Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Simulado - Teorias da Comunicação

Pré-visualização | Página 1 de 2

Simulado – Teorias da Comunicação 
1a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
Sobre o conceito de comunicação é possível afirmar: 
 
 A comunicação enquanto prática humana, dialógica e cotidiana é produtora de 
múltiplos sentidos. 
 
A comunicação de uma dada sociedade enquanto interação pode ser 
compreendida independente de seu contexto cultural. 
 
Na história do mundo nem sempre houve comunicação como processo humano 
básico. 
 
Nem todo ato comunicativo é provido de sentido. 
 
A comunicação como prática envolve uma via de não única, que sai do emissor 
em direção ao receptor. 
Respondido em 18/10/2021 18:10:37 
 
Explicação: 
Comunicação. 
 
 
2a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
Sobre o surgimento da comunicação enquanto campo do saber é 
válido dizer que: 
 
 Nasce no século XVII, com os primeiros jornais impressos na 
Europa. 
 não podemos afirmar que, inda hoje, a comunicação corresponda 
a um campo de pesquisa e saber. 
 A comunicação sempre existiu, pois, o homem sempre precisou 
interagir com os demais 
 A comunicação nasce como área no XX, após diversas 
transformações sociais, como a Rev. Industrial, o rompimento 
da relação Estado/clero, a expansão demográfica nos centros 
urbanos e o nascimento do indivíduo moderno. 
 A comunicação só nasce no fim do século XX, com a invenção 
dos primeiros meios de comunicação de massa, como radio e 
televisão. 
Respondido em 18/10/2021 18:09:03 
 
Explicação: 
A comunicação enquanto campo do saber só passa a existir após uma série de 
transformações advindas com a Modernidade, que promovem uma desfamiliarização da 
comunicação, que passa a não ser mais algo apenas natural do homem, mas também uma 
estratégia racional de inserção social. 
 
 
3a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
FCC - 2012 - MPE-PE - O pensamento que melhor representa a teoria de Marshall McLuhan 
é: 
 
 
 
 
"O conhecimento - assim como as pessoas, os lugares, as coisas e as formas de 
organização - está se tornando descartável." 
 
"A informação que ingerimos molda nossa personalidade, contribui para as idéias que 
formulamos e dá cor à nossa visão do mundo." 
 
"Não apenas somos esmagados pelo próprio volume da informação. Somos também, 
em maioria, atrapalhados por uma educação que nos prepara inadequadamente para 
processá-la". 
 "A roda é um prolongamento do pé; o livro é um prolongamento do olho; a roupa é um 
prolongamento da pele e o circuito elétrico é uma prolongação do sistema nervoso 
central". 
 
"Somos limitados por uma língua na qual as palavras podem significar uma coisa para 
uma pessoa e algo bem diferente para outra". 
Respondido em 18/10/2021 18:14:51 
 
Explicação: 
A alternatiiva expressa a ideia de meios de comunicação como extensão do homem. 
 
 
4a 
 Questão 
Acerto: 0,0 / 1,0 
 
Este autor visa a fundar uma ética da discussão: em vez de um sujeito buscar fazer 
valer uma lei universal, é preciso buscar uma discussão na qual as questões morais 
sejam objeto de debates, dando lugar a acordos. Uma norma ética, para ele, só é válida 
quando for objeto de uma livre discussão. Só o agir comunicativo, que tende ao 
entendimento entre os atores, pode ser a base ética de uma sociedade. Estamos 
falando de: 
 
 
Michel Foucault 
 Néstor García Canclini 
 
Theodor Adorno 
 
Umberto Eco 
 Jürgen Habermas 
Respondido em 18/10/2021 18:17:30 
 
Explicação: 
Jürgen Habermas nasceu em 18 de junho de 1929, em Düsseldorf, na Alemanha. Após 
obter um doutorado em filosofia na Universidade de Bonn, em 1954, Habermas trabalhou 
como assistente de Theodor Adorno, entre 1956 e 1959, no Instituto de Pesquisas Sociais, 
da Universidade de Frankfurt. Habermas emergiu como um dos principais expoentes da 
segunda geração da Escola de Frankfurt ¿ à época, uma nova corrente influenciada pelo 
marxismo, que se dedicava a reflexões e críticas sobre a razão, a ciência e o avanço do 
capitalismo. Sua meteórica carreira universitária foi acompanhada por uma intensa 
participação nos movimentos sociais de sua época. Na carreira universitária, além de 
Frankfurt, trabalhou em Heidelberg, Starnberg (Instituto Max Planck) e na Nova Escola de 
Pesquisa Social de Nova York, a partir de 1968. Sempre denunciou o que via como 
¿elitismo¿ do movimento estudantil, que acabava fazendo o jogo do conservadorismo 
tecnocrático. 
 
 
 
 
5a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
ESPM - 2016 
Umberto Eco (1932-2016) era aparentemente uma raridade, uma exceção. Professor 
universitário, especializado em tópicos que a maioria consideraria esotéricos e 
inacessíveis. (...) caso se examine a sua trajetória fica patente até que ponto ele era 
representativo tanto de seu país, a Itália, quanto de seu tempo, a segunda metade do século 
XX. (Folha de São Paulo; 28/2/2016) 
Umberto Eco foi: 
 
 um ensaísta, semiólogo e romancista. 
 
um renomado artista plástico com obras nos principais museus do mundo; 
 
um físico nuclear italiano que trabalhou no projeto da primeira bomba atômica; 
 
um maestro, autor de famosas trilhas sonoras de filmes premiados; 
 
um químico responsável por descobertas importantes para a indústria farmacêutica; 
Respondido em 18/10/2021 18:23:09 
 
Explicação: 
Umberto Eco foi tanto um acadêmico especialista em semiótica e história medieval, quanto 
autor de best sellers, como O Nome da Rosa ou Pêndulo de Foucault. 
 
 
6a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
FCC - 2015 - CNMP - O teórico Marshall McLuhan em seu Os meios de comunicação 
como extensões do homem divide os meios entre quentes e frios. Ele sintetiza que Um 
meio quente é aquele que prolonga um único de nossos sentidos, acrescentando 
também que Um meio quente permite menos participação do que um frio. Segundo o 
próprio McLuhan, são meios frios o 
 
 
 
 telefone e a televisão. 
 
rádio e o telefone. 
 
rádio e a televisão. 
 
cinema e o telefone. 
 
rádio e o cinema. 
Respondido em 18/10/2021 18:30:41 
 
Explicação: 
É para entender melhor a natureza de cada meio e como eles afetam a nossa 
sensorialidade que McLuhan os divide em meios quentes e frios. Os meios quentes 
exigem uma atenção constante do receptor, ou seja, há um alto nível de envolvimento 
entre o meio e espectador, como no caso do livro, fotografia ou do rádio. Um único 
sentido deve ser acionado em alto grau para que se decodifique a informação e há baixa 
participação daquele que interage com o meio, numa posição mais passiva. 
Já os meios frios conjugam mais de um sentido, todos em baixa definição,na relação 
com os meios. São de mais fácil compreensão, como a TV e o telefone. 
 
 
7a 
 Questão 
Acerto: 1,0 / 1,0 
 
Os integrantes do Cultural Studies estudam as relações entre estrutura social, contexto 
histórico e a ação dos meios de comunicação¿, para saber como acontece a atribuição 
de sentido à realidade cotidiana de práticas sociais partilhadas. Eles entendem que a 
cultura é o ¿conjunto de significados, valores experiências, hábitos e rotinas, adotadas 
por uma sociedade. 
 
TRINTA,Aluizio, POLISTCKUK, Ilana . Teorias da Comunicação- O pensamento e prática 
da Comunicação Social . Rio de Janeiro: Editora Elsevier, 2003- p.131 
 
Com relação a esse pensamento, considere as informações a seguir: 
 
I-A produção de sentido não constitui objeto de interesse dessa corrente. 
II-Os Cultural Studies acreditam na hegemonia do sistema cultural social.. 
III-O processo cultural se dá e age através dos meios de comunicação. 
IV- Público, sentido e mídia não são princípios orientadores desse pensamento. 
 
É CORRETO o que se afirma em: 
 
 
 
III e IV, apenas. 
 
IV, apenas. 
 
II, apenas. 
 
 
I, apenas. 
 II e III, apenas. 
Respondido em 18/10/2021 18:36:01 
 
Explicação: 
(A) ERRADO- A produção de sentido faz parte dessa corrente. Mas não é só ela. 
(B) ERRADO- A II está certa, porém incompleta. 
(C) CERTO- A II está certa e a III também, pois
Página12