A maior rede de estudos do Brasil

É possível realizar pedido genérico como regra no procedimento comum no âmbito do NCPC?


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

Como regra, não, nos termos do CPC:

"Art. 322. O pedido deve ser certo.

[...]

Art. 324. O pedido deve ser determinado."

Entretanto, de forma excepcional, se admite o pedido genérico (art. 324, §1º, do CPC):

"Art. 324. O pedido deve ser determinado.

§ 1º É lícito, porém, formular pedido genérico:

I - nas ações universais, se o autor não puder individuar os bens demandados;

II - quando não for possível determinar, desde logo, as consequências do ato ou do fato;

III - quando a determinação do objeto ou do valor da condenação depender de ato que deva ser praticado pelo réu."

Como regra, não, nos termos do CPC:

"Art. 322. O pedido deve ser certo.

[...]

Art. 324. O pedido deve ser determinado."

Entretanto, de forma excepcional, se admite o pedido genérico (art. 324, §1º, do CPC):

"Art. 324. O pedido deve ser determinado.

§ 1º É lícito, porém, formular pedido genérico:

I - nas ações universais, se o autor não puder individuar os bens demandados;

II - quando não for possível determinar, desde logo, as consequências do ato ou do fato;

III - quando a determinação do objeto ou do valor da condenação depender de ato que deva ser praticado pelo réu."

User badge image

Evair Castro

Há mais de um mês

Não, Ao elaborar uma petição inicial, o autor deve formular um pedido certo e determinado, em relação

ao gênero, qualidade e quantidade. Contudo, em algumas hipóteses, é permitido que seja feito um

pedido genérico.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas