativas 3, 4 e 5. 
 
25 - Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras 
(V) e as falsas (F), com base no texto. 
(.....) Na primeira frase do texto, a forma verbal “é” 
pode ser substituída por “são”, em concordância 
verbal com o sujeito composto, de acordo com a 
norma culta da língua. 
(.....) As palavras “excelência”, “possível” e 
“contínua” seguem a mesma regra de acentuação 
gráfica: são paroxítonas terminadas em ditongo 
crescente. 
(.....) As palavras “dúvida”, “lâmpada”, “elétrica” e 
“tínhamos” seguem a mesma regra de acentuação 
gráfica: são proparoxítonas. 
(.....) A construção “mas não tê-las é sinal de 
tolice” (1º parágrafo) pode ser reescrita, em 
conformidade com a norma culta da língua, como 
“mas não as ter é sinal de tolice”. 
(.....) Em “Será que estou fazendo aquilo que deve 
e pode ser feito?” (1º parágrafo), as formas 
verbais “deve” e “pode” significam, 
respectivamente, possibilidade e obrigatoriedade. 
 Assinale a alternativa que indica a sequência 
correta, de cima para baixo. 
A) ( V ) ( V ) ( F ) ( F ) ( F ) 
B) ( V ) ( F ) ( F ) ( V ) ( V ) 
C) ( F ) ( V ) ( V ) ( V ) ( F ) 
D) ( F ) ( F ) ( V ) ( V ) ( F ) 
E) ( F ) ( F ) ( V ) ( F ) ( V ) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 8 
 
26 - De acordo com o livro Introdução à História 
Marítima Brasileira, em relação aos tipos de 
persuasão do emprego do Poder Naval em tempo 
de paz (Sustentação, Dissuasão e Coerção), 
analise as afirmativas e assinale a alternativa 
correta. 
I - Na sustentação e na dissuasão, a persuasão se 
manifesta comportamentalmente em termos de se 
sentir apoiado ou contrariado em suas intenções, 
de acordo com o próprio significado dos termos 
empregados. 
II - Na coerção, os aliados se sentem apoiados e 
quem é hostil se sente inibido de agir. 
III - Quando uma ação já iniciada é forçada a uma 
determinada linha de ação, modificando-a, chama-
se coerção positiva ou compelente. 
IV - Já a coerção negativa, também chamada de 
deterrente, é quando inibe uma determinada 
atitude, impedindo que seja tomada. 
V - Na crise da década de 1960, chamada de 
Guerra da Lagosta, a persuasão naval exercida 
pelo emprego do Poder Naval brasileiro foi de 
dissuasão, porque inibiu o apoio que 
intencionalmente os franceses pretendiam dar a 
seus barcos de pesca. 
A) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras. 
B) Apenas as afirmativas II e V são verdadeiras. 
C) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras. 
D) Apenas as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. 
E) Apenas as afirmativas III, IV e V são 
verdadeiras. 
 
27 - “À luz da abordagem situacional, que 
prevalece na atualidade, na qual a liderança pode 
assumir diversos estilos, os principais requisitos de 
liderança passam a ser a capacidade de 
diagnosticar as variáveis situacionais, a 
flexibilidade e a adaptabilidade às mudanças.” 
 Segundo preceitua a publicação EMA-137, os 
melhores líderes utilizam 
A) a Liderança Transacional na maioria das 
situações. 
B) a Liderança Autocrática por ser a mais 
conhecida e de mais fácil adoção. 
C) a Liderança Orientada para Tarefa (LOT) por 
ser a melhor maneira para a realização de um 
trabalho. 
D) todos os estilos para diversas situações. 
E) estilos diferentes, em distintas situações. 
 
 
 
28 - Segundo o Estatuto dos Militares (Lei n°. 
6.880, de 9 de dezembro de 1980), em relação ao 
cargo militar, assinale a opção INCORRETA. 
A) É um conjunto de atribuições, direitos e 
responsabilidades cometidos a um militar. 
B) Encontra-se especificado nos Quadros de 
Efetivo ou Tabelas de Lotação das FA ou 
previsto, caracterizado ou definido como tal em 
outras disposições legais.C) As obrigações inerentes ao cargo militar devem 
ser compatíveis com o correspondente grau 
hierárquico. 
D) São providos com pessoal que satisfaça aos 
requisitos de grau hierárquico e de qualificação 
exigidos para o seu desempenho. 
E) O seu provimento far-se-á por ato de nomeação 
ou determinação expressa da autoridade 
competente. 
 
29 - De acordo com as orientações estabelecidas 
pela Política Nacional de Defesa, analise as 
afirmativas abaixo e marque a seguir a alternativa 
correta. 
I - O Serviço Militar Obrigatório é a garantia de 
participação de cidadãos na Defesa Nacional e 
contribui para o desenvolvimento da mentalidade 
de defesa no seio da sociedade brasileira. 
II - Os setores espacial, cibernético e tecnológico 
são estratégicos para a Defesa do País; devem, 
portanto, ser fortalecidos. 
III - Para ampliar a projeção do País no concerto 
mundial e reafirmar seu compromisso com a 
defesa da paz e com a cooperação entre os povos, 
o Brasil deverá aperfeiçoar o preparo das Forças 
Armadas para desempenhar ações de dissuasão e 
seu emprego efetivo nos conflitos armados. 
IV - É imprescindível que o País disponha de 
estrutura ágil, capaz de prevenir ações terroristas 
e de conduzir operações de contraterrorismo. 
A) Somente a afirmativa I é verdadeira. 
B) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras. 
C) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. 
D) Somente as afirmativas I, II e IV são 
verdadeiras. 
E) Somente as afirmativas II, III e IV são 
verdadeiras. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 9 
 
30 - A Lei Complementar nº 97, de 9 de junho de 
1999, contempla inúmeras disposições sobre o 
Ministério da Defesa e sobre o Estado-Maior 
Conjunto das Forças Armadas, assegurando 
prerrogativas para os ocupantes de alguns cargos 
importantes. 
 Com base nas disposições acima, em relação 
ao Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, é 
INCORRETO afirmar que: 
A) é um órgão de assessoramento permanente do 
Ministro de Estado da Defesa, tem como chefe 
um oficial-general do último posto, da ativa ou 
da reserva, indicado pelo Ministro de Estado da 
Defesa e nomeado pelo Presidente da 
República. 
B) disporá de um comitê, integrado pelos chefes 
de Estados-Maiores das 3 (três) Forças, sob a 
coordenação do Chefe do Estado-Maior 
Conjunto das Forças Armadas. 
C) Se o oficial-general indicado para o cargo de 
Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças 
Armadas estiver na ativa, será transferido para 
a reserva remunerada quando empossado no 
cargo. 
D) é assegurada ao Chefe do Estado-Maior 
Conjunto das Forças Armadas precedência 
hierárquica sobre os Comandantes da Marinha 
do Exército e da Aeronáutica. 
E) É assegurado ao Chefe do Estado-Maior 
Conjunto das Forças Armadas todas as 
prerrogativas, direitos e deveres do Serviço 
Ativo, inclusive com a contagem de tempo de 
serviço, enquanto estiver em exercício. 
 
31 - “Em agosto de 1904, no combate em alto-mar 
entre as esquadras japonesas e russas, ficou 
claramente demonstrado que o tiro dos canhões 
de 12 polegadas, nas distâncias em que só eles 
podiam alcançar, era mais eficaz do que o fogo 
indiscriminado de todos os canhões nas distâncias 
menores, dentro do alcance de todos. Também 
ficou claro que, numa batalha envolvendo navios 
com couraça, o único canhão que produzia 
resultados era o de 12 polegadas, sem que os 
canhões menores provocassem dano significativo.” 
 Na Guerra Russo-Japonesa (1904-05), esse 
confronto ficou conhecido como 
A) a batalha de Tshushima. 
B) o combate ao largo do Porto Arthur. 
C) a batalha do Mar Amarelo. 
D) a guerra dos canhões. 
E) o ataque das torpedeiras japonesas. 
 
32 - “A defesa do Brasil requer a reorganização da 
Base Industrial de Defesa (BID) – formada pelo 
conjunto integrado de empresas públicas e 
privadas, e de organizações civis e militares, que 
realizem ou conduzam pesquisa, projeto, 
desenvolvimento, industrialização, produção, 
reparo, conservação, revisão, conversão, 
modernização ou manutenção de produtos de 
defesa (Prode) no País”. 
 Qual das alternativas abaixo NÃO é diretriz 
principal da Reorganização da Base Industrial de 
Defesa Brasileira? 
A) Dar prioridade ao desenvolvimento de 
capacitações tecnológicas independentes. 
B) Subordinar as considerações comerciais aos 
imperativos estratégicos. 
C) Evitar que a Base Industrial de Defesa polarize-
se entre pesquisa avançada e produção 
rotineira. 
D) Usar o desenvolvimento de tecnologias de 
defesa como foco para o desenvolvimento de 
capacitações operacionais. 
E) Aumentar a capacidade de usar a energia 
nuclear em amplo espectro de atividades. 
 
33 - “A missão da Marinha do Brasil na Segunda 
Guerra Mundial foi patrulhar o Atlântico Sul e 
proteger os comboios de navios mercantes que 
trafegavam entre o Mar do Caribe e o nosso litoral 
sul contra a ação dos submarinos e navios 
corsários germânicos e italianos. Luta constante, 
silenciosa e pouco conhecida pelos brasileiros.” 
“Introdução à História Marítima Brasileira” 
 Durante a Segunda Guerra Mundial quais foram 
os 3 navios perdido pela Marinha do Brasil? 
A) O Navio Auxiliar Vital de Oliveira, a Corveta 
Camaquã e o Cruzador Bahia. 
B) O Navio Auxiliar Graça Aranha, a Corveta 
Tamandaré e o Cruzador Rio Grande do Sul. 
C) O Navio Auxiliar Almirante Saldanha, a Corveta 
Jaceguai e o Cruzador Tamandaré. 
D) O Navio Auxiliar Jerônimo de Albuquerque, a 
Corveta Angostura e o Cruzador São Paulo. 
E) O Navio Auxiliar Júlio de Noronha, a Corveta 
Cunha Moreira e o Cruzador Mariz e Barros. 
 
34 - De acordo com o EMA-137 - Doutrina de 
Liderança da Marinha, o líder autocrático baseia 
sua atuação numa 
A) disciplina rígida. 
B) conversa informal. 
C) troca de favores. 
D) recompensa. 
E) promessa de promoção. 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 10 
 
35 - De acordo com a Constituição da República 
Federativa do Brasil de 1988, na vigência do 
estado de sítio, só poderão ser tomadas contra as 
pessoas as seguintes medidas, EXCETO: 
A) obrigação de permanência em localidade 
determinada. 
B) detenção em edifício não destinado a acusados 
ou condenados por crimes comuns. 
C) restrições relativas à inviolabilidade da 
correspondência, ao sigilo das comunicações, à 
prestação de informações e à liberdade de 
imprensa, radiodifusão e televisão, na forma da 
lei. 
D) suspensão da liberdade de reunião e busca e 
apreensão em domicílio. 
E) intervenção nas empresas privadas e requisição 
de bens. 
 
36 - Todo cidadão, após ingressar em uma das 
Forças Armadas mediante incorporação, matrícula 
ou nomeação, prestará compromisso de honra. 
 De acordo com o Estatuto dos Militares, onde é 
prestado o compromisso de Guarda-Marinha ou 
Aspirante a Oficial? 
A) Nos Gabinetes de Almirantes ou Generais. 
B) Nos Estabelecimentos de Formação. 
C) Nos Navios e Quartéis. 
D) Nos Órgãos de Seleção. 
E) Nas Organizações Militares para onde forem 
designados, após a formação. 
 
37 - “Os homens do mar, há muitos séculos, vêm 
criando nomes para identificar as diversas partes 
dos navios e designar a praxe de suas ações as 
quais, pela repetição, tornaram-se costumes. 
Naturalmente, muitas particularidades e 
expressões da tradição naval lembram, às vezes, 
aspectos da vida doméstica ou de atividades em 
terra.” 
 De acordo com o enunciado acima, em relação 
às Tradições Navais, qual é a mais digna 
característica com que pautam o comportamento 
rotineiro dos homens do mar? 
A) A semelhança. 
B) A liderança. 
C) O caráter. 
D) O entusiasmo. 
E) A fraternidade. 
 
 
38 - Segundo o Estatuto dos Militares (Lei n°. 
6.880, de 9 de dezembro de 1980), qual 
publicação relaciona e classifica os crimes 
militares, em tempo de paz e em tempo de guerra, 
e dispõe sobre a aplicação das penas 
correspondentes aos crimes cometidos por 
militares. 
A) Regulamento Disciplinarpara a Marinha. 
B) Código Penal Militar. 
C) Plano de Carreira de Oficiais da Marinha. 
D) Cerimonial da Marinha. 
E) Ordenança Geral para o Serviço da Armada. 
 
39 - “Quando o navio está com o casco pronto, na 
carreira do estaleiro, ele é “lançado ao mar” em 
cerimônia chamada lançamento. O lançamento 
antigamente era feito de proa; depois passou a ser 
lançado de popa, existindo também carreiras onde 
o lançamento é feito de lado, de través; e hoje, 
devido ao gigantismo dos navios, muitos deles são 
construídos dentro de diques, que se abrem no 
momento de fazê-los flutuar.” 
 De acordo com o enunciado acima, qual das 
nações abaixo introduziu o hábito de lançar o 
navio pela popa? 
A) Espanha. 
B) França. 
C) Fenícia. 
D) Portugal. 
E) Holanda. 
 
40 - Assinale a opção que completa corretamente 
as lacunas da sentença abaixo. 
 O Comandante da Força Naval, se embarcar 
em um navio terá direito à câmara. 
 O navio onde embarca o Comandante da Força 
Naval é chamado de ________ Sendo assim, seu 
Comandante passa a denominar-se 
____________. 
A) Escolta / Comandante Supremo 
B) Capitânea / Capitão de Bandeira 
C) Capitânea / Comandante Chefe 
D) Escolta / Capitão de Bandeira 
E) Escolta / Comandante Chefe 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 11 
 
41 - O ser humano precisa receber uma educação 
adequada para ser capaz de valorizar um objeto 
(vida, Pátria, família). Sem essa educação, perde-
se a capacidade de perceber esses valores, 
especialmente quando se trata daqueles 
universais, tais como: 
A) moral, ética e justiça. 
B) honra, dignidade e honestidade. 
C) disciplina, hierarquia e ética. 
D) honra, honestidade e justiça. 
E) moral, dignidade e lealdade. 
 
42 - Com relação às Tradições Navais, assinale a 
opção correta. 
A) O costume dos sete vivas pelo apito do 
marinheiro é a maior saudação por apito e teve 
sua origem nos 21 tiros da antiga salva 
britânica. 
B) O navio mercante que passa ao largo de um 
navio de guerra cumprimenta-o, arriando sua 
Bandeira Nacional, fazendo o de guerra o 
mesmo, como resposta. O mercante içará 
novamente sua Bandeira, e só depois o de 
guerra içará. 
C) Os postos de continência tiveram sua origem na 
antiga marinha à vela, quando o navio avistado 
queria demonstrar a intenção pacífica e fazia 
subir toda sua guarnição aos mastros e vergas. 
D) Antigamente a salva nacional britânica era de 
sete tiros devido à maioria dos seus navios 
menores possuírem somente uma bateria de 
sete canhões em cada borda. Com isso as 
baterias de terra, ao responder um navio da 
marinha inglesa, deveriam responder às 
mesmas salvas de sete tiros dado pelo navio. 
E) O intervalo das salvas fúnebres é de cinco 
segundos entre um tiro e outro. 
 
43 - De acordo com o livro “Introdução à História 
Marítima Brasileira”, qual dos Tratados abaixo, pôs 
fim à guerra da França e Espanha contra Portugal, 
tendo a Espanha, por direito de guerra, 
conservado a praça de Olivença, e Portugal 
recuperado no sul da América o território dos Sete 
Povos das Missões Orientais do Uruguai? 
A) Tratado de Lisboa (1681). 
B) Tratado de Utrecht (1715). 
C) Tratado de Madri (1750). 
D) Tratado de Santo Ildefonso (1777). 
E) Tratado de Badajós (1801). 
 
44 - Leia o texto abaixo. 
 “Procurando solucionar suas questões de 
limites, Portugal e Espanha resolveram assinar, 
em 1750, o Tratado de Madri que, dentre outras, 
estabeleceu a posse da Colônia de Sacramento 
para Espanha e a de Sete Povos das Missões 
para Portugal. Esse tratado foi fruto do trabalho de 
Alexandre de Gusmão, secretário de D. João V, 
junto ao qual teve grande influência. Foram 
nomeadas duas comissões para demarcarem a 
fronteira, uma para o norte – onde Portugal teve 
como representante Francisco Xavier de 
Mendonça Furtado (irmão do Marquês de Pombal) 
– e outra para o sul, sendo o representante 
português Gomes Freire de Andrade.” 
 A troca estabelecida pelo tratado não foi 
efetuada, pois os índios que viviam nas Missões 
se recusaram a deixar o local, empreendendo uma 
resistência armada, levando os luso-espanhóis a 
responderem com uma ação militar conjunta que, 
em 1756, por meio da força, ocuparam a região.” 
“Introdução à História Marítima Brasileira” 
 O conflito acima colocou lado a lado os luso-
espanhóis em uma ação militar conjunta contra os 
índios que viviam nas Missões e ficou conhecido 
como a Guerra 
A) Guaranítica. 
B) Sulista. 
C) das Missões. 
D) dos limites. 
E) conjunta de ocupação. 
 
45 - Um Oficial de Serviço (OSE) recebeu ordem 
de seu Comandante para realizar a pintura do 
costado navio. O Comandante deixou o OSE 
decidir como melhor deveria realizar a demanda. O 
Mesmo OSE reuniu a Divisão de Serviço e 
perguntou aos Sargentos da Divisão de Serviço 
para saber qual seria a opinião deles para cumprir 
a tarefa. No entanto, caberia ao OSE o 
acolhimento ou não das sugestões. 
 Com base na Doutrina de Liderança da MB, os 
estilos de liderança exercidos pelo Comandante e 
pelo Oficial de Serviço foram, respectivamente: 
A) Autocrática e Democrática. 
B) Transacional e Delegativa. 
C) Democrática e Participativa. 
D) Delegativa e Democrática. 
E) Autocrática e Transacional. 
 
 
 
 
 
 
 
SIMULADO 5 – SMV–RM2–OFICIAIS/2020 - CURSO ASCENSÃO 
SIMULADO 5 SMV–RM2–OF/2020 12 
 
46 - “Embora tivesse se desenvolvido no litoral do 
Mar Mediterrâneo (fora de Portugal), ele foi 
empregado pelos portugueses para construir os 
navios que iniciaram, no século XV, a aventura das 
Grandes Navegações, que não somente levou ao 
achamento do Brasil, mas também transformou o 
mundo. Os oceanos, que antes eram obstáculos 
entre os povos da Terra, tornaram-se vias de 
comunicação entre eles. 
 Foi preciso desenvolver um método que 
permitisse controlar a forma do casco durante a 
construção, para que ele pudesse enfrentar melhor 
as grandes ondas do oceano. Isso se resolveu 
construindo primeiro a estrutura. A quilha e as 
cavernas do navio são montadas em primeiro 
lugar. Depois é que se montam as tábuas do 
costado, fixando-as aos elementos estruturais. 
“Introdução à História Marítima Brasileira” 
 O método acima é chamado de 
A) costado encouraçado. 
B) esqueleto híbrido. 
C) esqueleto rígido. 
D) casco semi-rígido. 
E) casco diametral. 
 
47 - De acordo com a Estratégia Nacional de 
Defesa, em relação às ações estratégicas, todas 
as instâncias do Estado deverão contribuir para o 
incremento do nível de Segurança Nacional com 
ênfase sobre diversos aspectos. 
 Assinale a opção que apresenta um desses 
aspectos que devem ser enfatizados. 
A) O aperfeiçoamento de processos para o 
gerenciamento de crises. 
B) A integração de alguns dos órgãos do Sistema 
Brasileiro de Inteligência (SISBIN). 
C) As ações de defesa civil, a cargo do Ministério 
da Justiça e dos órgãos de segurança pública 
estaduais. 
D) As ações de segurança pública, a cargo do 
Ministério da Integração Nacional. 
E) As medidas de emergência em segurança 
pública de importância nacional e internacional. 
 
 
 
 
 
 
 
 
48 - De acordo com o livro Introdução à História 
Marítima Brasileira, o Comando da Força Naval do 
Nordeste, criada a 5 de outubro de 1942, principal 
força naval da Marinha do Brasil na Segunda 
Guerra Mundial foi comandada pelo 
A) Almirante Pedro Max Fernando de Frontin. 
B) Almirante Alexandrino Faria de Alencar. 
C) Almirante Júlio César de Noronha. 
D) Contra-Almirante Saldanha da Gama. 
E) Capitão de Mar e Guerra Alfredo Carlos Soares 
Dutra. 
 
49 - O Ministério da Defesa adotará as medidas 
para a criação e implementação de um instituto 
com as seguintes competências: 
I - Produzir reflexões acerca de aspectos políticos 
e estratégicos nos campos da segurança 
internacional e da defesa nacional, considerando 
os cenários de inserção internacional do Brasil. 
II - Contribuir com a pesquisa e a formação de 
recursos humanos no campoda defesa. 
III - Estreitar o relacionamento do Ministério da 
Defesa com o meio acadêmico nacional e 
internacional. 
IV - Assessorar o Ministro da Defesa em outras 
funções por ele definidas. 
 De acordo com a Estratégia Nacional de 
Defesa, as competências acima serão do Instituto 
A) Graça Aranha. 
B) Prado Maia. 
C) Pandiá Calógeras. 
D) da Defesa Nacional. 
E) da Segurança Nacional. 
 
50 - De acordo com o EMA - 137 (Doutrina de 
Liderança da Marinha), quais são os níveis 
funcionais? 
A) Direta, Tático e Organizacional. 
B) Operacional, Tático e Estratégico. 
C) Direta, Organizacional e Estratégico. 
D) Autocrática, Democrática, Delegativa. 
E) Estratégica, Organizacional e Operacional. 
 
 
 
 
 
 
	RM2 - OFICIAIS - SIMULADO 5 - 2020 - CAPA
	RM2 - OFICIAIS - SIMULADO 5 - 2020 - PORTUGUÊS
	RM2 - OFICIAIS - SIMULADO 5 - 2020 - CMN