A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
114 pág.
RSU-AULAS-IPOGset-09

Pré-visualização | Página 5 de 7

DAS FLORES
início
100 350 300 300
RUA DAS ROSAS
fim
100
H X Y Z W F
RUA OLIVEIRAS
2
0
0
2
0
0
R
U
A
R
U
A
R
U
A
R
U
A
R
U
A
R
U
A
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
Horas Percurso
h:min m Tipo Descrição do Itinerário
Sentido
de conversão
08:00 100 C/C RUA DAS FLORES COM RUA H D
400 C/C RUA X E
350 C/C RUA OLIVEIRAS E
400 C/C RUA Y D
300 C/C RUA DAS FLORES D
400 C/C RUA Z E
300 C/C RUA OLIVEIRAS E
ESQUEMA TÍPICO DE ITINERÁRIO DE COLETA
Início 
Coleta e Transporte de RSU
SIMBOLOGIA:
Precurso em serviço
Percurso em trânsito
Rua I
7 am
Rua II
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
Direção do tráfico
Percurso estimado:
3km
Término 9 am
Rua III
Rua IV
300 m
Rua V Rua VI Rua VII Rua VIII
300 m
ESQUEMA MELHORADO DE ITINERÁRIO DE COLETA
300 m
Rua I
300 m
Rua II
Coleta e Transporte de RSU
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
300 m300 m
Rua III
Rua IV
Rua V Rua VI Rua VII Rua VIII
ESQUEMA MELHORADO DE ITINERÁRIO DE COLETA
Percurso estimado
Percurso em trânsito
(não produtivo)
Itens
3.0 km
0.6 km
Esquema 
original
2.7 km
0.3 km
Esquema
Melhorado
Coleta e Transporte de RSU
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
(não produtivo)
N°; de voltas à direita
N°; de voltas à esquerda
N°; de voltas completas
7
5
1
9
2
0
Coleta e transporte de RSU
Rota com contenedores; Cochabamba,Bolivia
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
ESQUEMA MEJORADO DE RUTA DE RECOLECCION
Calle I
Calle II
Calle III
300 m
Roteiros de Coleta, Luanda, Angola
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
Calle IV
Calle V Calle VI Calle VII Calle VIII
300 m
Recorrido estimado
Recorrido en tránsito
(no productivo)
N°; de vueltas derechas
N°; de vueltas izquierdas
N°; de vueltas redondas
Items
3.0 km
0.6 km
7
5
1
Esquema 
original
2.7 km
0.3 km
9
2
0
Esquema
 Mejorado
Exemplo de Setorização 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
Professor: Álvaro Cantanhede
 Companhia Municipal de Limpeza Urbana - COMLURB 
Rua Major Ávila, 358 - Tijuca 
CEP. 20511-900 - Rio de Janeiro - RJ Brasil 
www.rio.rj.gov.br/comlurb - Atendimento ao cliente: (21) 2204-9999 - Teleatendimento ao empregado: 3978-9900 
 
 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
Gerência de Coleta Seletiva Gerência de Coleta Seletiva -- SGSSGS
Gerente: LIANE CANTANHEDE
Índice
1. Gestão de Resíduos Sólidos no Brasil
2. Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos
3. Modelos Institucionais
4. Legislação e Licenciamento Ambiental
5. Resíduos Sólidos: Origem, Definição, Características
6. Projeção das Quantidades de Resíduos Sólidos Urbanos
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
6. Projeção das Quantidades de Resíduos Sólidos Urbanos
7. Acondicionamento dos Resíduos Sólidos Urbanos
8. Coleta e Transporte dos Resíduos Sólidos Urbanos
9. Transferência de Resíduos Sólidos Urbanos
10.Limpeza de Logradouros Públicos
11.Recuperação de Recicláveis
12.Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos
13.Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos
ESTAÇÕES DE TRANSFERNCIA
DE RESÍDUOS SÓLIDOS MUNICIPAIS
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
74
DE RESÍDUOS SÓLIDOS MUNICIPAIS
Índice
1. Gestão de Resíduos Sólidos no Brasil
2. Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos
3. Modelos Institucionais
4. Legislação e Licenciamento Ambiental
5. Resíduos Sólidos: Origem, Definição, Características
6. Projeção das Quantidades de Resíduos Sólidos Urbanos
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
6. Projeção das Quantidades de Resíduos Sólidos Urbanos
7. Acondicionamento dos Resíduos Sólidos Urbanos
8. Coleta e Transporte dos Resíduos Sólidos Urbanos
9. Transferência de Resíduos Sólidos Urbanos
10.Limpeza de Logradouros Públicos
11.Recuperação de Recicláveis
12.Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos
13.Disposição Final de Resíduos Sólidos Urbanos
Limpeza de Logradouros Públicos
Tipos de serviços
• Varrição de sarjetas e logradouros
• Limpeza de ralos
• Capina
• Roçagem
• Limpeza de feiras livre, praças e praias
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
• Poda de árvores
• Limpeza de valas e canais
Limpeza de Logradouros Públicos
Varrição de sarjetas e logradouros
Fatores que interferem 
• Tipo de calçamento e estado de conservação do logradouro
• Uso predominante (residencial, comercial, etc.)
• Disponibilização de cestas coletoras
• Existência de arborização
• Intensidade do trânsito de veículos/estacionamento
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
• Circulação de pedestres
• Grau de educação sanitária e ambiental da população
Varrição de sarjetas e logradouros
Utensílios e equipamentos
• Vassoura
• Lutocar
• Pá, finco e rastelo
• Chave de ralo
• Cestas coletoras
• Garfo de 4 e 10 dentes
• Forcado de dez dentes
• Gadanho
Limpeza de Logradouros Públicos
Capina
Manual x Química
Manual
Ferramentas:
Enxada, Forcado, Ancinho, Pá 
quadrada, gadanho
Química
Utiliza herbicidas que devem ser 
empregados de acordo com as 
especificações do fabricantes e 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
quadrada, gadanho
Remoção
Carrinho de mão, saco plástico, 
contêiner plástico, caixa estacionária 
tipo Brooks
especificações do fabricantes e 
observadas as restrições legais e 
ambientais , sempre com orientação de 
um profissional da área
Deve ser utilizada sempre como um 
meio auxiliar e complementar à manual 
e aplicada em estrita observância das 
restrições/exigências legais e dos 
rótulos dos produtos.
Limpeza de Logradouros Públicos
Capina
Manual
VANTAGENS
•mão-de-obra comum
DESVANTAGENS
• demanda maior tempo para execução
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
•mão-de-obra comum
•método simples e conhecido
• oferece menos riscos ao meio
ambiente, geralmente associados à
processos erosivos pela remoção
inadequada da vegetação
• equipamentos e ferramentas de fácil
obtenção e manuseio
• demanda maior tempo para execução
• requer grande número de 
trabalhadores
Limpeza de Logradouros Públicos
Capina
Química
VANTAGENS
• demanda menor tempo e menos
trabalhadores
DESVANTAGENS
•mão-de-obra qualificada
•método específico e restritivo em 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
trabalhadores
• facilita a remoção da vegetação (seca
• rapidamente)
• se bem executada (técnica e produto
adequados)
• oferece baixo risco ao meio ambiente
•método específico e restritivo em 
muitos casos sendo sempre um meio 
auxiliar
• oferece riscos ao meio ambiente se 
executada em desconformidade com os 
requisitos técnicos 
• equipamentos e ferramentas 
requerem diversos cuidados no 
manuseio, limpeza e manutenção
Limpeza de Logradouros Públicos
Roçagem
Manual x Mecânica
Manual
Mecânica
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede
Manual
FERRAMENTAS:
Foice, Forcado, Ancinho, Rastelo
EQUIPAMENTOS:
Ceifadeira Costal, Ceifadeira Lateral, 
Trator Ceifadeira, Trator Ceifadeira 
Lateral, Trator agrícola com 
implemento para roçagem
Índice
1. Gestão de Resíduos Sólidos no Brasil
2. Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos
3. Modelos Institucionais
4. Legislação e Licenciamento Ambiental
5. Resíduos Sólidos: Origem, Definição, Características
6. Projeção das Quantidades de Resíduos Sólidos Urbanos
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.