A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
136 pág.
RECOMENDAÇÕES PARA TERAPIA ANTI-RETROVIRAL EM ADULTOS INFECTADOS PELO HIV

Pré-visualização | Página 36 de 50

Anfotericina.B: maior risco de 
mielotoxicidade (monitorar).
Claritromicina: reduz níveis séricos de 
AZT (considerar intervalo mínimo de 
duas horas).
Clotrimoxazol: mielotoxicidade 
(monitorar).
Dapsona: mielotoxicidade (monitorar).
Doxorrubicina: reduz eficácia e 
aumenta mielotoxicidade (evitar co-
administrar).
Estavudina: Contra-indicado uso 
concomitante (antagonismo).
Fenitoína: pode haver redução de 
níveis séricos de ambas as drogas.
Fluconazol: risco de maior toxicidade 
de ambas as drogas.
Ganciclovir,.valganciclovir,.cidofovir,.
pirimetamina,.citostáticos,.
sulfadiazina: ↑ mielotoxicidade 
(monitorar).
Interferon: maior mielotoxicidade (não 
associar).
Metadona: aumenta níveis séricos de 
AZT (maior toxicidade).
Probenecida: ↑ níveis séricos de AZT 
(monitorar ou evitar co-administrar).
Ribavirina: inibe a fosforilação do AZT 
(não co-administrar).
Tabela.8
Drogas.que.não.devem.ser.usadas.juntamente.com.anti-retrovirais.Inibidores.de.Protease.(IP).ou.Inibidores.de.Trans-
criptase.Reversa.Não-Análogos.de.Nucleosídeos.(ITRNN).-.Parte.1/2
Medicamento (1)
Bloqueador 
do canal de 
cálcio
Cardíaco
Agentes 
redutores de 
lipídios
Anti-mico-
bacterianos (2)
Anti-
histamíni-
cos (7)
Medicamentos 
gastrintestinais (7)
Inibidores de Protease
Amprenavir(8).
e.
Fosemprenavir
Bepridil (Nenhum)
Sinvastatina
Lovastatina 
Rifampicina
Astemizol
Terfenadina 
Cisaprida 
Atazanavir Bepridil (Nenhum)
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Inibidores da bomba 
de prótons
Darunavir (Nenhum) (Nenhum)
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Indinavir (Nenhum) Amiodarona
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Guia de Tratamento�0
Lopinavir.+.
Ritonavir
(Nenhum)
Flecainida
Propafenona
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina (4)
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Nelfinavir (Nenhum) (Nenhum)
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Ritonavir Bepridil
Amiodarona
Flecainida
Propafenona
Quinidina
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Saquinavir (Nenhum) (Nenhum)
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina
Rifabutina(3)
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Tipranavir Bepridil 
Amiodarona
Flecainida
Propafenona
Quinidina
Sinvastatina
Lovastatina 
Rifampicina
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Inibidores de Transcriptase Reversa Não-Análogos de Nucleosídeos
Delavirdina (Nenhum) (Nenhum)
Sinvastatina
Lovastatina
Rifampicina
Rifabutina
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Bloqueadores de H2
Inibidores da bomba 
de prótons
Efavirenz. (Nenhum) (Nenhum) (Nenhum) Rifapentina(2)
Astemizol
Terfenadina
Cisaprida
Nevirapina (Nenhum) (Nenhum) (Nenhum) Rifampicina (Nenhum) (Nenhum)
Tabela.8
Drogas.que.não.devem.ser.usadas.juntamente.com.anti-retrovirais.Inibidores.de.Protease.(IP).ou.Inibidores.de.Trans-
criptase.Reversa.Não-Análogos.de.Nucleosídeos.(ITRNN).-.Parte.2/2
Medicamento(1) Neurolépticos Psicotrópicos
Alcalóides ergot (vasocons-
tritores)
Ervas Outros
Inibidores de Protease
Amprenavir(8).
e.
Fosemprenavir
Pimozida 
Midazolam(5)
Triazolam 
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João
Delavirdina
Fluticasona
Contraceptivos 
orais
Atazanavir Pimozida
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina 
Erva-de-São-João
Fluticasona
Indinavir
Irinotecan
Darunavir Pimozida
Midazolam(5) 
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João
Carbamazepina
Fenobarbital
Fenitoína
Fluticasona(9)
Indinavir Pimozida
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João Atazanavir
Recomendações para Terapia Anti-retroviral em Adultos Infectados pelo HIV �1
Lopinavir.+.
Ritonavir
Pimozida
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João Fluticasona(9)
Nelfinavir Pimozida
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João
Ritonavir Pimozida
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João
Voriconazol 
(com RTV ≥ 
400mg BID)
Fluticasona(9)
Alfuzosin
Saquinavir Pimozida
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João
Suplementos de 
alho
Tipranavir Pimozida
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João
Fluticasona(9)
Inibidores de Transcriptase Reversa Não-Análogos de Nucleosídeos
Delavirdina (Nenhum)
Alprazolam
Midazolam(5) 
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João
Amprenavir
Fosamprenavir
Carbamazepina
Fenobarbital
Fenitoína
Efavirenz. (Nenhum)
Midazolam(5)
Triazolam
Dihidroergotamina
(DHE 45)
Ergotamina(6) (várias formas)
Ergonovina
Metilergonovina
Erva-de-São-João Voriconazol
Nevirapina (Nenhum) (Nenhum) (Nenhum) Erva-de-São-João
(1) Certos medicamentos listados são contra-indicados com base em considerações teóricas. Portanto, medicamentos com baixos índices terapêuticos e 
suspeita de envolvimento metabólico com P450-3A, �D6, ou reações desconhecidas estão incluídos nesta tabela. Interações efetivas podem ou não ocorrer 
entre os pacientes.
(�) Pacientes com HIV tratados com rifapentina têm uma taxa mais alta de reincidência de TB dos que os tratados com outros esquemas baseados na rifamicina; 
recomenda-se um agente alternativo.
(3) A rifabutina somente pode ser usada com saquinavir quando combinada com ritonavir.
(4) Em um pequeno estudo, doses mais altas de RTV (300mg BID adicionais) ou uma dose dupla de LPV/RTV compensam a atividade indutora de rifampina 
do LPV. Observou-se que �8% dos sujeitos descontinuaram o uso devido a aumentos em LFTs. A segurança dessa combinação ainda está sob avaliação. São 
necessários estudos posteriores.
(5) O midazolam pode ser usado com cautela como dose única e ministrado em uma situação monitorada para procedimento de sedação.
(6) Este é provavelmente um efeito de classe.
(7) O astemizol e a terfenadina não são mais comercializados nos EUA O fabricante da cisaprida tem um protocolo de acesso limitado para pacientes que 
preenchem critérios clínicos específicos de elegibilidade. 
(8) Cada ml de solução oral de amprenavir contém 46 UI de vitamina E. Os pacientes devem ser orientados a evitar doses suplementares de vitamina E. Produtos 
polivitamínicos contendo doses mínimas de vitamina E são aceitáveis.
(9) O uso concomitante de fluticasona e ritonavir resulta em concentrações significativamente reduzidas de cortisol sérico. A co-administração de fluticasona 
e ritonavir ou qualquer esquema contendo IP com incremento de ritonavir não é recomendado, a menos que o potencial benefício compense o risco de efeitos 
colaterais sistêmicos do corticosteróide. A fluticasona deve ser usada com cuidado, devendo-se considerar alternativas mesmo quando ministrada com IP não 
incrementado.
Guia de Tratamento�2
Interações entre anti-retrovirais, álcool 
e outras drogas
É comum que pessoas que estão em Terapia Anti-
Retroviral (TARV) façam uso de substâncias psicoati-
vas (álcool ou drogas) e medicamentos utilizados sem 
orientação médica.
Embora a interrupção do uso de álcool e de outras 
drogas seja desejável para quem usa TARV, nem sem-
pre isso acontece. Portanto, para adequado manejo 
da TARV nessas circunstâncias é necessário não ne-
gligenciar esse tema junto ao paciente, abordando-o 
diretamente.
Para uma adequada orientação, é necessário conhe-
cer os riscos das possíveis interações com a TARV. Para 
isso, assim como em relação aos medicamentos em 
geral, é necessário conhecer a metabolização de álcool,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.