ok clin peq 18.05.11
25 pág.

ok clin peq 18.05.11


DisciplinaClínica Médica de Mamíferos de Pequeno Porte14 materiais51 seguidores
Pré-visualização7 páginas
descobre que ele tem sarna demodécica. Vc tem que tratar a sarna demodécica, mas vc tem que descobrir o porquê. 
Doenças imunossupressoras que ele pode desenvolver:
Ex. doenças endócrinas como: hiperadreno, hipotireoidismo, neoplasias, diabetes mellitus. 
Outra situação que também existe:
O animal apresenta a sarna demodécica no 1º ano de vida, mas não numa forma muito grave, e de repente essa sarna demodécica se cura sozinha. 
O que também pode acontecer algumas vezes: ele desenvolveu a sarna porque o sistema imunológico dele estava amadurecendo, então esse animal não tem a deficiência genética. 
Ex. pego um filhote na rua que tem deficiência nutricional, que está todo parasitado e tem sarna demodécica. Ai nesse caso eu não posso num primeiro momento dizer que esse animal tem sarna demodécica porque ele tem imunodeficiência genética. Vou tratar a verminose, vou melhorar a deficiência nutricional dele, trato a sarna e espero. Porque aquele animal que é geneticamente programado, que tem a imunodeficiência genética, ele vai apresentar varias vezes depois. 
É comum agente pegar animais de raça apresentando isso, quando vc compra em canil, e em 4-5 meses começa a apresentar a sarna. 
Vamos classificar a sarna demodécica clinicamente pelas características que o animal está apresentando, a sarna demodécica pra saber qual vai ser meu protocolo terapêutico pra esse animal e o meu prognostico pra esse animal:
De acordo com a minha distribuição das lesões, ela pode ser uma sarna demodécica:
Localizada
Generalizada
Localizada
Localizada é que o animal tenha acometido até 30% do corpo, agente considera uma sarna demodécica localizada. Numa sarna demodécica generalizada é quando tem mais de 30% do corpo acometido.
Generalizada
	Tem mais de 30% do corpo acometido.
Outra forma de classificação:
Juvenil
Quando a doença aparece no 1º ano de vida. Classifico como juvenil. A juvenil tem relação com a deficiência imunológica congênita.
Adulta
É aquela que tem relação, que vai aparecer numa idade adulta, naquele animal que não teve no 1º ano de vida e tem relação com a doença imunossupressora adquirida.
Vamos juntar essas 2 classificações e vamos dar o prognóstico.
Prognóstico
Se eu atendo um animal com sarna juvenil generalizada, é a mais grave. Pra esse animal, eu aviso o dono que cura não tem, porque não tenho como curar o sistema imunológico, a sarna eu controlo. O animal pode ficar bom, mas pode não ficar bom. A literatura coloca que cura pra sarna demodécica com qualquer tratamento 80% dos casos, então vc ainda tem 20% dos casos que não respondem. Esse controle, esse animal pode em qualquer fase da vida apresentar de novo. Principalmente em fases que ele tem o estresse fisiológico: 
Ex. Fêmeas no cio. Machos quando sentem cheiro de cadela no cio. 
Isso é um dos motivos que tem que ser castrados. 
2º motivo que eles têm que ser castrados: pra tirar da reprodução. É hereditária, a disfunção genética passa, tanto pelo macho quanto pela fêmea. 
A juvenil localizada: tenho um filhote que apresentou a sarna demodécica no 1º ano de vida, mas a sarna demodécica foi localizada (até 30% do corpo acometido). Essa apresentação pode ser a apresentação que está ali por uma deficiência no sistema imunológico.
Como vou saber isso: Se eu não trato e o animal não evolui pra forma generalizada, é porque posso considerar que ele está \u201ccurado\u201d, que o defeito imunológico dele não é congênito.
Esse prognóstico é melhor. A literatura cita que a sarna demodécica juvenil localizada ela não precisa tratada que ela ficaria boa sozinha. Ela tem 2 caminhos: ela pode ficar boa sozinha ou ela pode desenvolver pra forma generalizada. O que eles alegam: o tempo de tratamento é o tempo que ele levaria pra ficar bom sozinho. Ai vai da conduta de qualquer um, vc pode colocar isso pro cliente e ele opta por tratar ou não tratar.
Adulta localizada: 
Sei que é uma doença imunossupressora não muito grave. 
Adulta generalizada:
	É uma doença imunossupressora mais grave.
A sarna demodécica que apareceu na fase adulta vc tem que buscar a doença de base, não adianta ficar tratando só a sarna.
Diagnostico: 
Raspado parasitológico achando o ácaro.
1º, Como vou suspeitar que o paciente tem sarna demodécica?
A primeira suspeita que vai levar agente a suspeitar: é lesão dermatológica em paciente jovem, em animal com menos de 1 ano de idade. Ou animal adulto que nunca teve doença de pele.
E sarna demodécica primariamente não coca! Não é primariamente pruriginosa. O pêlo cai, fica alopecia, se o sistema imune conseguir controlar a infecção secundária o animal chega às vezes todo vermelho e não se coca. 
Lembrar: não é porque ele está todo vermelho que ele tem doença alérgica. 
Apresentação clinica:
Qualquer apresentação.
Vai desde a alopecia (que é a apresentação inicial) até uma celulite. Porque o pêlo caindo, a infecção bacteriana acaba se instalando, então posso ter: foliculite, furunculose, posso ter até a celulite.
	Lembrar que quando a infecção bacteriana se instala, o prurido vem junto. O prurido é secundário a instalação da doença bacteriana.
Formas que agente pode achar no raspado: ovos, ninfa, ácaro. 
Se eu tenho a furunculose e se eu tenho o micro abscesso, eu vou ali, rompo, pego aquele sg mesmo, levo ao laboratório, porque é onde tenho mais chance de achar o ácaro.
Bulterrier: é uma raça que faz muita sarna demodécica, e com a apresentação de doenças de pele muito parecidas. Temos sempre que fazer um raspado. Ele faz muito a pododermatite pela sarna demodécica é freqüente, no queixo, coxa, nariz, etc. 
O pêlo cai na região afetada, fica uma área alopécica.
3) Demodiciose
Tratamento: 
Amitraz!
	- 4ml/L água, 7 a 15 dias
	- 6 sem/6 meses, 60-80%
	- Tricotomia, peróxido benzoila, enxofre
	- Toxicidade: Sol! Sedação 72h (Yohimbina)
	- Não! Pioderma
O tratamento de eleição pra sarna demodécica é o amitraz. Mesmo sendo filhote, não tem porque agente entrar direto com os tratamentos ainda considerados alternativos. Na literatura, o amitraz é o único autorizado pra tratar a sarna demodécica. 
Amitraz: Vc dilui 4ml dessa solução pra cada 1 litro de água. Prepara essa solução na hora de dar o banho no animal, não deixar preparado de um dia pro outro porque potencializa o agente e ai o risco de intoxicação é maior.
Vc primeiro vc dá banho anti-séptico nesse animal (ele já vem tomando banho com algum produto anti-séptico porque ele geralmente tem infecção secundária, ex. peróxido de benzoíla tem melhor ação dentro do folículo piloso, clorexidine), vc faz o pré banho, e depois pega essa solução com uma esponja e vai passando por todo o corpo do animal, essa solução que vc passou de amitraz vc não enxágua, ela é usada como rinse, ela é pra secar no corpo do animal.
Perigo: animal pode se intoxicar com a solução de amitraz ingerindo. Com isso vc coloca o colar elizabetano até ele secar. Outra forma de absorção é pela vasodilatação cutânea que o sol ou um lugar muito abafado, calor faz, então ele não pode ficar exposto ao sol, por 24 horas pra não ter risco de intoxicação. Fazendo isso, vc já minimiza bastante o risco do animal se intoxicar.
O banho é feito 1x por semana. Por um período que pode levar de 6 semanas a 6 meses de tratamento.
Quando vc dá alta pro animal:
Ele vai repelando (vai nascendo pêlo onde tinha área alopécica) vai guardando os locais onde eram pra fazer o raspado em cima destes locais. Quando o animal volta, vc faz o raspado, se não tem mais acaro nenhum, continua tomando banho mais 2 semanas, e volta. Se nessa segunda vez que ele voltou, vc raspou e não viu mais ácaro, ele ainda toma mais 2 banhos e suspende.
Vc só dá alta quando faz 2 raspados de pele negativos com intervalos de 15 dias e nesse período ele continua tomando banho. 
Pra controlar o animal:
A coleira de amitraz consegue controlar a recidiva e vc manda castrar esses animais. E lembrando que em qualquer situação de estresse fisiológico, qualquer doença pode voltar a lesão. 
	A coleira de amitraz está no mercado como curativa, mas a forma generalizada ela não