A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
36716CHOQUE___exitus

Pré-visualização | Página 1 de 1

Curso Técnico de Enfermagem
Prof. Enfer. Eliane Cruz
Pós graduanda em Urgência e 
Emergência
CHOQUE
Um estado de extrema gravidade que 
coloca em risco a vida do paciente. 
CHOQUE
Dica: Em TODOS os tipos de choques ocorre a queda pressão
arterial e, consequentemente, um distúrbio na circulação de
sangue, afetando os órgãos e tecidos do corpo. Os outros sinais e
sintomas podem ser diferentes a depender da causa.
Técnico de Enfermagem
Técnico de Enfermagem
As principais causas do Choque dependem do mau funcionamento de 
uma das bases do tripé hemodinâmico: 
1. Diminuição dos fluídos do corpo;
2. Falha no bombeamento do coração; ou
3. Problemas nos vasos sanguíneos.
As principais causas do Choque 
Fonte: American Heart Association (AHA).
Manual do Curso de Basic Life Support,2016.
Técnico de Enfermagem
Uma das funções do sistema circulatório é
distribuir sangue com oxigênio e
nutrientes. Quando isso, por qualquer
motivo, deixa de acontecer e essa
condição não é revertida, ocorre o que
denominamos estado de choque.
O choque é a intensa redução da perfusão
com isquemia tecidual sistêmica,
causando um desequilíbrio entre a oferta
e a demanda de oxigênio, causando
hipóxia (falta de oxigênio). Se não
revertido leva a insuficiência circulatória
generalizada
Técnico de Enfermagem
Técnico de Enfermagem
•Inquietação ou ansiedade;
•Respiração rápida e superficial;
•Pulso rápido e fraco, Hipotensão;
•Pele fria, Sudorese, Palidez ou cianose;
•Enchimento capilar a cima de 2segundos.
•Midríase
•Sede; Náuseas e vômitos;
•Fraqueza, Tontura, Frio;
•Alteração do nível de consciência
ESTADO 
DE 
CHOQUE
Técnico de Enfermagem
Técnico de Enfermagem
Fonte: American Heart Association (AHA).
Manual do Curso de Basic Life Support,2016.
Técnico de Enfermagem
É provocado p ela perda de grandes volumes
de líquidos do corpo. Exemplos: hemorragias,
desidratação por diarréia, vômitos intensos
ou calor excessivo, perda de plasma causada
por queimaduras . Nesta situação, há uma
queda importante da pressão arterial
causando uma falha no sistema circulatório
incapaz de manter a pessoa viva.
CHOQUE HIPOVOLÊMICO 
Técnico de Enfermagem
•PAS < 90 mmHg (Redução grave da pressão arterial)
•PVC e PCP baixa (pressão venosa central, verificada na veia cava,
próxima ao átrio D estará reduzida, pois o volume sanguíneo está
baixo, as sim como há redução da pressão de oclusão da artéria
pulmonar)
•RVP elevada (A resistência vascular periférica representa os vasos
sanguíneos, se a está elevado quer dizer que está ocorrendo
vasoconstrição nos vasos sanguíneos periféricos, tentando
redistribuir o fluxo sanguíneo para coração e cérebro)
•Índice cardíaco baixo (Esse indicador é resultado do débito cardíaco
pelo peso do paciente e estará baixo pois o DC também está baixo)
No choque hipovolêmico encontramos:
Técnico de Enfermagem
Choque hipovolêmico: é 
causado pela redução 
acentuada do volume circulante 
no organismo, devido à perda 
de sangue (também chamado 
de choque hemorrágico), 
plasma(queimaduras,contusões 
e lesões traumáticas ) ou 
líquido (desidratação provocada 
por vômito ou diarréia).
RESUMINDO
(GUIMARÃES et al, 2009)
Técnico de Enfermagem
Esse tipo de choque é provocado pela perda 
de grandes volumes de líquidos do corpo. 
Exemplos: 
•hemorragias, 
•desidratação por diarréia, 
•vômitos intensos ou calor excessivo, 
•perda de plasma causada por queima duras. 
Nesta situação, há uma queda importante da pressão arterial causando 
uma falha no sistema circulatório incapaz de manter a pessoa viva.
Técnico de Enfermagem
Choque Cardiogênico
Técnico de Enfermagem
Dados hemodinâmicos no choque cardiogênico
Técnico de Enfermagem
Sinais e sintomas
Técnico de Enfermagem
Resumindo
Técnico de Enfermagem
Choque Obstrutivo
O choque obstrutivo pode ser definido 
como uma redução do débito cardíaco 
secundário a um inadequado enchimento 
ventricular. As principais causas de 
choque obstrutivo são o tamponamento 
pericárdico, a embolia pulmonar maciça e 
o pneumotórax.
Técnico de Enfermagem
•Anafilático
•Séptico
•Neurogênico
Técnico de Enfermagem
Choque Distributivo 
•Choque séptico é uma condição grave sendo
consequência da septicemia, ou seja, uma infecção
generalizada.
•É causado quando microrganismos lançam toxinas que
provocam uma dilatação dos vasos sanguíneos. O
volume de sangue torna-se insuficiente para preencher
o sistema circulatório dilatado.
•O choque séptico ocorre geralmente no ambiente
hospitalar e, portanto, é pouco observado pelos
socorritas.
Técnico de Enfermagem
Choque Séptico (Infecção)
Técnico de Enfermagem
No choque séptico as variáveis 
Hemodinâmicas e comportam 
dessa forma:
•PAS < 90 mmHg (pressão arterial baixa como todos os choques) 
•PVC normal ou baixa
•PCP baixa ou normal 
•RVP baixa (isso significa que ocorre vasodilatação)
•O choque séptico se comporta em 2 fases: choque quente e choque frio
Técnico de Enfermagem
Técnico de Enfermagem
Choque Vascular ou Neurogênico
Técnico de Enfermagem
Choque Anafilático (reação alérgica)
Choque anafilático é a consequência mais grave de uma re ação alérgica.
Pode ser desencadeado por medicamentos, picadas de insetos, alimentos
ou qualquer substância que cause alergia no indivíduo.
Nesta situação, a histamina liberada pelo corpo com o objetivo de
combater a alergia provoca uma reação em cadeia que estimula de forma
exagerada o sistema imunológico causando vasodilatação e,
consequentemente, colapso no sistema cardiorrespiratório
Técnico de Enfermagem
Choque Anafilático (reação alérgica)
Técnico de Enfermagem
Técnico de Enfermagem
Técnico de Enfermagem
Técnico de Enfermagem
“ O DESTINO DO TRAUMATIZADO ESTÁ NAS 
MÃOS DE QUEM FAZ O PRIMEIRO CURATIVO.”
Nicholas Senn, MD (1844-1908).

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.