A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Mecanismos de Transdução Celular

Pré-visualização | Página 4 de 4

C
- As principais moléculas sinalizadoras
que temos no nosso corpo pertencem a duas
classes, neurotransmissores ou hormônios.
- Existem outras moléculas que vão ter sua
importância como molécula sinalizadora,
exemplo os lipídeos.
- Como lipídeo temos como principal
representante nessa via de comunicação
celular o acido araquidônico que pode agir
diretamente como segundo mensageiro ou ele
pode ser convertido em moléculas
sinalizadoras, em mensageiros químicos que
são chamados de eicosanóides parácrinos que
vão atuar de forma parácrina ou seja vão
apresentar células alvos próximas com
receptores pra atuar, são eles:
prostaglandinas, tromboxanas, leucotrienos.
Eles vão atuar em receptores que estão
próximos e que vão atuar de forma
parácrina, esse ácido araquidônico pode, ou 
- Outra importante molécula sinalizadora
é o cálcio, o próprio cálcio que é o íon que é
liberado no receptor ionotrópico ou no
receptor metabotrópico ele vem como
importante mediador, mensageiro químico,
tanto como o próprio mensageiro quanto
como segundo mensageiro, pois ele vai ter
alvos importantes dentro da célula, vai
ligar-se a proteínas, como as proteínas da
contração, proteínas que vão realizar
exocitose.
outra proteína quinase chamada de pra
promover a fosforilação de canais de cálcio
que irá agora permitir a abertura e entrada
de cálcio na célula.
Moléculas sinalizadoras
ser um segundo mensageiro ou já produzir
mensageiros químicos que serão as moléculas
sinalizadoras extracelulares que vão atuar
em receptores na vizinhança.
PKC
- Temos também os gases como o oxido
nítrico , monóxido de carbono e o sulfeto
de hidrogênio, os dois últimos apesar de
tóxicos atuam como sinalizadores.
- O oxido nítrico é considerado um
importante vasodilatador e ele é
fisiologicamente liberado pelas células
endoteliais. A célula endotelial quando tem
algum estimulo, vai liberar, produzir o oxido
nítrico que vai ser liberado, por ser um gás
ele é lipossolúvel, ele não vai ter um receptor,
ele vai entrar na célula por difusão simples e
vai diretamente ativar uma enzima, a
guanililciclase que é o alvo do oxido nítrico,
ela vai converter o em ,que vai
promover a diminuição de cálcio pra levar a
vasodilatação, a resposta mediada pelo oxido
nítrico é uma resposta inibitória por
diminuir a quantidade de cálcio pra levar a
vasodilatação.
- No caso do sistema nervoso central, o
oxido nítrico pode ser usado como
neurotransmissor apesar de não ter um
receptor, ele vai mediar importantes
respostas a nível de encéfalo.
- Os outros gases o sulfeto de hidrogênio e o
monóxido eles também tem ação vaso
dilatadora e participam da
neurotransmissão.
- Existem ligantes endógenos para todos os
receptores? Não, ainda não foram
diagnosticados, aqueles receptores que não
tem nenhum ligante endógeno conhecido,
eles são chamados de receptores órfãos.
- As respostas podem ser limitadas pelo
numero de receptores disponíveis? Sim.
Teremos uma dependência da quantidade
de receptores que está disponível. Em
qualquer célula, o némero de receptores muda
ao longo do tempo, isso vai modulando as
minhas respostas. O numero de receptores
vai sendo modificado, no caso de receptores
velhos a própria célula vai retirando da
membrana por meio de endocitose. As
células tem a capacidade de inseri novos
receptores na membrana pelo fenômeno de
exocitose. Os receptores intracelulares
também são produzidos e degradados.
- A quantidade de ligantes vai modular
também essa resposta. 
(NO)
GTP GMPc
Quando eu tenho um elevado numero de
ligantes, as células alvo vão tentar deixar
minha resposta normal por meio do Down
regulation, que é quando eu vou tendo uma
diminuição no numero de receptores por
endocitose apenas pra modificar a minha
resposta.
-Dessenssibilização: É a ligação de um
modulador químico ao receptor, no lugar de
remover o receptor da membrana eu venho
com um determinado ligante pra bloquear o
receptor e deixar ele inativo
temporariamente.
- Quando temos um numero baixo de
ligantes, as células alvo podem retornar a
resposta ao normal de forma contrária com
a up regulation, inserir mais receptores por
esocitose de membrana para que para que um
maior número de receptores estejam
disponíveis para conseguir captar aquele
pouco numero de ligantes. 
- Os receptores podem sofrer alterações
patológicas, desde genéticas ou então
adquiridas. Algumas doenças resultantes do
mau funcionamente dos receptores temos:
Miastenina Gravis defeito do receptor 
acetilcolina no músculo esquelético e a
comunicação entre um neurônio e o músculo
esquelético fica falho e o paciente vai
desenvolvendo caso grave de fraqueza
muscular e a Diabetes Mellitus, defeito
no receptor de insulina.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.