A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
CIRCULAÇÃO FETAL

Pré-visualização|Página 1 de 1

CIRCULAÇÃO FETAL

Embriologia Clínica, Capítulo 13: Sistema Cardiovascular| Keith L. Moore

⧭Na vida pré-natal, os pulmões não fornecem troca gasosa e os vasos pulmonares estão vasoconstraidos (estreitados). As três estruturas vasculares mais importantes na transição da circulação são o ducto venoso, o forame oval e o ducto arterioso

"O Sangue altamente oxigenado e rico em nutrientes retorna da placenta sob alta pressão para a veia umbilical. Ao aproximar-se do fígado, aproximadamente metade do sangue passa diretamente para o ducto venoso, um vaso fetal que conecta a veia umbilical à VCI); consequentemente, esse sangue não passa pelo fígado. A outra metade do sangue na veia umbilical flui para os sinusóides do fígado e entra na VCI através das veias hepáticas.

 HTML image 0

 

HTML image 1

O fluxo sanguíneo através do ducto venoso é regulado por um mecanismo esfincteriano próximo à veia umbilical. Quando o esfíncter contrai, mais sangue é desviado para a veia porta e sinusóides hepáticos, e menos para o ducto venoso

Após um curso pequeno na VCI, o sangue entra no átrio direito do coração. Devido à VCI também conter sangue pobremente oxigenado a partir dos membros inferiores, abdome e pelve, o sangue entrando no átrio direito não está tão bem oxigenado quanto o sangue na veia umbilical; porém, ele ainda possui um alto teor de oxigênio. A maioria do sangue da VCI é direcionada pela crista dividens (margem inferior do septum secundum) através do forame oval para o átrio esquerdo. Aqui ele se mistura com uma quantidade relativamente pequena de sangue pobremente oxigenado, retornando dos pulmões através das veias pulmonares. Os pulmões do feto usam o oxigênio do sangue em vez de devolvê-lo. Então, a partir do átrio esquerdo, o sangue passa para o ventrículo esquerdo e sai através da aorta ascendente

HTML image 2

 

"As artérias do coração, pescoço, cabeça e membros superiores recebem sangue bem oxigenado da aorta ascendente. O fígado também recebe sangue bem oxigenado da veia umbilical

Uma pequena quantidade de sangue bem oxigenado da VCI no átrio direito, que não entra no forame oval, se mistura com o sangue pouco oxigenado da VCS e do seio coronário, e passa para o ventrículo direito. Esse sangue, que possui um teor médio de oxigênio, sai através do tronco pulmonar

-Aproximadamente 10% desse fluxo sanguíneo vão para os pulmões; a maioria do sangue passa através do ducto arterioso para a aorta ascendente do feto e retorna à placenta através das artérias umbilicais. O ducto arterioso protege os pulmões da sobrecarga circulatória e permite que o ventrículo direito se fortaleça na preparação para o funcionamento em plena capacidade no nascimento. Devido à alta resistência vascular pulmonar na vida fetal, o fluxo sanguíneo é baixo. Aproximadamente 10% do sangue da aorta ascendente entram na aorta descendente; 65% do sangue na aorta descendente passam para as artérias umbilicais e retornam para a placenta para reoxigenação. Os 35% de sangue restantes na aorta descendente abastecem as vísceras e a parte inferior do corpo.

Circulação Neonatal Transitória

⇒Quando a circulação do sangue fetal através da placenta é interrompida e os pulmões do neonato se expandem e começam a funcionar. Assim que o bebê nasce, o forame oval, o ducto arterioso e vasos umbilicais não são mais necessários. O esfíncter no ducto venoso se contrai; assim; todo sangue que entra no fígado passa através dos sinusóides hepáticos. A oclusão da circulação placentária causa uma diminuição imediata na pressão sanguínea na VCI e no átrio direito.

⇒Devido ao elevado fluxo sanguíneo pulmonar e à perda do fluxo da veia umbilical, a pressão no átrio esquerdo é maior que àquela do átrio direito. A elevada pressão no átrio esquerdo fecha funcionalmente o forame oval, pressionando a valva do forame contra o septum secundum

⇒A parede ventricular direita é mais espessa que a parede ventricular esquerda em fetos e neonatos, pois o ventrículo direito trabalha mais no útero. Ao final do primeiro mês, a parede ventricular esquerda está mais espessa.

⇒O ducto arterioso se fecha ao nascimento, porém uma pequena quantidade de sangue pode continuar a ser desviada através do ducto arterioso da aorta para o tronco pulmonar por 24 a 48 horas em um neonato a termo.Em neonatos prematuros e naqueles com hipóxia persistente (oxigênio reduzido), o ducto arterioso pode permanecer aberto por mais tempo.

⇒As artérias umbilicais se comprimem no nascimento, prevenindo a perda de sangue do neonato.

Teoricamente, a mistura ocorre nos seguintes locais .

(I) Fígado, pela mistura com um pequeno volume de sangue que retorna do sistema porta

(II) Veia cava inferior, que carrega sangue desoxigenado que retorna dos membros inferiores, da pelve e dos rins

(III) Átrio direito, pela mistura com o sangue da cabeça e dos membros superiores

(IV) Átrio esquerdo, pela mistura com o sangue que retorna dos pulmões

(V) Entrada do ducto arterioso na aorta descendente.

Alterações circulatórias no nascimento

Em resumo, ocorrem as alterações a seguir no sistema vascular após o nascimento .O fechamento das artérias umbilicais, acompanhado pela contração da musculatura lisa em suas paredes, é provavelmente causado por estímulos térmico e mecânico e pela variação na tensão de oxigênio. Funcionalmente, as artérias se fecham alguns minutos após o nascimento, embora a obliteração final do lúmen por proliferação fibrosa leve entre 2 e 3 meses. As partes distais das artérias umbilicais formam os ligamentos umbilicais médios, e as partes proximais permanecem abertas, assim como as artérias vesicais superiores.

➽ na vida após o nascimento não possui o ducto arterioso e ducto venoso, virando ligamento arterioso e ligamento venoso

➽ o sangue que sai do ventrículo direito durante a circulação fetal é um sangue misto vindo das veias cavas superior(pobre O2) e inferior (rico em O2)

➽após o nascimento, devido às mudanças estruturais e alterações do fluxo vascular, as pressões nas câmaras cardíacas se modificam: devido ao alto fluxo sanguíneo pulmonar e a perda do fluxo da veia umbilical,a pressão no átrio esquerdo é maior que no átrio direito

➽com relação às características das câmaras cardíacas imediatamente após o nascimento: a parede ventricular direita é mais espessa que a parede do ventrículo esquerdo.