Como é o procedimento de arrecadação de bens de ausente, em caso de herança jacente?

na arrecadação de bens de ausente, após a sentença que declara a sucessão provisória, o CC dispõe que: Art. 28, § 2º: Não comparecendo herdeiro ou interessado para requerer o inventário até trinta dias depois de passar em julgado a sentença que mandar abrir a sucessão provisória, proceder-se-á à arrecadação dos bens do ausente pela forma estabelecida nos arts. 1.819 a 1.823 (herança jacente). Nesse caso, o procedimento da herança jacente é "dentro" do processo de arrecadação de bens? Ou se dá em autos apartados? Se for "dentro" da arrecadação de bens, converte-se o procedimento de arrecadação em herança jacente? E como faz depois, para declarar a sucessão definitiva? Converte de novo o procedimento? Sucessão provisória e sucessão definitiva são declaradas no processo de Arrecadação de Bens? Herança jacente e inventário são feitos também no processo de Arrecadação, ou em autos apartados? Estou com dúvidas em relação a essas minúcias do procedimento. Desde já agradeço a atenção.

#Jurisdição-voluntaria
#arrecadação-de-bens
#Ausente
#sucessão-definitiva
#sucessão-provisória
...
Disciplina:Direito Civil e Direito Processual Civil1.519 materiais