A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
O que são formações do inconsciente? Por que e como o psiquismo utiliza desse processo?

Pré-visualização | Página 1 de 1

O que são formações do inconsciente? Por que 
e como o psiquismo utiliza desse processo? 
 
As formações do inconsciente são a consequência do jogo de forças que 
ocorre entre os conteúdos reprimidos e os mecanismos repressores. Dois 
exemplos de formações são os chistes (brincadeiras com fundo de verdade) e 
os atos falhos (“equívocos” em falas, ações e pensamentos). 
O psiquismo utiliza desse processo em função da pressão exercida pelas 
representações, que visam seu deslocamento para a consciência. Em outras 
palavras, as formações do inconsciente são uma forma de satisfazer a pulsão 
parcialmente, uma espécie de acordo entre as forças supracitadas. Caso as 
formações não fossem utilizadas como forma de ponte entre o inconsciente e a 
consciência, a expressão dos conteúdos reprimidos seria insuportável. 
Seguindo essa linha de raciocínio, as representações do inconsciente precisam 
ser metaforizadas para chegarem à consciência. Esse processo ocorre por meio 
da associação entre as representações de coisa (presentes no inconsciente) e 
as representações de palavra (presentes no pré-consciente). Dessa forma, se o 
material do inconsciente passa para o consciente sem as representações, um 
surto psicótico, ou transtorno dissociativo, é desencadeado.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.