PlanoDeAula_32
4 pág.

PlanoDeAula_32

Disciplina:Direito Penal I5.729 materiais355.082 seguidores
Pré-visualização1 página


	
			
			 Plano de Aula: Do Fato Típico. Resultado

			 DIREITO PENAL I

			

		

		
			Título

			Do Fato Típico. Resultado

			
			Número de Aulas por Semana

			
				
			

			Número de Semana de Aula

			
				9
			

 Tema

		 Iter Criminis. Resultado

		
		 Objetivos

		

O aluno deverá ser capaz de:

    ? Conhecer o plano de aula.

   ? Compreender a relevância da subsunção das normas penais aos preceitos   constitucionais.

     ? Reconhecer, por meio da análise do iter criminis, a distinção entre atos preparatórios e executórios.

     ? Compreender a natureza jurídica dos institutos da tentativa, arrependimento eficaz, desistência voluntária, arrependimento posterior e crime impossível.

  ? Diferenciar as espécies de tentativa e seus consectários para a dosimetria de pena.

 

       ? Solucionar as situações nas quais haja conflito entre os referidos institutos para fins de responsabilização penal.

   ? Aplicar os institutos previstos na parte geral do Código Penal aos crimes em espécie.

 ? Compreender a relevância do estudo prévio dos temas da aula por meio da resolução dos casos concretos propostos.

		
		 Estrutura do Conteúdo

	
I.                   Iter Criminis.

1.1. Atos de cogitação, preparação e execução - distinção.

1.2.Atos Preparatórios e Executórios- critérios de identificação do início de execução.

1.3 Consumação, Tentativa e Exaurimento. Caracterização do pós fato impunível.

2. Tentativa (conatus)

2.1 Conceito

2.2 Natureza Jurídica

2.3. Requisitos

2.4. Espécies

- Perfeita e imperfeita

- Branca e Cruenta

 3.5. Conseqüências para fins de Aplicação de Pena.

? Leia o art. 14, caput e parágrafo único, do Código Penal.

3. Desistência Voluntária e Arrependimento Eficaz:

      3.1 Conceito

      3.2 Natureza Jurídica

      3.3 Requisitos, semelhanças e distinções.

      3.4. Conseqüências na Tipicidade da Conduta. 

? Leia o art. 15, do Código Penal

    4. Arrependimento Posterior: 
      4.1 Conceito

      4.2 Natureza Jurídica; incidência

      4.3 Requisitos

      4.4 Distinção do instituto de Arrependimento Eficaz.

      4.5. Conseqüências para fins de Aplicação de Pena.

          - Distinção da circunstância atenuante genérica prevista no art. 65, III, alínea b, do Código Penal
    ? Leia os art. 16 e 65, III, alínea b, ambos do Código Penal.

4.Crime Impossível: 
   4.1Conceito

    4.2.Natureza jurídica

    4.3Teorias.

    4.4 Requisitos

    4.5.Conseqüências na Tipicidade da Conduta. 
  ? Leia o art. 17, do Código Penal

   5. Do Resultado

5.1.           Conceito de resultado para fins penais

5.2.           Distinção entre resultado naturalístico e normativo -conceito adotado pelo Código Penal.

5.3.           Classificação do Delito quanto ao resultado: material, formal e mera conduta.  

    ? Leia o art. 13, caput, do Código Penal.

Indicação Bibliográfica

- Leia o Capítulo XXVI - Crime Consumado e Crime Tentado, do livro: BITENCOURT, Cezar Roberto.Tratado de Direito Penal, conforme plano de ensino.

- Leia os art. 13, 14, 15, 16 e 17, todos do Código Penal.

 

	
	 Aplicação Prática Teórica

1) Bebeto e sua namorada Val foram a uma festa na casa de Bia. Durante a festa, sem que Val percebesse, Bebeto aproveita-se da distração de todos e subtrai um anel de ouro de Bia a fim de presenteá-lo a Val. Alguns dias após a festa Bebeto decide fazer uma surpresa a Val e lhe dá o referido anel. Entretanto, no momento em que Val coloca o anel no dedo o reconhece e, sem comentar nada com Bebeto decide devolvê-lo à amiga sem deixar indícios de que foi seu amado o responsável pelo furto. Desta forma, sob o pretexto de conversar sobre a festa Val combina um almoço na casa de Bia e ao chegar lá deixa o anel na pia do banheiro da amiga. Diante dos fatos narrados, com base nas leituras do material indicado no plano de aula e pelo seu professor, é correto afirmar que Bebeto não será responsabilizado pelo delito de furto, pois não houve lesão ao patrimônio de Bia, já que o anel foi devolvido por sua namorada?

 

2) Alonso, com evidente intenção homicida, praticou conduta compatível com a vontade de matar Betina. A partir dessa situação hipotética, assinale a opção correta: (34º Exame OAB/CESPE-UnB).

a) Caso Alonso interrompesse voluntariamente os atos de execução, caracterizar-se-ia desistência voluntária, e ele só responderia pelos atos já praticados.

b) Caso Alonso utilizasse os meios que tinha ao seu alcance para atingir a vítima, mas não conseguisse fazê-lo, ele só responderia por expor a vida de terceiro a perigo.

c) Caso Alonso fosse interrompido, durante os atos de execução, por circunstâncias alheias à sua vontade, não chegando a fazer tudo que pretendia para consumar o crime, não se caracterizaria a tentativa de homicídio, mas lesão corporal.

d) Caso Alonso não fosse interrompido e, após praticar tudo o que estava ao seu alcance para consumar o crime, resolvesse impedir o resultado, obtendo êxito neste ato, caracterizar-se-ia o arrependimento posterior, mas ficaria afastado o arrependimento eficaz.

 

3) Adalberto, auxiliar de enfermagem, durante uma festa, desejando provocar o aborto na sua ex-namorada Magnólia, a serve um drinque no qual contém grande quantidade de substância abortiva. Magnólia, após ingerir a bebida sente-se mal e pede carona a Adalberto que, prontamente aceita o pedido.  Durante o trajeto Adalberto, ao perceber que Magnólia ainda demonstra interesse por ele e, em decorrência da substância abortiva ingerida apresenta fortes dores abdominais, Adalberto decide levá-la rapidamente ao hospital mais próximo a fim de tentar evitar a consumação do delito inicialmente visado por ele. Ao chegar ao hospital Magnólia foi prontamente socorrida, uma vez que Adalberto era conhecido por todos no hospital. Após detalhados exames, Adalberto questiona a um dos médicos acerca da saúde de sua amada e de seu bebê, quando é surpreendido pela notícia de que Magnólia não se encontrava grávida, mas apenas sofrera um breve mal estar decorrente de alguma substância que ingerira na festa. Diante da situação narrada pode-se afirmar que a conduta de Adalberto caracterizará:

a) arrependimento eficaz;

b)desistência voluntária;

c) crime impossível;

d) aborto na forma tentada.

Â