Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Se músc. esquel. for desprovido de lactato-desidrogenase, ele poderia desenvolver ativ. fís. vigorosa, ou seja, gerar ATP em alta taxa pela glicólise?

Durante atividade intensa, a demanda por ATP no tecido muscular está amplamente aumentada. Nos músculos das pernas do coelho, o ATP é produzido quase exclusivamente por fermentação láctica (equação quí­mica abaixo). O ATP é formado na fase de compensação (pagamento) da glicólise por meio de duas reacoes, promovidas pela fosfoglicerato-cinase e pela piruvato-cinase. Suponha que o musculo esqueletico seja desprovido de lactato-desidrogenase (LD). Poderia ele desenvolver atividade fi­sica vigorosa, ou seja, gerar ATP em alta taxa pela glicolise? Explique.

 

Piruvato + NADH + H+ -----> Lactato + NAD+

LD

Bioquímica I

UNIFESO


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O NAD+ está presente em quantidades somente catalíticas na célula e é um cofator essencial para a glicólise,dessa forma,deve haver um mecanismo para a reoxidação de NADH(produzido na glicólise) e regeneração de NAD+.


Isto ocorre em condições de anaerobiose pela reação da lactato desidrogenase (LDH), na qual o piruvato é reduzido em lactato pela NADH,gerando NAD+. A reação dessa conversão é:

Figura 1: conversão do piruvato em lactato por meio do LDH

fonte:http://www.fisfar.ufc.br/petmedicina/images/stories/lactato_desidrogenase.pdf


Portanto, sem o lactato desidrogenase não há conversão do piruvato e, portanto, não há geração de ATP.

 

fonte:http://www.fisfar.ufc.br/petmedicina/images/stories/lactato_desidrogenase.pdf

O NAD+ está presente em quantidades somente catalíticas na célula e é um cofator essencial para a glicólise,dessa forma,deve haver um mecanismo para a reoxidação de NADH(produzido na glicólise) e regeneração de NAD+.


Isto ocorre em condições de anaerobiose pela reação da lactato desidrogenase (LDH), na qual o piruvato é reduzido em lactato pela NADH,gerando NAD+. A reação dessa conversão é:

Figura 1: conversão do piruvato em lactato por meio do LDH

fonte:http://www.fisfar.ufc.br/petmedicina/images/stories/lactato_desidrogenase.pdf


Portanto, sem o lactato desidrogenase não há conversão do piruvato e, portanto, não há geração de ATP.

 

fonte:http://www.fisfar.ufc.br/petmedicina/images/stories/lactato_desidrogenase.pdf

User badge image

Rodrigo Irikura

Há mais de um mês

o lactato consegue transformar o NADH em NAD, Isso permite que o NAD seja utilizado para a formação de glicose em piruvato e assim produzindo 2ATP, contudo não ocorre fosforilação oxidativa ou seja, o nosso organismo não consegue produzir grandes quantidades de energia, conseguindo produzir apenas uma pequena quantidade. Por isso que apesar de continuarmos produzindo atp mesmo em exercicío nosso corpo uma hora cansa, porque chega uma hora que apenas aquele atp e apenas a glicogenólise não darão conta de produzir toda energia necessária. Mas sendo mais direto a sua pergunta, o corpo sem lactato não consegue realizar glicolise durante processos anaeróbios, uma vez que o corpo vai ter muito NADH e pouco NAD+, e o NAD+ é extremamente necessário para a reação glicolítica.

Essa pergunta já foi respondida!