A maior rede de estudos do Brasil

PORTUGUÊS 7

"A perda do sistema de casos afetou os mecanismos de regência e concordância no latim vulgar e, por consequência, trouxe inovações para a marcação das relações sintática das línguas românicas, em especial o Português". (VALOR: 5 hs de AC)

A afirmativa é VERDADEIRA ou FALSA? Justifique.


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A afirmativa é verdadeira.

No latim, os mecanismos sintáticos de regência e concordância eram marcados na própria palavra, a partir da marcação de casos. As funções sintáticas que as palavras executavam na sentença eram estabelecidas pelo rico sistema de terminações que o sistema casual possuía. No entanto, quando o sistema de casos desaparece, a língua cria dois novos mecanismos para delimitação da função das palavras: a ordem dos termos para a marcação das funções e ou uso de preposições para a marcação da regência.

A afirmativa é verdadeira.

No latim, os mecanismos sintáticos de regência e concordância eram marcados na própria palavra, a partir da marcação de casos. As funções sintáticas que as palavras executavam na sentença eram estabelecidas pelo rico sistema de terminações que o sistema casual possuía. No entanto, quando o sistema de casos desaparece, a língua cria dois novos mecanismos para delimitação da função das palavras: a ordem dos termos para a marcação das funções e ou uso de preposições para a marcação da regência.

User badge image

lucia

Há mais de um mês

Bom dia Nelma, tudo bem?

Essa pergunta consta da prova AP2 de Port 7 (2017.1), cujo gabarito está disponível aqui no site. Vou te passar a resposta do gabarito, ok? Porém, se você for responder o Fórum para receber horas de AC...recomendo que tente responder com suas próprias palavras. Abs...e espero ter ajudado.

A afirmativa é VERDADEIRA. No latim, os mecanismos sintáticos de regência e concordância eram marcados na própria palavra, a partir da marcação de casos.  As funções sintáticas que as palavras desempenhavam na sentença eram estabelecidas pelo rico sistema de terminações que  o sistema casual possuía. Entretanto, quando o sistema de casos desaparece, a língua cria dois novos mecanismos para delimitação da função das palavras: a ordem dos termos para a marcação das funções e ou uso de preposições para a marcação da regência.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A afirmativa é verdadeira.

No latim, os mecanismos sintáticos de regência e concordância eram marcados na própria palavra, a partir da marcação de casos. As funções sintáticas que as palavras executavam na sentença eram estabelecidas pelo rico sistema de terminações que o sistema casual possuía. No entanto, quando o sistema de casos desaparece, a língua cria dois novos mecanismos para delimitação da função das palavras: a ordem dos termos para a marcação das funções e ou uso de preposições para a marcação da regência.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A afirmativa é verdadeira.

No latim, os mecanismos sintáticos de regência e concordância eram marcados na própria palavra, a partir da marcação de casos. As funções sintáticas que as palavras executavam na sentença eram estabelecidas pelo rico sistema de terminações que o sistema casual possuía. No entanto, quando o sistema de casos desaparece, a língua cria dois novos mecanismos para delimitação da função das palavras: a ordem dos termos para a marcação das funções e ou uso de preposições para a marcação da regência.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas