A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Tórax

Pré-visualização | Página 2 de 2

do rádio: estrutura distal e lateral do rádio, local de inserção do m. braquioestilo radial 
parte distal do rádio: marcada por duas facetas articulares para os dois ossos carpais (escafoide e semilunar)
incisura ulnar do rádio: superfície articular no radio distal para a cabeça da ulna
ULNA
olecrano: grande projeção óssea que se estende proximamente
· articula-se com a tróclea do úmero
· em sua região póstero superior, apresenta uma grande rugosidade para a inserção do m. tríceps braquial 
processo coronoide: projeta-se anteriormente no terço proximal da ulna 
· participa na formação da incisura troclear do úmero
· Serve de inserção para o m. braquial anterior
incisura radial da ulna: superfície para articulação com a cabeça do rádio 
o corpo da ulna apresenta três margens: posterior, anterior e interóssea 
três faces: anterior, posterior, medial
epífise distal: cabeça arredondada + processo estiloide 
entre o rádio e a ulna distal temos uma superfície articular para esses ossos
MÃO
região distal do membro superior
punho, metacarpos e dedos 
ossos carpais: 8, fileiras proximal e distal
· Proximal: escafoide, semilunar, piramidal e pisiforme
· Distal: trapézio, trapezoide, capitato e hamato 
capitato: maior dos ossos carpais
hâmulo do hamato
metacarpais: base, corpo e cabeça
falanges: proximal, media e distal (polegar – distal e proximal)