Constituições - Resumo - História do Direito Brasileiro
5 pág.

Constituições - Resumo - História do Direito Brasileiro


DisciplinaHistória do Direito Brasileiro12.187 materiais307.195 seguidores
Pré-visualização1 página
Constituição de 1824
Outorgada;
Quatro poderes (Poder moderador \u2013 Pessoal e exclusivo do próprio Imperador, assessorado pelo Conselho de Estado (vitalício e nomeado pelo Imperador));
Voto censitário, masculino (homens livres), indireto e aberto;
Semi-rígida (única constituição brasileira);
Estado confessional (religião oficial: católica) \u2013 não proibia a prática de cultos domésticos das demais religiões, porém era proibida a construção de templos que não fossem da Igreja Católica;
Estado não se diferenciava da religião;
STJ \u2013 Tribunal maior e mais importante da época, com Magistrados nomeados pelo Imperador;
Humanizou a pena de morte: extinguiu as penas de esquartejamento vivo, esquartejamento depois da morte, exposição pública do corpo e fogueira;
Embasou-se nas ideias de Benjamin Constant;
A pena de morte foi aplicada pela ultima vez no Brasil em 1890, antes de ser extinta;
Princípio da anterioridade \u2013 Nullum Crimen/ Nulla pena sine legem \u2013 A lei precisa ser anterior ao crime;
Definiu o governo como monárquico, constitucional, hereditário e representativo;
Território brasileiro dividido em províncias administradas por presidentes nomeados pelo Imperador;
Estava excluído de votar e ser eleito Deputado que não professasse a religião do Estado;
Tempo de mandato: Senador \u2013 vitalício e nomeado; Deputados: 4 anos e eleito;
Constituição de 1891
Promulgada;
Províncias tornaram-se Estados;
Voto direito, aberto, masculino, \u201duniversal\u201d (apesar do voto ser considerado universal, não podiam votar os mendigos e analfabetos (em sua maioria os ex-escravos), religiosos sujeitos a voto de obediência, os praças);
São inelegíveis aqueles que também não podem votar;
Poderes independentes e harmônicos entre si ;
Tripartite: Executivo \u2013 Presidente da República : Mandato de 4 anos, não era possível a reeleição para período subsequente;
Legislativo \u2013 Deputados: eleitos em quantidade proporcional à população;
 - Senadores: eleitos pelo período de 9 anos; 
Influenciada pela Constituição norte-americana;
Apesar de já existente desde a época do Império, o Habeas Corpus passou a ser remédio constitucional;
Constituição rígida;
Estado laico \u2013 inexistência de religião oficial;
Cemitérios passam a ser do domínio do Estado;
Estabeleceu a forma Federativa de Estado e a República como forma de governo;
Proibição ao curandeirismo, espiritismo e cartomancia;
Reconhecimento do casamento civil com celebração gratuita;
Abolição da pena de morte;
Constituição de 1934
Promulgada;
Voto direto, universal, secreto e feminino (somente mulheres que exercessem função pública);
Tripartição dos poderes;
Rígida;
Estado laico;
O Legislativo passa a ser unicameral;
Inspirada na Constituição de Weymar;
Previsão de Sindicatos, previdência social e rol de direitos trabalhistas;
Ampliação dos remédios constitucionais (Mandado de segurança e Ação popular);
Foi suprimido o cargo de vice-presidente;
O casamento religioso passa a ter efeitos civis;
Direito à propriedade com caráter social;
Criou a Justiça do Trabalho e Eleitoral;
Criada no 1º governo de Getúlio Vargas;
Constituição de 1937
Outorgada;
Autoritária \u2013 \u201cConstituição Polaca\u201d- Inspirada na Constituição da Polônia;
Previa a pena de morte para crimes políticos \u2013 cometidos por motivos políticos e contra o Estado;
Tripartição dos Poderes \u2013 Com concentração de poderes no Executivo;
Pretendia ser Cesarista, ou seja, deveria ter havido um plebiscito para a sua aprovação, porém como o mesmo não aconteceu, ela foi considerada outorgada;
Restrição de Direitos individuais;
Quebrou-se a autonomia das entidades federadas;
As funções legislativas eram desenvolvidas pela Câmara dos Deputados (eleito por voto direto) e pelo Conselho Federal (Antigo senado federal \u2013 eleito indiretamente);
Considerou o Presidente da República a \u201cautoridade suprema\u201d do Estado com absoluta imunidade penal;
Suprimiu uma série de Direitos e garantias fundamentais, entre eles, a Ação popular e Mandado de Segurança;
Manteve extinto o cargo de Vice-presidente da república;
O prefeito municipal passou a ser nomeado pelo Governador do Estado;
Eliminou a Justiça Federal de 1º instância;
Restaurou a pena de morte;
Palavra chave: Estado Novo;
Constituição de 1946
Instabilidade política, ou seja, os presidentes não completavam seus mandatos políticos;
Guerra fria: Capitalismo (Estados Unidos) X Socialismo (União Soviética) \u2013 Contribuiu para a instabilidade política;
Queremismo \u2013 Movimento que as pessoas foram às ruas pedindo que Getúlio voltasse ao poder;
Promulgada;
Getúlio Vargas participou da sua elaboração;
Não houve muita modificação, pois os elaboradores faziam parte também da CF/87;
As constituições de 1891 e 1934 serviram de modelo para elaboração desta constituição.
Direitos individuais.
Direito a greve.
Divisão de três poderes: Executivo (Presidente e Vice-Presidente), Legislativo (Senado, Câmera de Deputados) e Judiciário(Juízes federais, estaduais e etc.).
O Vice-Presidente também era o Presidente do Senado.
Criação das CPI\u2019s.
Obrigatoriedade do alistamento eleitoral (Voto obrigatório).
Principio da ubiquidade do Direito: previa que nenhuma lei podia proibir o acesso ao judiciário.
Restauração do Bicameralismo: Câmera dos Deputados e Senado.
Reintrodução da figura do Vice-Presidente da República, a quem era competida a presidência do Senado.
Reintrodução do Mandado de Segurança e Ação Popular.
Constituição de 1967
Outorgada;
O Judiciário só era acessado após esgotarem-se todas as vias administrativas;
Preocupação com a \u201cOrdem e a Seguridade social\u201d;
Continuavam os 3 Poderes, destacando-se o Executivo;
Retrocesso em matéria de Direitos humanos;
Fortaleceu o Poder Executivo, cujo chefe seria eleito por um Colégio Eleitoral, e teria poderes imensos;
Eleições indiretas para presidente e Governadores.
Os prefeitos das capitais e dos Municípios seriam nomeados pelos Governadores, por segurança nacional;
As garantias da Magistratura estavam suspensas, portanto, os juízes poderiam ser aposentados, demitidos ou humilhados;
Criação da Lei da Imprensa;
O DF deixou de ter representatividade junto à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal;
Instituída pelo AI 4;
Buscou institucionalizar e legalizar o regime militar, aumentando a influência do Poder Executivo sobre o Legislativo e Judiciário;
Confere somente ao Executivo o poder de legislar em matéria de segurança e orçamento;
Estabelece eleições indiretas para presidente, com mandato de cinco anos;
Restringe ao trabalhador o direito de greve;
Emenda Constitucional de 1969
Outorgada pela junta militar que assumiu o Poder no período em que o Presidente Costa e Silva encontrava-se doente;
Estabelecimento de eleições indiretas para o cargo de Governador de Estado;
Ampliação do mandato presidencial para cinco anos;
Extinção das imunidades parlamentares;
Instituição da pena perpétua e da pena de morte;
A partir dela é que o Estado brasileiro passou a ser chamado de República Federativa do Brasil;
Constituição de 1988
Inaugurou um novo regime político: a democracia semidireta ou participativa;
Reduziu as competências do Poder Executivo, ampliando de modo significativo as do Legislativo e Judiciário;
Criou novos Estados, transformando e extinguindo Territórios Federais;
Extinguiu o TRF (Tribunal Federal de Recursos), criando o STJ (Superior Tribunal Federal);
Criou o Mandando de Injunção, Mandado de Segurança coletivo, Habeas Data, Ação de Inconstitucionalidade por omissão e, com a EC nº 03/93, a Ação declaratória de Inconstitucionalidade.
Substituiu os Decretos-leis pelas Medidas provisórias;
Ampliação e fortalecimento das garantias dos direitos individuais e das liberdades públicas;
Retomada do regime representativo, presidencialista e federativo.
Destaque para a defesa do meio ambiente e do patrimônio cultural da nação.
Garantia do direito de voto aos analfabetos e aos maiores de 16 anos (opcional) em eleições livres e diretas, para todos os níveis, com voto universal, secreto e obrigatório.