A maior rede de estudos do Brasil

Gente alguém sabe o exame físico da cabeça, passo a passo?

As etapas do procedimento , passo a passo. Alguém pode me ajudar? 


6 resposta(s)

User badge image

Aline

Há mais de um mês

exame fisico :

sentido do exame fisico , será realizado no paciente no sentido cefalo podalico ou caudal ,da cabeça aos pés.

vc tem que entender a ordem do exame fisíco:

começando a iniciar pela cabeça , pescoço , torax , e genitalias , MMSS,MMII. observa- se do exame fisico cabeça será dividida couro cabeludo e face.

vou te enviar uns topicos e vc pesquisa porque e muito grande mais vc pesquisa esses topicos estou te dando de bandeja.

couro cabeludo, a pupila , isocoria

anisocoria

escleroticas

ictericia

pavilhão auditivo

fossas nasais

cavidade abdominal

pescoço

torax

simetria do torax expanção da caixa presença de lesão auculta pulmonar

peritaltismo

hidroaereo

MMII

região anal

SSVV

e  isso espere que vc goste

 

 

exame fisico :

sentido do exame fisico , será realizado no paciente no sentido cefalo podalico ou caudal ,da cabeça aos pés.

vc tem que entender a ordem do exame fisíco:

começando a iniciar pela cabeça , pescoço , torax , e genitalias , MMSS,MMII. observa- se do exame fisico cabeça será dividida couro cabeludo e face.

vou te enviar uns topicos e vc pesquisa porque e muito grande mais vc pesquisa esses topicos estou te dando de bandeja.

couro cabeludo, a pupila , isocoria

anisocoria

escleroticas

ictericia

pavilhão auditivo

fossas nasais

cavidade abdominal

pescoço

torax

simetria do torax expanção da caixa presença de lesão auculta pulmonar

peritaltismo

hidroaereo

MMII

região anal

SSVV

e  isso espere que vc goste

 

 

User badge image

Rômulo

Há mais de um mês

Olá Liliana,

No caso você quer saber especificamente a cabeça, não é? Estou acostumado a lidar com exame físico céfalo-caudal. Porém se "isolarmos" só a cabeça, creio que o mais importante se trata do nível de consciência. Vou tentar colocar um passo-a-passo bem pessoal, aberto à sugestões. :)

1 - Nível de consciência - creio que seja um dos quesitos mais importantes em enfermagem clínica. Somente trocaria a ordem se estivessemos em emergência que ai utilizaríamos a sequência CAB (acrônimo do Inglês que em uma tradução equivalente seria Circulação, Abertura de vias Aéreas, Boa ventilação). Ok então. Se avaliamos o nível de consciência e o paciente não está parando, poderíamos ver também:

2 - Responsividade - tem íntima ligação com o nível de consciência. Porém refere-se a forma como o paciente "atende" (ou não) ao chamado. Me baseio um pouco na Evolução de Enfermagem, por exemplo, em que avaliamos: Cliente (ou paciente) lúcido (ou outro nível de consciência) orientado (ou outra responsividade).

Bem, aqui viria a motricidade, ou seja, se ele deambula, se está restrito ao leito. Porém voltando para o exame físico específico da cabeça, você pode também checar se o paciente está midriático, como reage ou não a pupila do paciente, os dentistas concordarão com o que vou dizer agora, a saúde começa pela boca, verificar como está a boca deste cliente, por exemplo, uma "boca suja" em caso de que o paciente/cliente necessite de um TOT (entubação orotraqueal) dificulta bastante para o médico e é de responsabilidade da enfermagem. Portanto também os devidos cuidados para com a higiêne corpórea do paciente que são relevantes para que seu estado clínico melhore. Até mesmo lavagem dos cabelos, tricotomia dos pelos faciais no caso dos homens (fazer barba e bigode), limpeza auricular (dos ouvidos) e por ai vai.

Gostei bastante de sua pergunta Liliana, pois um exame físico mais minucioso muitas vezes irá nos permitir identificar "coisas" que certamente pelos médicos passam desapercebidas. Pois afinal nós temos o contato mais íntimo com o cliente.

bjs.

User badge image

Tania

Há mais de um mês

Deve-se atentar para alterações na postura, inclinação para frente ou para tras, por exemplo, podem indicar doenças do pescoço ou das meningeas. Inicialmente, deve-se observar a posição da cabeça do paciente, que deve estar ereta em perfeito equilibrio sem movimentos involuntários.

- Cranio - deve ser observado seu tamanho, alteraçoes como micro ou macrocefalia devem se verificadas,na hidrocefalia observa-se o umento do liquido cerebrospinal, aumento desproporcional do cranio com relação à face, outras alterações como lesões localizadas, presença de cistos sebáceos, tumores osseos, hematomas ou nódulos no couro cabeludos, etc.. Caracteristicas dos cabelos, como distribuição, quantidade, alterações na cor, higiene, seborréia e presença de parasitas.

- Face - Importante observar alterações na coloração da pele que indicam patologias, como, palidez, cianose ou ecterícia. Manchas localizadas  podem caracterizar determinadas doenças, como o eritema nas regiões malares, produzidas por lúpus eritematoso (sinal da asa da borboleta).

_Olhos - exame dos olhos pode revelar afecções locais ou manifestações oculares de doenças sistêmicas, como símdrome ictérica, hipertireoidismo (protrusão dos olhos), entre outras.

As pálpebras, além de serem inspecionadas, podem ser palpadas , quando necessário para avaliar nôdulos ou lesôes.

O examinador deve testar cada olho separadamente, ocluindo um de cada vez, sem pressioná-los.

Exame de conjuntiva: tracionar as palpebras para baixo, e para cima.

Exame da mobilidade visual, solicitar ao paciente que acompanhe com os olhos um objeto da esquerda para a direita e vice-versa. De baixo para cima e de cima para baixo.

Nariz e seios paranasais: observar forma e tamanho do nariz(em casos de traumatismos, tumores ou doenças endócrina), superficie externa observando a simetria e a presença de deformidades e o movimento das asas do nariz durante a respiração, o qual está aumentado na dispnéia. 

Exame endonasal, inclina-se a cabeça do paciente para trás e usa-se uma espatula e se possível usa-se um otoscópio, verificar presença de sangue(epistaxe) secreções muco purulentas, crostas e avalias a integridade da mucosa, observar o septo, verificando se há desvio ou sinais de sangramento.

Ouvidos: Na inspeção do pavilhão auricular, deve-se verificar a forma e o tamanho, bem como a presença de deformidades congênitas ou adquiridas, como nôdulos, tumorações e hematomas, observar a quantidade de serume presente no canal auditivo. 

Exame do ouvido, usa-se o otoscópio para examinar o conduto auditivo.

Boca: A cavidade bucal é revestida pela mucosa oral, bastante vascularizada, que deve se apresentar integra, inspeciona-se as estruturas da boca com auxilio de uma espatula, observando coloração da cavidade oral e hálito e conservação dos dentes e as condições da gengiva.

Pescoço: Ao exame deve-se observar seu tamanho, que varia conforme o biotipo, e sua simetria, na inspeção do pescoço é importante atentar para a presença de cicatrizes, cianóse e regurgitamento das veias jugulares e verificar se há aumento das glândulas parótidas ou submaxilares

Exame: Palpação da carótida, usar os dedos indicadores e médio da mesma mão, sempre comparátivamente,  avaliar os linfonodos da região cervical com os dedos indicadores e médio das duas mãos simultaneamente.            

É isso espero ter ajudado.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes