Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
32 pág.
SUÍNOS

Pré-visualização | Página 1 de 1

Téc. Manejo e Contenção
Curso Técnico em Veterinária
Viviane Ribeiro
CRMV – SP 22.166
SUINOCULTURA
Manejo Reprodutivo
• O suíno é um animal monogástrico que 
apresenta seu trato digestivo 
relativamente pequeno e com reduzida 
capacidade de armazenamento
Manejo Reprodutivo
• A alimentação suína se compõe basicamente 
de cereais, que tem como função fornecer ao 
animal energia e proteína. Destes, os mais
comuns são a 
cevada, o milho
e o trigo.
Manejo Reprodutivo
• SISTEMA REPRODUTIVO
Poliéstricas não estacionais: ciclo estral a cada 
21 dias 
• Puberdade: 6 a 7 meses
– Variações podem ocorrer devido o meio em que 
vive e a estímulos externo
Manejo Reprodutivo
Fases:
1. PRÓ ESTRO: 2 a 4 dias antes do cio
Edema e hiperemia da vulva
Secreção de consistência mucosa e aquosa
Agitação
Perda do apetite
Salta em outras porcas, mas não aceita que 
outras porcas saltem nela
Procura proximidade dos machos, mas não aceita 
a cobertura
Manejo Reprodutivo
Fases:
2. ESTRO: dura de 56 à 60 horas
 Imobilidade e postura típica na presença do 
macho: membros posteriores afastados, cabeça 
baixa e movimento das orelhas – “reflexo de 
tolerância ao macho”
Aceitação do salto e copula
 Imobilidade quando o tratador pressiona o lombo 
e flanco: “reflexo de tolerância ao homem”
Manifestando entre 10 a 12h e durando entre 24 a 36h
Manejo Reprodutivo
Fases:
3. PÓS ESTRO: 1 a 2 dias
 A fêmea recupera o apetite 
 Volta as atitudes normais 
 Não tolera mais a monta efetuada pelo macho ou o 
estímulo lombar aplicado pelo tratador.
• Cobertura:
1º cobertura: 18 a 24h pós inicio da tolerância ao macho
2º cobertura: 12h após 1º cobertura
Manejo Reprodutivo
• Monta/cobertura
Monta assistida
Sanidade do animais
Animais jovens X animais adultos
Compatibilidade estrutural entre os animais
Assepsia de instrumentos, caso utilizados
Piso das baias não escorregadios
Higienização da cavidade prepucial 
Ato dura entre 4 a 5 minutos
Manejo Reprodutivo
• Antecipação da Puberdade
Contato de fêmeas imaturas com cachaço
Estímulos visuais, olfativos e auditivos 
resultante do contato físico
Rotina diária entre 15 a 20 min
Fêmeas entre 150 e 160 dias
Macho maduro entre 9 e 12 meses
– Macho mais velho ou mais novo
Manejo Reprodutivo
Lotes entre 6 e 10 fêmeas
Lotes pequenos não surgem efeito desejado
Lotes grandes dificulta o contato físico com todas 
as fêmeas 
Supervisionar a atividade do cachaço com as 
leitoas
Manejo Reprodutivo
• Gestação: 115 a 120 dias
• Confirmação da gestação.
Passar com o macho com 42 dias, se ela não 
apresentar sinais de cio, as chances são 
grandes de gestação
Exames:
Doppler: 28 a 34 dias
Ultrassonografia: 19 dias
Manejo Reprodutivo
• Cuidados com a gestante
Alimentação de qualidade
Vermifugação: 60 dias antes do parto –
transmissão transplacentária
Transferência para baia maternidade 7 dias 
antes do parto para adaptação da nova 
estrutura
• Baia maternidade
Vazio sanitário de 5 dias
Adaptação ao tipo de piso
Troca de ração
Adaptação a temperatura: 18 a 24C
Manejo Reprodutivo
• Sinais que antecede ao parto
Colostro em gotas: 24h 
Colostro em jato: 6h
Flancos posteriores profundos
Ventre caído
Inquietação
Manejo Reprodutivo
• Leitões
Temperatura ambiente: 28 a 32C
Colostro mamar ate 24h
Leitegadas grandes dificulta a divisão do 
colostro
Marcação da ordem de nascimento e garantir 
a oportunidade entre todos de mamar o 
colostro
Cura do umbigo 
Manejo Reprodutivo
• Castração cirúrgica
Machos destinados ao abate
Prevenção de odor e sabor desagradável da 
carne
Fazer no máximo até o 7º dia de vida
Equipamentos e materiais limpos e 
desinfetados
Aplicação de produtos cicatrizantes na incisão
Observação de sinais de inflamação e infecção
Manejo Reprodutivo
• Transferência de Leitões
Transferência realizado entre 12 e 36h no 
máximo
Redistribuição da leitegada para garantir um 
teto por leitão
Diminuir as chances de marcação de território
Evitar problemas de estresse e mutilações 
entre a leitegada
Manejo Reprodutivo
• Desbastes dos Dentes
Desgaste dos caninos e primeiros pré molares
Diminuir o numero de leões nos tetos da 
porca
Diminuir lesões no face dos leitões - disputa 
por tetos
Diminuir o desconforto da matriz por conta de 
mordidas – movimentos bruscos que levam a 
morte por esmagamento
Manejo Reprodutivo
• Método
Alicate – fratura do dente
Micro esmeril – desgaste da porção inicial do 
dente
Ambos os métodos, expõe a dentina, porção 
sensível 
• Consequências
Se mal feito – procedimento doloroso e risco 
de infecções bucais
Manejo Reprodutivo
Pratica cada vez menos frequente e discutida nas 
granjas em razão da melhoria do MANEJO, pois 
normalmente não se observa este problema 
quando há leite suficiente para os leitões
Distribuição funcional
Controle de temperatura
Alimentação adequada
Observação do tratador sobre possíveis fatores 
que influenciam na disputa por tetos
Manejo Reprodutivo
• Corte da cauda
Medida preventiva à caudofagia, ou seja, 
canibalismo de cauda entre os leitões
Caudectomia até o 2º dia de vida
Facilita a cicatrização 
Secção do terço final da cauda
Instrumento que permite a secção e 
cauterização simultaneamente
Manejo Reprodutivo
• Marcação de orelha
Os leitões são marcados para facilitar o manejo, 
e identificação, o lote, e para efeito de registro.
O método mais utilizado 
é a mossagem, marcação
de piques nas orelhas.
Fazer assim que nascer
Manejo Reprodutivo
Brincos
Tatuagens
VR2
Slide 24
VR2 Viviane Ribeiro; 17/05/2021
Manejo Reprodutivo
Fase de aleitamento: nascimento ao desmame – 21,28 ou 35 
dias
Manejo Reprodutivo
Fase de recria ou creche: desmame até 70 dias
Manejo Reprodutivo
Fase de crescimento ou terminação: creche até 
próximo dos 150 dias
Manejo Reprodutivo
Manejo Reprodutivo
• Fases
Fase de aleitamento 
- Nascimento ao desmame – 21,28 ou 35 
dias
Fase de recria ou creche
- Desmame até 70 dias
Fase de crescimento ou terminação
- Creche até próximo dos 150 dias
Abate: entre 100 a 120 kg
Manejo Reprodutivo
Manejo Reprodutivo