A maior rede de estudos do Brasil

Quais os principais precursores da psicologia social ?!

Psicologia Social

SÃO CAMILO


6 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Em 1895, o cientista social francês Gustave Le Bon (1841-1931) apresentou, em seu pioneiro trabalho sobre a Psicologia das Multidões, a proposição básica para o entendimento de uma psicologia social: sejam quais forem os indivíduos que compõem um grupo, por semelhantes ou dessemelhantes que sejam seus modos de vida, suas ocupações, seu caráter ou sua inteligência, o fato de haverem sido transformados num grupo, coloca-os na posse de uma espécie de mente coletiva que os fazem sentir, pensar e agir de maneira muito diferente daquela pela qual cada membro dele, tomado individualmente, sentiria, pensaria e agiria, caso se encontrasse em estado de isolamento [9: p. 18].

Em 1921, essa proposição e os argumentos de Le Bon para justificá-la serviu de base para o estudo sobre Psicologia de Grupo realizado por Sigmund Freud, uma neurologista e psicólogo austríaco.

A questão teórica de Le Bon, com quem Freud dialogou era "massa", não "grupo". Um problema de tradução entre o alemão e o inglês fez com que surgisse o termo "grupo" em Freud, embora não haja evidências de que o mesmo tenha se preocupado com esta questão.


No Brasil, o principal precursor da Psicologia Social foi Aroldo Rodrigues, nascido no Rio de Janeiro em 1933. Aroldo Rodrigues é um psicólogo social, atualmente professor da California State University, Fresno, e um dos primeiros psicólogos brasileiros a escrever sobre o tema.

Dedica-se ao estudo das leis gerais do comportamento social humano. Dentre essas leis, estão as atitudes, o poder social e a atribuição de causalidade. Nos últimos anos, suas pesquisas têm-se concentrado em descobrir as atribuições que seguem ao comportamento de obediência resultante de diferentes tipos de influência social.

Segundo Aroldo Rodrigues, "a psicologia social é uma ciência básica que tem como objeto de estudo as manifestações comportamentais suscitadas pela interação de uma pessoa com outras pessoas, ou pela mera expectativa de tal interação. A influência dos fatores situacionais no comportamento do indivíduo frente aos estímulos sociais".


Resumidamente, alguns dos principais precursores da Psicologia Social são: Gustave Le Bom, Sigmund Freud e Aroldo Rodrigues.

Em 1895, o cientista social francês Gustave Le Bon (1841-1931) apresentou, em seu pioneiro trabalho sobre a Psicologia das Multidões, a proposição básica para o entendimento de uma psicologia social: sejam quais forem os indivíduos que compõem um grupo, por semelhantes ou dessemelhantes que sejam seus modos de vida, suas ocupações, seu caráter ou sua inteligência, o fato de haverem sido transformados num grupo, coloca-os na posse de uma espécie de mente coletiva que os fazem sentir, pensar e agir de maneira muito diferente daquela pela qual cada membro dele, tomado individualmente, sentiria, pensaria e agiria, caso se encontrasse em estado de isolamento [9: p. 18].

Em 1921, essa proposição e os argumentos de Le Bon para justificá-la serviu de base para o estudo sobre Psicologia de Grupo realizado por Sigmund Freud, uma neurologista e psicólogo austríaco.

A questão teórica de Le Bon, com quem Freud dialogou era "massa", não "grupo". Um problema de tradução entre o alemão e o inglês fez com que surgisse o termo "grupo" em Freud, embora não haja evidências de que o mesmo tenha se preocupado com esta questão.


No Brasil, o principal precursor da Psicologia Social foi Aroldo Rodrigues, nascido no Rio de Janeiro em 1933. Aroldo Rodrigues é um psicólogo social, atualmente professor da California State University, Fresno, e um dos primeiros psicólogos brasileiros a escrever sobre o tema.

Dedica-se ao estudo das leis gerais do comportamento social humano. Dentre essas leis, estão as atitudes, o poder social e a atribuição de causalidade. Nos últimos anos, suas pesquisas têm-se concentrado em descobrir as atribuições que seguem ao comportamento de obediência resultante de diferentes tipos de influência social.

Segundo Aroldo Rodrigues, "a psicologia social é uma ciência básica que tem como objeto de estudo as manifestações comportamentais suscitadas pela interação de uma pessoa com outras pessoas, ou pela mera expectativa de tal interação. A influência dos fatores situacionais no comportamento do indivíduo frente aos estímulos sociais".


Resumidamente, alguns dos principais precursores da Psicologia Social são: Gustave Le Bom, Sigmund Freud e Aroldo Rodrigues.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Em 1895, o cientista social francês Gustave Le Bon (1841-1931) apresentou, em seu pioneiro trabalho sobre a Psicologia das Multidões, a proposição básica para o entendimento de uma psicologia social: sejam quais forem os indivíduos que compõem um grupo, por semelhantes ou dessemelhantes que sejam seus modos de vida, suas ocupações, seu caráter ou sua inteligência, o fato de haverem sido transformados num grupo, coloca-os na posse de uma espécie de mente coletiva que os fazem sentir, pensar e agir de maneira muito diferente daquela pela qual cada membro dele, tomado individualmente, sentiria, pensaria e agiria, caso se encontrasse em estado de isolamento [9: p. 18].

Em 1921, essa proposição e os argumentos de Le Bon para justificá-la serviu de base para o estudo sobre Psicologia de Grupo realizado por Sigmund Freud, uma neurologista e psicólogo austríaco.

A questão teórica de Le Bon, com quem Freud dialogou era "massa", não "grupo". Um problema de tradução entre o alemão e o inglês fez com que surgisse o termo "grupo" em Freud, embora não haja evidências de que o mesmo tenha se preocupado com esta questão.


No Brasil, o principal precursor da Psicologia Social foi Aroldo Rodrigues, nascido no Rio de Janeiro em 1933. Aroldo Rodrigues é um psicólogo social, atualmente professor da California State University, Fresno, e um dos primeiros psicólogos brasileiros a escrever sobre o tema.

Dedica-se ao estudo das leis gerais do comportamento social humano. Dentre essas leis, estão as atitudes, o poder social e a atribuição de causalidade. Nos últimos anos, suas pesquisas têm-se concentrado em descobrir as atribuições que seguem ao comportamento de obediência resultante de diferentes tipos de influência social.

Segundo Aroldo Rodrigues, "a psicologia social é uma ciência básica que tem como objeto de estudo as manifestações comportamentais suscitadas pela interação de uma pessoa com outras pessoas, ou pela mera expectativa de tal interação. A influência dos fatores situacionais no comportamento do indivíduo frente aos estímulos sociais".


Resumidamente, alguns dos principais precursores da Psicologia Social são: Gustave Le Bom, Sigmund Freud e Aroldo Rodrigues.

User badge image

Maria Santana Cavalcante

Há mais de um mês

Gustav Le Bom, Sigmund Freud e Arolodo Rodrigues.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas