A maior rede de estudos do Brasil

explique o ID, EGO E SUPEREGO

Psicologia

UNAMA


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Segundo Sigmund Freud, o aparelho psíquico humano é dividido em inconsciente, pré- consciente e consciente ou Id, Ego e Superego, afirmando ainda que é através da compreensão deles é possível entender melhor de onde vem nosso sentimento de culpa e autocensura ou então entender porque muitas decisões são difíceis de tomar.

Para Freud, o Id, elemento biológico da nossa mente, é guiado pelo princípio do prazer e está sempre buscando formas de realizar seus impulsos.

Por sua vez, o Ego é guiado pelo princípio de realidade e uma de suas funções é limitar o id quando considerar seus desejos inadequados. Ele representa a mediação entre as exigências do id e as limitações Superego e a sociedade.

Por fim, o Superego, por sua vez, é o aspecto social, a censura, a culpa e o medo da punição.

Segundo Sigmund Freud, o aparelho psíquico humano é dividido em inconsciente, pré- consciente e consciente ou Id, Ego e Superego, afirmando ainda que é através da compreensão deles é possível entender melhor de onde vem nosso sentimento de culpa e autocensura ou então entender porque muitas decisões são difíceis de tomar.

Para Freud, o Id, elemento biológico da nossa mente, é guiado pelo princípio do prazer e está sempre buscando formas de realizar seus impulsos.

Por sua vez, o Ego é guiado pelo princípio de realidade e uma de suas funções é limitar o id quando considerar seus desejos inadequados. Ele representa a mediação entre as exigências do id e as limitações Superego e a sociedade.

Por fim, o Superego, por sua vez, é o aspecto social, a censura, a culpa e o medo da punição.

User badge image

Yasmim Souza

Há mais de um mês

O ID é o aspecto que muitas vezes denominamos como instinto. Um componente biológico que busca constantemente pelo prazer e pela satisfação de desejos e vontades, sejam elas quais forem.
O EGO é o aspecto racional que controla nossos impulsos e atua como um mediador entre os instintos do ID e as repressões do SUPEREGO. Busca manter um diálogo para que ambas as partes sejam minimamente atendidas.
O SUPEREGO já é o aspecto moral da mente e é ele quem reprime as vontades do ID, usando as normas e leis que regem a sociedade. Utiliza o medo de punições e sentimentos de culpa como forma de “ameaça”.
Ex.: Você está em uma relação e descobre que o seu parceiro está traindo você. O ID é aquele que diz “eu vou matar ele”, o SUPEREGO é aquele que fala “se você fizer isso vai ser preso, então não faça” e o EGO é aquele que diz “já que eu não posso matar porque eu não quero ser preso, mas não fazer nada irá me frustrar, vou gritar e xingar pra aliviar um pouco essa raiva”.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas