A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
C2 - CUIDADOS DE ENFERMAGEM NO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO

Pré-visualização | Página 2 de 3

em maior risco de complicações cardiovascular e respiratórias
· Apneia obstrutiva do sono: paciente com maior risco de complicação respiratória em caso de anestesia geral (precisa ser monitorado também no pós-operatório)
· Desequilíbrio hídrico e eletrolítico: risco de piora devido anestesia
· Gravidez:
· Idade: recém-nascido e idoso tendem a ter mais toxicidade ao anestésico
· Antibióticos: potencializa alguns anestésicos
· Antiarritmicos: interfere na anestesia e diminui a F.C.
· Anticoagulante: parar antes da cirurgia para o paciente não sangrar
· Anticompulsivante: interação com anestésico
· Antihipertensivo: tendência a hipotensão
· Corticoide: reduz a resposta anti-inflamatória do paciente. Parar 24h antes da cirurgia
· Insulina: pode reduzir glicose do paciente
· Diurético: tendência a hipotensão (evitar furosemida por causar perda de potássio)
· Antiinflamatório: interfere na agregação plaquetária. Plaquetas não funcionam e o paciente pode sangrar na mesa de cirurgia
· Fitoterápicos: chás à base de alho interferem na agregação plaquetário = paciente sangra e podem competir com anestésicos
· Alergia medicamentosa
· Alergia alimentar
· Alergia ao látex: sonda deve ser de silicone e luvas devem ser de outro material pra não causar choque anafilático
· Tabagismo: maior chance de problema respiratório. Parar 48h antes
· Ingestão de álcool e substâncias: interfere na parte hepática
· Fontes de apoio: família, amigos, equipes de saúde da família.
· Ocupação: afastamento do trabalho, necessidade de repouso e pausas.
· Avaliação de dor pré-operatória: conversar com o paciente estratégias de dor que dão certo pra ele
· Revisão da saúde emocional
· Cultura e religião: algumas religiões não permitem fazer reposição de sangue (buscar saber antes). É resguardado o direito do paciente;
EXAMES SOLICITADOS AO PACIENTE 
· Hemograma completo, eletrólitos séricos, estudo de coagulação, creatinina sérica, exame de urina e glicose;
· Pacientes >40 anos: eletrocardiograma e radiografia de tórax
DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM
· Risco de desobstrução ineficaz das vias aéreas
· Ansiedade
· Medo
· Risco de volume de líquidos deficiente
· Risco de lesão perioperatória
· Conhecimento deficiente (especificar)
· Risco de mobilidade física prejudicada
· Náuseas
· Dor aguda
· Risco de recuperação cirúrgica retardada
IMPLEMENTAÇÃO
· CONSENTIMENTO INFORMADO:
· Criança: responsável assina
· Idoso: assina por si próprio ou seu responsável
· Paciente emergência: em parada, desacordado = consentimento em aberto
· PROMOÇÃO DA SAÚDE
· Orientações pré-operatórias para o paciente fazer no pós: instruções e exercícios pré-operatórios (tosse, respiração profunda, mudança de decúbito e exercícios de membros inferiores)
· Tosse: inspira e no final da expiração ele tosse (mobiliza secreção, reduzindo complicações respiratórias). Cirurgia de neuro e oftalmológico NÃO pode fazer isso, pois a tosse pode aumentar a pressão intracraniana e cirurgia ocular pode aumentar a pressão intraocular. 
· Mudança de decúbito e exercício de membro inferior: incentivar deambulação precoce + mudança de decúbito pra melhorar parte cardiovascular, respiratória, digestiva (retorno da peristalse). Exercício de membro inferior: fletir perna, esticar perna, dorsiflexão, flexão plantar.
· Idoso: assina por si próprio ou seu responsável
· CUIDADOS INTENSIVOS (24h antecedem o procedimento: pré operatório imediato)
· Preparação física: paciente com procedimento gastrointestinal deve ficar 12h em jejum completo;
Demais procedimentos: 08h sem ingestão de alimentos gordurosos, 4h sem ingestão láctea (se for criança com fórmula, 6h sem) e 2h sem ingestão de líquidos leves. Tudo isso é de acordo com a literatura. Na prática pede 12h em jejum para todos (iniciar às 22h). 
· Redução de risco de infecção do local cirúrgico: o tipo de contaminação da ferida depende se é uma cirurgia limpa, potencialmente contaminada (já pode sair um pouco de liquido), contaminada (pode sair mais líquido) ou infectada (sai líquido purulento). 
· Orientações ao paciente: banho (não pode lavar cabelo, pois o couro demora a secar); paciente com implante capilar deve ir à cirurgia sem o implante, pois o mesmo pode ser condutor de energia); unhas postiças/acrigel/fibra de vidro devem ser removidas, pois algumas podem ser condutoras de energia também; administração de antibióticos: precisa ser feita 60min antes do procedimento cirúrgico (cefasorina) 
· Prevenir incontinência intestinal e vesical: antigamente, todo paciente fazia. Hoje em dia, apenas cirurgias do trato gastrointestinal (clister). Sondagem/cateter vesical em caso de anestesia geral (paciente perde o controle miccional) e retirada logo após o procedimento cirúrgico.
· Promover conforto e repouso: avaliar a possibilidade da presença do acompanhante/familiar. IDOSO E CRIANÇA SEMPRE É AUTORIZADA A PRESENÇA! 
· Preparação no dia da cirurgia: higiene e vestimenta (paciente só vai pro centro cirúrgico com o capote/avental, sem peça íntima, sem chinelo); todas as próteses devem ser removidas (inclusive dentário); proteger objetos de valor; monitorar os sinais vitais; documentos importantes e resultados de exames devem acompanhar o paciente; administração de medicamentos (ex: ansiolíticos) pré-operatórios; eliminar a realização de procedimentos errados no local errado (por isso é importante manter os documentos relevantes e exames do paciente e realizar a checagem final)
FIM DA FASE PRÉ-OPERATÓRIA
FASE INTRAOPERATÓRIA
PRINCIPAIS DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM
· Risco de desobstrução ineficaz das vias aéreas
· Risco de volume de líquidos deficiente
· Risco de lesão perioperatória por posicionamento
· Risco de integridade da tissular prejudicada
IMPLEMENTAÇÃO 
· CUIDADOS INTENSIVOS
· Sensibilidade/alergia ao látex: TODOS da sala cirúrgica devem usar a luva específica;
· Posicionamento do paciente para a cirurgia: auxilia na colocação do paciente;
· Preparação física: antissepsia da pele
· Observação dos sinais vitais durante indução anestésica: seja ela geral, regional, local ou sedação consciente;
· Documentação dos cuidados intraoperatórios: ex: quantas ampolas foram utilizadas? Quantas compressas de gaze foram utilizadas e quantas saíram do paciente? Quantas pinças tinham no pré e no pós? 
FASE PÓS-OPERATÓRIA
RECUPERAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA IMEDIATA – fase 1	
Quando o paciente passa pelo procedimento cirúrgico, ele segue para a RPA (recuperação pós-anestésica) ou, caso dê algum problema, segue para o CTI. 
· AVALIAÇÃO DOS CUIDADOS PÓS-ANESTÉSICOS (NESSA ORDEM!)
· Função respiratória: profundidade, natureza da respiração, via aérea, nível de saturação do oxigênio: PRIMEIRO LUGAR!
· Função circulatória: verifica P.A, coloração da pele, pulso (frequência e ritmo)
· Sítio cirúrgico: verificar se há sangramento!
· Nível de consciência: capacidade do paciente de responder aos comandos. Está em 4º lugar porque o paciente vai voltando à consciência aos poucos devido à anestesia (utiliza a ESCALA/ESCORE DE ALDRETE)
· Temperatura: verificar se há hipotermia (complicação comum de pós-operatório);
· Drenos e cateteres
ESCALA/ESCORE DE ALDRETE
· Principais critérios: atividade física do paciente, respiração, circulação, consciência e saturação de oxigênio. 
	CRITÉRIO
	PARÂMETRO
	PONTUAÇÃO
	Atividade física
	Move os 4 membros
Move os 2 membros
Não move
	2
1
0
	Respiração
	Respira profundo e tosse
Dispnéia e respiração limitada
Apnéia (não respira)
	2
1
0
	Circulação
	PA até 20% alterada
PA de 20 a 49% alterada
PA acima de 50% alterada
	2
1
0
	Consciência
	Completamente desperto
Responde a chamado
Não responde
	2
1
0
	Saturação de oxigênio
	Mantém SaO2 > 92% com ar ambiente
Necessita O2 para manter SaO2 > 90% 
SaO2 < 90% com O2 de suplemento
	2
1
0
· AVALIAÇÃO PELA ESCALA DEVE SER FEITA NOS PRIMEIROS 5 MINUTOS, DEPOIS 15 MINUTOS, 30 MINUTOS, 45 MINUTOS, 60 MINUTOS E NA ALTA. Aguardar NO MÍNIMO 60 minutos para dar alta do RPA! Se ele não conseguir atingir os pontos até os 60 minutos ele deve ficar no RPA até atingir a pontuação mínima de 8! A única

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.