A maior rede de estudos do Brasil

VTSP DE FISIOPATOLOGIA

A obesidade já atingiu proporção epidêmica em alguns países do mundo. As conseqüências dessa epidemia de obesidade são muitas, e a morbidade e a mortalidade por doenças cardiovasculares são importantes componentes dessa lista de conseqüências. A associação da obesidade com hipertensão e outros fatores de risco cardiovasculares, tais como resistência à insulina, intolerância à glicose e dislipidemia é forte e freqüente. Sobre a obesidade, analise as opções abaixo, e marque a INCORRETA:


Escolha uma:

a.

A obesidade hoje tem sido vista como um estado inflamatório de baixa intensidade. Isso se deve ao fato de reduzir a intolerância à glicose.

b.

Um processo inflamatório crônico poderia representar o fator desencadeante na origem da resistência à insulina e eventualmente até no aparecimento do diabete tipo 2.

c.


A obesidade é uma condição subclínica de inflamação devido a secreção de citocinas inflamatórias.

d.

Existem situações que de forma isolada ou interagindo acarretam no desenvolvimento de alterações metabólicas e orgânicas no indivíduo obeso. Dentre essas alterações, podem-se destacar a hiperinsulinemia, a hiperleptinemia e o aumento dos ácidos graxos livres.

e.

Alguns estímulos como a superalimentação, principalmente à custa de alimentos ricos em gorduras saturadas e de alimentos com elevado índice glicêmico, podem causar um aumento de secreção de citocinas como IL-1, IL-6 e TNF-a, que levariam à resistência à insulina e ao agrupamento de fatores de risco cardiovascular associado com a adiposidade (síndrome metabólica).

Fisiopatologia

UNIVERSO


Ainda não temos resposta. Você sabe responder?