A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ATIVIDADE 5 - Relatório O Papel da Educação Integral em Tempos de Crise por Natasha Costa (1)

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIP - Universidade Paulista
Licenciatura em Letras Português e Inglês
ATIVIDADE DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LETRAS
PRESENCIAL (ATIVIDADES ALTERNATIVAS)
Paloma Teixeira Hildebrando
RA: D32JFB-5
Campus: Vergueiro
São Paulo
2021
Relatório “O Papel da Educação Integral em Tempos de Crise” por Natasha
Costa
Este presente relatório tem como principal objetivo analisar os principais pontos do
episódio O Papel da Educação Integral em Tempos de Crise, da Psicóloga Natasha
Costa, diretora da Associação Cidade Escolar Aprendiz, membro da Comissão
Editorial de Educação em Tempo Integral da Fundaj/MEC e da Rede de Inovação e
Criatividade na Educação Básica, além de integrar o Programa Líderes
Transformadores da Educação da Fundação SM, que reúne educadores da
América Latina e Espanha.
Segundo John Dewey: “educação é processo, é desenvolvimento. Não é a
preparação para a vida, mas a própria vida”. Baseando-se nessa citação, diante do
cenário que estamos vivendo, em tempos de pandemia, fica evidente pensar a
educação para além do processo de escolarização. Reconhecer que, em meio a
tantas dúvidas e incertezas, estamos dando o nosso melhor para dar a amplitude e
a qualidade desejada às nossas ações educacionais, é o começo para atingir o
objetivo de minimizar os efeitos dessa crise.
Mas, é fato que devemos nos preocupar com o calendário escolar, com a
aprendizagem e com o alcance das nossas ações e intervenções para que não haja
defasagem em relação aos conteúdos, na manutenção do currículo previsto,
elaborar instrumentos de frequência e avaliação, nesse período e até pensar no
que fazer na volta às aulas.
Contudo, é importante considerar que essas preocupações deveriam ir além do
cunho estritamente escolar. É necessário estender um olhar mais amplo para os
estudantes, professores e famílias, especialmente na sua relação com o
conhecimento e com o mundo. Valorizar suas experiências vividas e sua
singularidade e respeitar as limitações de cada um, faz-se imprescindível diante das
condições adversas pelas quais estão e continuarão passando sem previsão de
término dessa jornada.
Dessa forma, pensar em diferentes formas de acolhimento, de auxílio e apoio aos
professores, às famílias e à comunidade, criando estratégias, também para atrair e
engajar os estudantes na vida escolar, sobretudo resguardando a sua saúde
mental, almejando um reencantamento com o futuro pós-pandemia, fortalece a
escola como espaço coletivo. Isso contribuirá de forma significativa para solidificar
os vínculos e por essa proximidade, contar com a participação de todos os atores
envolvidos na reconstrução da escola, considerando a formação integral dos
estudantes, ou seja, contemplando as dimensões: cognitiva, afetiva, ética, estética,
social, emocional, cultural e política.
E nessa multiplicidade de aspectos, na interação com o mundo, essencialmente
mediada pelo outro, pela linguagem e pelo contexto social é que ocorre a
aprendizagem destacando aqui, o papel relevante da Educação Integral, nesse
contexto.
Portanto, não serão as avaliações em grande escala, nem apenas a excessiva
preocupação com os conteúdos curriculares que objetivam acelerar aprendizagens
sem considerar o contexto, é que responderão às necessidades formativas do
século XXI, que hoje, se fazem emergentes. Mas sim, a Educação Integral.
Dessa forma, o Centro de Referências em Educação Integral, traz contribuições
bastante significativas, nesse sentido, apontando possíveis caminhos.
Elenca alguns aspectos a serem discutidos, a partir da pergunta central: Como
garantir que as políticas definidas neste período tenham em perspectiva os direitos
de todas as crianças, adolescentes, jovens e adultos?
Concluímos então, que redefinir objetivos, ouvir as famílias para conhecer suas
dúvidas, dificuldades, incertezas, anseios objetivando elaborar planejamentos
coerentes, conhecer a melhor forma de conexão via internet, com os estudantes, as
famílias e a comunidade, fazendo uso de grupos por WhatsApp, enviando
atividades por diferentes plataformas, que contemplem todas as dimensões da
Educação Integral, com atividades voltadas ao cognitivo, sim, mas também à arte,
ao corpo, ao movimento, à cultura, à estética, às emoções, à afetividade e etc.
constituem-se em ações importantes a serem desenvolvidas no momento atual,
mas que podem corroborar com o processo de elaboração de um novo currículo
adequado na volta às aulas. Nada será como antes!
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Webinar EP 40: O Papel da Educação Integral em Tempos de Crise (com Natacha
Costa). YouTube. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=fL8JAx8LkWw> Acesso em: 24, Agosto de
2021.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.