Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
51 pág.
Simulado de Urgência e Emergência - 200 questões comentadas (correção terça-feira, às 20h)

Pré-visualização | Página 1 de 18

www.romulopassos.com.br 
 
 
 
www.romulopassos.com.br 
SIMULADO DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA| LISTA DE QUESTÕES 
2 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
www.romulopassos.com.br 
SIMULADO DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA| LISTA DE QUESTÕES 
 
3 
Suporte Básico e Avançado de Vida 
 
1. (Residência Multiprofissional/UFG/2020) No atendimento de emergência, a American Heart 
Association (2015) orienta que pacientes com dependência conhecida ou suspeita de uso de opioides, 
que não respondem, apresentam respiração anormal mas têm pulso, é adequado que os socorristas 
leigos, devidamente treinados, e os profissionais de saúde capacitados administrem, além da prestação 
dos cuidados básicos, 
a) adrenalina por via endovenosa ou intranasal. 
b) naloxana por via intramuscular ou intranasal. 
c) naloxana por via intramuscular ou subcutânea. 
d) adrenalina por via endovenosa ou subcutânea. 
 
2. (Residência Multiprofissional/UFPB/2019) Considerando os destaques das diretrizes da American 
Heart Association (AHA) de 2015, é incorreto afirmar que: 
a) Em vítimas adultas de PCR, o correto é que os socorristas apliquem compressões torácicas a uma 
frequência de 100 a 120/min. 
b) A profundidade das compressões torácicas devem ser até uma profundidade de, pelo menos, 5 cm 
para um adulto médio. 
c) Em pacientes com dependência de opioides, sem resposta, respiração anormal e com pulso, não é 
adequado o uso de naloxona por via intramuscular ou intranasal por socorristas/profissionais 
habilitados. 
d) Socorristas leigam sem treinamento devem fornecer RCP somente com as mãos por meio de 
compressões torácicas para adultos vítimas de PCR até a chegada de um DEA ou de socorristas com 
treinamento adicional. 
e) Os socorristas devem evitar apoiar-se sobre o tórax entre as compressões para permitir o retorno 
total da parede do tórax em adultos com PCR. Além disso, deve-se tentar evitar as interrupções das 
compressões torácicas. 
 
3. (AL-GO/IADES/2019) Em uma situação de parada cardiorrespiratória, qual mnêumonico deve ser 
utilizado para descrever os passos simplificados do atendimento de suporte básico de vida? 
a) A-B-C. b) C-B-A. c) B-A-C. d) C-A-B. e) B-C-A. 
 
4. (IJF/IMPARH/2018) A avaliação primária do indivíduo em situação de urgência/emergência deve ser 
rápida e eficiente, com sequência lógica e organizada. É precedida pela verificação da responsividade 
associada às iniciais A, B, C. Assim sendo, é correto afirmar que: 
a) o mnemônico ABC nada mais é que um lembrete para que o profissional siga uma sequência na 
verificação de pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória, respectivamente. 
b) a sequência ABC corresponde à avaliação de alergias, boa condição de saúde e condição cardíaca. 
c) a manobra de inclinação da cabeça e elevação do mento é realizada durante a verificação da 
circulação. 
d) a letra A corresponde ao termo em inglês “airway”, ou vias respiratórias; a letra B corresponde ao 
termo “breathing” ou respiração, e a letra C corresponde a “circulation” ou circulação. 
 
 
www.romulopassos.com.br 
SIMULADO DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA| LISTA DE QUESTÕES 
4 
 5. (Residência Multiprofissional/SESAB/2019) Sobre a atuação dos profissionais de saúde no suporte 
básico de vida e considerando a cadeia de sobrevivência utilizada para Parada Cardiorrespiratória Intra-
hospitalar (PCRIH), analise as assertivas e identifique com V as verdadeiras e com F as falsas. 
( ) A segunda atitude na PCRIH é reconhecer e acionar o serviço médico de emergência. 
( ) Uma reanimação imediata de alta qualidade é uma das atribuições do enfermeiro assistente. 
( ) A ação rápida de desfibrilação é uma das medidas de cuidado no pós-parada cardiorrespiratória. 
( ) A vigilância e a prevenção são categorias fundamentais da equipe de ressuscitação e de 
hemodinâmica, respectivamente. 
A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é 
a) V, V, V, F. b) V, F, V, V. c) V, V, F, F. d) F, F, V, V. e) F, V, F, F. 
 
6. (Residência Multiprofissional/UPF/2019) Segundo os Protocolos de Suporte Básico de Vida do 
Ministério da Saúde, ao realizar a ressuscitação cardiopulmonar (RCP) em paciente adulto em parada 
cardiorrespiratória (PCR), o socorrista deve manter os seguintes cuidados, exceto: 
a) Fazer o entrelaçamento das mãos. 
b) Deprimir o tórax em pelo menos 5 cm (sem exceder 6 cm) e permitir o completo retorno entre as 
compressões. 
c) Manter frequência de compressões entre 100 e 120 compressões/minuto. 
d) Minimizar as interrupções das compressões. 
e) Realizar soco precordial depois de iniciar as compressões. 
 
7. (Residência Uni e Multiprofissional/UFC/2020) Paciente internado na clínica médica para tratamento 
de doença cardíaca relatou dor precordial e em seguida apresentou perda da consciência com ausência 
de pulso central. Ao monitor, apresentava taquicardia ventricular sem pulso. Segundo as diretrizes mais 
atuais da American Heart Association, quais seriam as condutas recomendadas para reanimação 
cardiopulmonar nessa situação? 
a) Aplicar desfibrilação imediatamente e continuar a reanimação manual com compressões e 
ventilações numa relação de 30:2, administrar vasopressina e monitorar resposta. 
b) Iniciar imediatamente as manobras de reanimação com compressões torácicas e ventilações, não 
perder tempo com desfibrilação (ritmo não chocável), administrar epinefrina. 
c) Iniciar imediatamente as manobras de reanimação com compressões torácicas numa frequência de 
30 compressões e 2 ventilações, aplicar desfibrilação precoce, administrar epinefrina e considerar via 
aérea avançada. 
d) Iniciar as manobras de reanimação com compressões torácicas numa frequência de 30 compressões e 
uma ventilação a cada 6 segundos, aplicar desfibrilação e administrar adrenalina. 
8. (EXÉRCITO/2018) Segundo a American Heart Association (2017), na administração de Ressuscitação 
Cardiopulmonar (RCP) por uma equipe de serviço médico de emergência (SME) é aceitável que, antes da 
colocação de uma via aérea avançada (supraglótica ou tubo traqueal), a equipe aplique Ressuscitação 
Cardiopulmonar com ciclos de: 
a) 10 compressões e 1 ventilação. b) 30 compressões apenas. c) 15 compressões e 2 ventilações. 
d) 30 compressões e 2 ventilações. e) 2 ventilações apenas. 
 
 
www.romulopassos.com.br 
SIMULADO DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA| LISTA DE QUESTÕES 
 
5 
 
9. (Residência Multiprofissional/HUB-UNB/2016) A avaliação de Suporte Básico de Vida (SBV) é uma 
abordagem sistemática que todo profissional de saúde treinado deve saber realizar. Em 2015, 
comemorou-se a 49ª publicação da American Heart Association, desde as primeiras diretrizes de 
ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Com relação a esse assunto, julgue os itens subsequentes. 
Para a realização de uma RCP de qualidade em um adulto, devem ser feitas compressões torácicas a 
uma taxa de frequência adequada, maior que 140 por minuto. 
( ) Certo ( ) Errado 
 
10. (Residência Multiprofissional/HUB-UNB/2016) A avaliação de Suporte Básico de Vida (SBV) é uma 
abordagem sistemática que todo profissional de saúde treinado deve saber realizar. Em 2015, 
comemorou-se a 49ª publicação da American Heart Association, desde as primeiras diretrizes de 
ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Com relação a esse assunto, julgue os itens subsequentes. 
Durante a RCP realizada em um adulto médio, deve-se fazer compressões torácicas de profundidade 
acima de 6 cm. 
( ) Certo ( ) Errado 
 
11. (Residência Multiprofissional/HUB-UNB/2016) A avaliação de Suporte Básico de Vida (SBV) é uma 
abordagem sistemática que todo profissional de saúde treinado deve saber realizar. Em 2015, 
comemorou-se a 49ª publicação da American Heart Association, desde as primeiras diretrizes de 
ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Com relação a esse assunto, julgue os itens subsequentes. 
Na ausência de pulso em um adulto, é correto administrar,
Página123456789...18