A maior rede de estudos do Brasil

Bioquimica

Qual a reação que ocorre entre o reagente  de biureto e as proteinas?

Bioquímica IUNOPAR

2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Dentre os métodos utilizados, situa-se o método do biureto, que é baseado na reação do sulfato de cobre em meio alcalino (reativo do biureto), com proteínas e peptídeos. O nome do método provém do fato de que a uréia aquecida dará reação positiva, com desprendimento de amônia.


O reativo de biureto é uma solução de sulfato de cobre (CuSO4) e tartarato duplo de sódio e potássio (KNaC4H4O6) que ao reagir com os íons cúpricos, forma um produto de coloração violáceo. Esse reativo é utilizado na identificação de compostos protéicos, pois as ligações existentes na molécula de biureto são semelhantes às ligações peptídicas na formação de proteínas.


A reação do biureto é positiva para proteínas e peptídeos com três ou mais resíduos de aminoácidos. A reação é também positiva para substâncias que contêm duas carbonilas (-CONH2) ligadas diretamente ou através de um único átomo de carbono ou nitrogênio. Dependendo da complexidade da proteína ou do peptídeo em questão, a cor do produto de reação a presença do biureto varia substancialmente: proteínas dão coloração violeta, peptídeos dão coloração rosa. Quanto maior for a quantidade de proteínas no meio maior será a intensidade de cor.

Fonte:

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfC5MAB/caracterizacao-proteinas

Dentre os métodos utilizados, situa-se o método do biureto, que é baseado na reação do sulfato de cobre em meio alcalino (reativo do biureto), com proteínas e peptídeos. O nome do método provém do fato de que a uréia aquecida dará reação positiva, com desprendimento de amônia.


O reativo de biureto é uma solução de sulfato de cobre (CuSO4) e tartarato duplo de sódio e potássio (KNaC4H4O6) que ao reagir com os íons cúpricos, forma um produto de coloração violáceo. Esse reativo é utilizado na identificação de compostos protéicos, pois as ligações existentes na molécula de biureto são semelhantes às ligações peptídicas na formação de proteínas.


A reação do biureto é positiva para proteínas e peptídeos com três ou mais resíduos de aminoácidos. A reação é também positiva para substâncias que contêm duas carbonilas (-CONH2) ligadas diretamente ou através de um único átomo de carbono ou nitrogênio. Dependendo da complexidade da proteína ou do peptídeo em questão, a cor do produto de reação a presença do biureto varia substancialmente: proteínas dão coloração violeta, peptídeos dão coloração rosa. Quanto maior for a quantidade de proteínas no meio maior será a intensidade de cor.

Fonte:

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfC5MAB/caracterizacao-proteinas

User badge image

Gabriel

Há mais de um mês

reagente de biureto é um reagente analítico feito de hidróxido de potássio (KOH) e sulfato de cobre (II) (CuSO4), junto com tartarato de sódio e potássio (KNaC4H4O6·4H2O). Este reagente de coloração azul torna-se violeta na presença de proteínas (mais especificamente, o reagente de biureto torna-se violeta ao reagir com íons cúpricos), e muda para rosa quando combinado com polipeptídeos de cadeia curta. A intensidade da coloração violeta varia de acordo com a concentração de proteínas na amostra analisada. O hidróxido de potássio não participa na reação, mas meramente provê um meio alcalino no qual a reação ocorre.

O reagente é comumente usado em um ensaio colorimétrico para a determinação de concentração de proteínas—tal como a espectroscopia UV/visível no comprimento de onda de 540 nm (para a detecção do íonCu2+).

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas