A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Introdução à Farmacologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

Introdução à Farmacologia 
 É a ciência que estuda a ação de substâncias químicas em um organismo vivo 
o Tratamento: fármacos 
o Terapêutica: além de fármacos. Ex: fitoterápicos, duchas, acupuntura 
 Philipus Bombastus  Pai da farmacologia 
Conceitos básicos em farmacologia 
 Dose: quantidade a ser administrada de uma droga para produzir efeitos terapêuticos 
o Mínima, máximas, tóxica e letal 
 Posologia 
o Dose 
o Frequência (relacionada a meia vida do medicamento. (tempo que fica agindo no organismo) 
o Duração do tratamento 
 Principio ativo 
 Adjuvante: outras substancias presentes no medicamento, que não são ativas porém necessárias 
para fabricação 
o Antioxidantes/conservantes 
o Corantes 
o Edulcorantes (açúcares, sabor) 
o Desagregante (faz com que o medicamento degrade.; principio ativo liberado mais rápido) 
o Veiculo (veiculo mais oleoso; veiculo faz o medicamento agir mais tempo no corpo. Torna 
o fármaco de longa duração) 
o Excipiente (dá volume, ex: amido) 
 
Farmacodinâmica: 
 Estuda o mecanismo de ação do fármaco 
 Estruturalmente inespecíficos 
o Não depende de ninguém para agir, é autossuficiente, chega e desencadeia sua ação 
farmacológica. Só depende da solubilidade.. 
o Desinfetantes e anestésicos inalatórios 
 Estruturalmente específicos 
o Depende da estrutura físico química + LIGAÇÃO DO RECEPTOR ( não é autossuficiente) – 
o TODO O RESTO QUE NÃO É ANESTÉSICO INALATÓRIO E DESINFETANTE 
 ex: MORFINA (RECEPTOR MU) : cada medicamento tem um receptor dele mesmo, não é porque 
o medicamento é da mesma classe que ele vai ter o mesmo receptor 
 Ex: (omeprazol age inibindo a bomba de prótons com a finalidade de reduzir a produção de HCL) 
 AGONISTA: fármaco se liga ao receptor, o estimula e desencadeia uma resposta farmacológica 
esperada 
 ANTAGONISTA: fármaco se liga ao receptor e bloqueia o receptor/ a resposta farmacológica de 
outro medicamento  ANTÍDOTO OU REVERSOR 
 Ex: MORFINA É ANALGÉSICO ( da sono) – potencializa a ação do anestésico ( AGONISTA)  
NALOXONA ( ANTAGONISTA DE TODOS OS OPIÓIDES ) – os dois se ligam ao receptor MU, 
mas fazem efeitos contrários ( utilizam p acordar mais rápido) 
 
 
 
Farmacocinética: 
 estuda o movimento do fármaco no organismo 
 
o Absorção: o intestino delgado passa o comprimido da via oral para a corrente sanguínea 
(longo e altamente vascularizado); 
o Distribuição:medicamento na corrente sanguínea, pode estar livre ou ligada a albumina (não 
consegue sair da corrente sanguínea – reservatório do fármaco) 
o Metabolização: é biotransformado no fígado. Transforma fármacos em metabolitos (podem 
ser ativos ou inativos) para facilitar a excreção ou eliminação pelos rins 
o Prednisona é inativa > fígado ativa > se torna prednisolona 
o Eliminação

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.