Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Sistemas de Produção

Pré-visualização | Página 1 de 1

Administração da Produção e Operações – 2° SEMESTRE
Sistemas de Produção
Just in Time – JIT
O Estoque é de extrema importância e com uma relação direta com a produção e com o resultado financeiro de uma empresa.
O mais importante conceito desta filosofia é que se deve procurar ao máximo só produzir quando necessário e buscar, dentro da produção, chegar a ter estoque zero dos materiais semiacabados (MSA).
O sistema é baseado no conceito “puxado”, só se envia algum produto e até mesmo só se produz algum item se for realmente necessário e se alguém precisa, daí o nome Just in Time, que traduzindo literalmente é apenas no tempo, ou seja, o fornecedor entrega o item ou produto na hora certa e na quantidade certa.
Daí a importância de junto do Just in Time se colocar em prática duas outras filosofias, a saber:
O sistema JIT funciona conforma o diagrama. A demanda é que puxa a fabricação dos itens ou produtos.
	Características
	Objetivos
	Benefícios
	O JIT apresenta como características
	São objetivos do JIT
	São benefícios do JIT
	Poucos fornecedores
	Tempo zero de preparação
	Tempo zero de preparação
	Poucos transportadores
	Nível de estoque próximo à zero
	Redução do tempo de ciclo
	Suprimento frequente
	Tempo de entrega igual a zero
	Redução no nível de estoque
	Estoque mínimo
	Zero defeitos
	Melhor aproveitamento de espaço
	
	Zero paradas na produção
	Redução do custo de qualidade
Este sistema faz com que os fornecedores das fábricas que ficam com os estoques entreguem na fábrica conforme o pedido solicitado. Esta ação faz com que as fábricas não precisem possuir estoques e seus espaços físicos são bem aproveitados.
Para o fornecedor também é vantajoso, pois garante uma relação comercial por grandes tempos e esta relação naturalmente obriga a todos os envolvidos a terem mais interação.
Da mesma forma, o controle de qualidade é realizado no fornecedor que entrega todos os itens ou produtos, pois não pode existir a possibilidade de ocorrer falhas na fábrica. Assim, este sistema acaba beneficiando todos os envolvidos.
Melhoria contínua
Para que as produções ocorram de forma eficiente, faz-se necessário que os processos sejam sempre monitorados e alterações devem ser implementadas caso sejam necessários alguns ajustes ou mudanças.
Neste modelo “puxado”, qualquer possibilidade de problema deve ser identificada a tempo, para que sejam tomadas as medidas e ações corretivas necessárias. Para isso, é normalmente empregado sistemas de controle e de coordenação.
Na prática, o aumento da qualidade dos fornecedores, da capacitação dos funcionários e treinamento faz com que os retrabalhos sejam muito menos frequentes. E como o resultado desta filosofia é positivo para todos os envolvidos, sua utilização é bastante aplicada no mundo inteiro.
Numa fabricação normalmente se produz uma quantidade estimada ou determinada pelo setor de planejamento ou de produção, com o sistema Kanban se produz exatamente o solicitado e esta quantidade é determinada em cartões que indicam as quantidades e a prioridade.
As prioridades são realizadas basicamente pelas cores dos cartões, sendo aplicado o cartão verde quando a produção estiver dentro do normal, o cartão amarelo possui prioridade sobre o verde, pois indica certa preocupação e necessidade do material, já o cartão vermelho é prioridade total, significando que o item é de extrema importância e urgência. Em algumas empresas, inclusive, indica que este item já está com a quantidade abaixo do estoque de segurança.
Outra forma de aplicação é com o chamado quadro Kanban, onde os cartões são colocados de forma que toda a produção tem a visualização e pode com isso se adaptar às reais necessidades.
Produção enxuta
As operações e/ou setores de faturamento, compras, programação, contabilidade, controle, planejamento, sistemas de informação, dentre outros, que são comuns em produção e em serviços, em ambas as modalidades também podem se beneficiar com a implantação do sistema enxuto.
As próprias atividades de serviço podem ser ajustadas para que o conceito de produção enxuta seja aplicado diretamente nelas, com o emprego e utilização dos seguintes aspectos:
1 – Equipe de trabalho flexível: 
Possuir a equipe com a maior habilidade possível e ainda melhor, se for de forma múltipla e flexível, capaz de desempenhar diferentes tarefas, simples ou complexas.
2 – Automação:
Com o emprego cada vez mais frequente e constante da informática e da automação e sistemas integrados.
3 – Relações com os fornecedores: 
Ter o mesmo conceito de parceria em longo prazo e com troca de informações.
4 – Aplicar o método puxado
Quando da aplicação de algum tipo de material, reduzir o estoque a zero ou próximo do zero, reduzindo os custos e a necessidade de espaços físicos.
2