A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Semiologia Altura Uterina, Batimentos Cardíacos Fetais e Manobras de Leopold

Pré-visualização | Página 1 de 1

3. Reconheça quais exames físicos são realizados no período pré-natal (AU, BCF e manobras).
MANOBRAS DE LEOPOLD
● feto pode estar em situação longitudinal (+ comum), transversa/córmica ou oblíqua --- caso esteja
transverso reduz a medida da AU ------- apresentações + frequentes cefálica e pélvica
primeiro tempo
● identificar o polo fetal (cefálico - superfície regular, resistente e endurecida ------ pélvico - volumoso,
superfície irregular e amolecida) presente no fundo uterino
● determinar a situação: relação entre o maior eixo fetal e o maior eixo uterino do feto
● examinador com ambas as mãos encurvadas comprimindo as paredes abdominais com a palma das
mãos para delimitar o fundo uterino
segundo tempo
● posição: relação do dorso fetal com o lado materno
● examinador desliza as mãos para as laterais do abdômen para identificar o dorso fetal (superfície
resistente, lisa, regular e contínua) + MMSS e MMII
terceiro tempo
● apresentação: região fetal que ocupa a área do estreito superior e que nele se insinuará
● avaliar a mobilidade do polo fetal inferior na área do estreito superior da bacia materna para
determinar a apresentação fetal
● examinador deve realizar apreensão do polo entre o polegar e o dedo médio da mesma mão
quarto tempo
● insinuação: grau de encaixamento fetal no estreito superior
● examinador precisa posicionar suas mãos sobre as fossas ilíacas, aprofundando na pelve em direção
ao hipogástrio --- procurar o polo fetal inferior --- identificar o grau de penetração do feto na bacia
materna
● quando o polo fetal está alto e móvel o polo balança facilmente durante o exame
● quando o polo fetal está mais profundo, ele estará fixo
ALTURA UTERINA
● avaliar ganho de peso fetal durante a gravidez + diagnosticar desvios de normalidade pela
comparação de AU e IG
● palpação: identificar sínfise púbica, fundo uterino + apresentação fetal --- palpar e delimitar fundo
uterino + todo o contorno da superfície uterina + sínfise púbica para então medir
● gestante em decúbito dorsal com abdômen descoberto
● mede-se desde a sínfise púbica (onde é colocada a extremidade inicial 0 cm da fita métrica) até o topo
do útero segurando a fita com o dedo indicador e médio
● geralmente na semana 20 a altura uterina se encontra na cicatriz umbilical
● após 20 semanas de gravidez, a medida da altura uterina frequentemente coincide com o número de
semanas de gestação (variação de 2 cm para mais ou menos)
● percentil AU - padronização --- estar acima do percentil 90 para a idade gestacional significa que 90%
da população normal tem peso menor do que o do feto --- 20 semanas normal 20,7 cm - 90% 22,6
AUSCULTA BCF
● BCF normal entre 120-160
● identificar presença, ritmo, frequência e normalidade dos BCF
● gestante em decúbito dorsal + abdômen descoberto
● identificar o dorso fetal: manobras de leopold + perguntar à gestante em qual lado ela sente mais os
movimentos fetais ---- pontapés aparecerem da 17-20 semana --- dorso estará do lado oposto
● aplicar gel sobre o abdômen da gestante onde está o dorso fetal --- espalhar o gel com o doppler
● procurar o ponto de melhor ausculta do BCF
● certificar que o batimento ouvido é do feto e não da gestante