A maior rede de estudos do Brasil

Como calcular o delta G?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A segunda lei da Termodinâmica determina se um processo será ou não espontâneo e como usar da energia livre de Gibbs para prever se uma reação será espontânea no sentido direto ou no inverso. A temperatura e pressão constantes, a variação na energia livre de Gibbs é definida como:


Onde:

G é a variação da energia livre de Gibbs;

H é a variação de entalpia;

T é a temperatura em K;

S é a variação de entropia.


Ao usar a energia livre de Gibbs para determinar a espontaneidade de um processo, somente importam as variações no G, ao invés de seu valor absoluto. A variação na energia livre de Gibbs para um processo, portanto, é escrita como ΔG, que é a diferença entre a energia livre de Gibbs dos produtos e a energia livre de Gibbs dos reagentes (ΔG = Gfinal − Ginicial).


Para um processo a T e P constantes, a equação da energia livre de Gibbs pode ser escrita em termos da variação de entalpia (ΔHsistema) e variação de entropia (ΔSsistema) do sistema:


Quando um processo ocorre sob condições padrão (P = 1 atm e T = 25∘C), é possível calcular ΔG usando a energia livre padrão de formação, ΔfG∘.


Portanto, a energia livre de Gibbs é uma propriedade termodinâmica que determina se os processos serão ou não espontâneos.


A segunda lei da Termodinâmica determina se um processo será ou não espontâneo e como usar da energia livre de Gibbs para prever se uma reação será espontânea no sentido direto ou no inverso. A temperatura e pressão constantes, a variação na energia livre de Gibbs é definida como:


Onde:

G é a variação da energia livre de Gibbs;

H é a variação de entalpia;

T é a temperatura em K;

S é a variação de entropia.


Ao usar a energia livre de Gibbs para determinar a espontaneidade de um processo, somente importam as variações no G, ao invés de seu valor absoluto. A variação na energia livre de Gibbs para um processo, portanto, é escrita como ΔG, que é a diferença entre a energia livre de Gibbs dos produtos e a energia livre de Gibbs dos reagentes (ΔG = Gfinal − Ginicial).


Para um processo a T e P constantes, a equação da energia livre de Gibbs pode ser escrita em termos da variação de entalpia (ΔHsistema) e variação de entropia (ΔSsistema) do sistema:


Quando um processo ocorre sob condições padrão (P = 1 atm e T = 25∘C), é possível calcular ΔG usando a energia livre padrão de formação, ΔfG∘.


Portanto, a energia livre de Gibbs é uma propriedade termodinâmica que determina se os processos serão ou não espontâneos.


User badge image

Danylo D. Lima

Há mais de um mês

Sendo deltaG a energia livre de Gibbs, basicamente você vai calcular usando a expressão 

delgaG = deltaH - T.deltaS

onde, deltaH é a variação da entalpia, T é a temperatura e deltaS é a variação de entropia. 

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A segunda lei da Termodinâmica determina se um processo será ou não espontâneo e como usar da energia livre de Gibbs para prever se uma reação será espontânea no sentido direto ou no inverso. A temperatura e pressão constantes, a variação na energia livre de Gibbs é definida como:



Onde:

G é a variação da energia livre de Gibbs;

H é a variação de entalpia;

T é a temperatura em K;

S é a variação de entropia.


Ao usar a energia livre de Gibbs para determinar a espontaneidade de um processo, somente importam as variações no G, ao invés de seu valor absoluto. A variação na energia livre de Gibbs para um processo, portanto, é escrita como ΔG, que é a diferença entre a energia livre de Gibbs dos produtos e a energia livre de Gibbs dos reagentes (ΔG = Gfinal − Ginicial).


Para um processo a T e P constantes, a equação da energia livre de Gibbs pode ser escrita em termos da variação de entalpia (ΔHsistema) e variação de entropia (ΔSsistema) do sistema:



Quando um processo ocorre sob condições padrão (P = 1 atm e T = 25∘C), é possível calcular ΔG usando a energia livre padrão de formação, ΔfG∘.


Portanto, a energia livre de Gibbs é uma propriedade termodinâmica que determina se os processos serão ou não espontâneos.


User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A segunda lei da Termodinâmica determina se um processo será ou não espontâneo e como usar da energia livre de Gibbs para prever se uma reação será espontânea no sentido direto ou no inverso. A temperatura e pressão constantes, a variação na energia livre de Gibbs é definida como:


Onde:

G é a variação da energia livre de Gibbs;

H é a variação de entalpia;

T é a temperatura em K;

S é a variação de entropia.


Ao usar a energia livre de Gibbs para determinar a espontaneidade de um processo, somente importam as variações no G, ao invés de seu valor absoluto. A variação na energia livre de Gibbs para um processo, portanto, é escrita como ΔG, que é a diferença entre a energia livre de Gibbs dos produtos e a energia livre de Gibbs dos reagentes (ΔG = Gfinal − Ginicial).


Para um processo a T e P constantes, a equação da energia livre de Gibbs pode ser escrita em termos da variação de entalpia (ΔHsistema) e variação de entropia (ΔSsistema) do sistema:


Quando um processo ocorre sob condições padrão (P = 1 atm e T = 25∘C), é possível calcular ΔG usando a energia livre padrão de formação, ΔfG∘.


Portanto, a energia livre de Gibbs é uma propriedade termodinâmica que determina se os processos serão ou não espontâneos.


Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas