Buscar

Gabarito8ano_Português_Módulo1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

SITUAÇÃO-PROBLEMA
1 As frases a seguir apresentam ambiguidade, ou seja, o modo como foram escritas possibilita mais 
de uma interpretação. Sua tarefa é perceber a ambiguidade e reescrever as frases de acordo 
com as possíveis interpretações, sem gerar nova ambiguidade. Observe o modelo.
Frase: Meu amigo, sua tia chegou com sua mãe.
Identificação do problema: a expressão sua mãe pode ser interpretada de mais de uma maneira; 
não fica claro de quem ela é mãe.
Possibilidades de reescrita sem ambiguidade:
 I. Meu amigo, sua tia chegou com a mãe dela.
 II. Meu amigo, sua mãe e sua tia chegaram.
 III. Meu amigo, tua tia chegou com tua mãe.
 IV. Meu amigo, tua tia chegou com sua mãe.
a) O professor julgou o trabalho categórico.
Identificação do problema: na frase, não fica claro se o trabalho já era considerado categórico antes da avaliação ou se
isso só foi constatado após a avaliação do professor. Possibilidades de reescrita: O trabalho foi julgado categórico pelo 
professor./O trabalho categórico foi julgado pelo professor./O professor julgou categórico o trabalho.
b) O amigo do João que mora na esquina chegou.
Identificação do problema: a expressão que mora pode referir-se a João ou ao amigo. Não se sabe quem mora na 
esquina. Possibilidades de reescrita: O amigo do João, que mora na esquina, chegou./O morador da esquina, amigo 
do João, chegou.
c) A moça deixou a banca emocionada.
Identificação do problema: não se pode afirmar a quem o termo emocionada se refere, se à moça ou à banca. 
Possibilidades de reescrita: Emocionada, a moça deixou a banca./A moça, emocionada, deixou a banca./A banca ficou 
emocionada com a moça.
d) Vendemos carne aos fregueses sem pelancas.
Identificação do problema: o termo sem pelancas pode se referir aos clientes ou à qualidade da carne vendida. 
Possibilidades de reescrita: Vendemos carne sem pelancas aos fregueses./Vendemos, sem pelancas, carne aos 
fregueses./Aos fregueses sem pelancas, vendemos carne.
20
L
ÍN
G
U
A
 P
O
R
T
U
G
U
E
S
A
 
M
Ó
D
U
LO
 1
PH_EF2_8ANO_LP_007a026_CAD1_MOD01_CA.indd 20 10/22/19 3:07 PM
2 Sabemos que, em torno dos substantivos, orbitam artigos e adjetivos. Quando organizados em 
um texto, artigos e adjetivos devem ser flexionados para concordar com o substantivo ao qual 
se referem. Estamos falando de concordância nominal. Leia as frases a seguir, identifique o erro 
de concordância e as reescreva adequadamente. Siga o modelo.
Frase: Deixamos aberta a malas e fechados os guarda-roupa.
Identificação do problema: Procure o substantivo e as palavras ligadas a ele. No exemplo, o subs-
tantivo malas está no feminino plural, portanto, as palavras que o acompanham devem estar 
no feminino plural. Palavras que acompanham esse substantivo: o adjetivo aberta e o artigo 
a. Guarda-roupa está no masculino singular, portanto, as palavras que o acompanham devem 
estar no masculino singular. Palavras que acompanham esse substantivo: o adjetivo fechados 
e o artigo os.
Reescrita adequada: Deixamos abertas as malas e fechado o guarda-roupa.
a) Pudemos conhecer igrejas e museus antigas.
Identificação do problema: no exemplo, há problema de concordância nominal – se os substantivos estiverem no plural 
e forem de gêneros diferentes, o adjetivo concordará com o mais próximo ou irá para o masculino plural. Reescrita: 
Pudemos conhecer igrejas e museus antigos.
b) Proibido a entrada de desconhecidos.
Identificação do problema: o adjetivo proibido deve concordar em gênero com o termo ao qual se relaciona. 
Reescrita: Proibida a entrada de desconhecidos.
c) Envio anexo a documentação requerida.
Identificação do problema: o termo anexo, que funciona neste caso como adjetivo, deve concordar com o substantivo 
a que se liga (documenta•‹o). Reescrita: Envio anexa a documentação requerida.
PARA CONCLUIR
Neste módulo, revisamos a classificação das palavras, já que a partir do Módulo 3 nos concen-
traremos no estudo da função que as diversas classes gramaticais desempenham em frases e textos.
21
L
ÍN
G
U
A
 P
O
R
T
U
G
U
E
S
A
 
M
Ó
D
U
LO
 1
PH_EF2_8ANO_LP_007a026_CAD1_MOD01_CA.indd 21 10/22/19 3:07 PM
PRATICANDO O APRENDIZADO
Leia esta resenha sobre o filme Harry Potter e a Pedra Filo-
sofal para responder às questões seguintes.
Harry (Daniel Radcliffe) é um menino órfão de dez anos 
que mora com os tios Válter e Petúnia e seu terrível primo 
Duda. Maltratado pelos parentes, o garoto dorme em um ar-
mário que fica embaixo da escada, além de apanhar do primo 
o tempo inteiro. Em seu aniversário de onze anos, uma coisa 
estranha acontece: ele é levado por um atrapalhado gigante 
até a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lá ele conhece 
Hermione (Emma Watson) e Ron (Rupert Grint). Mal sabia ele 
que, ainda bebê, havia derrotado o cruel e temido Voldemort 
– e que este aguardava a vingança.
Dirigido por Chris Columbus, Harry Potter e a Pedra Filoso-
fal é a adaptação da primeira obra de J. K. Rowling e sua trama 
se baseia em explicar a origem de Harry (Daniel Radcliffe), o 
histórico de sua família, sua entrada e adaptação em Hogwarts 
e sua missão de enfrentar e derrotar Voldemort. Apesar de 
ser uma boa trama, o longa se perde em desenvolver demais 
cada parte da história, e temos como resultado um filme longo 
demais e com muita ênfase em pontos menos importantes.
As personagens dos tios de Harry, Válter e Petúnia, são ex-
tremamente forçados, assim como a personagem Duda. Todos 
estes encarnam clichês de parentes desgostosos do menino, 
mas visto que eles só aparecem na primeira parte do primeiro 
ato do filme, tal ênfase é desnecessária.
A técnica da jornada do herói é bem utilizada no longa, 
com pontos bem definidos, mas exagerados em tempo. Ao 
chegarmos na metade do filme, não ouvimos nem falar da 
pedra filosofal, agregada ao título do filme.
Por outro lado, a amizade entre o personagem principal 
e seus coadjuvantes é bem enfatizada e desenvolvida, o que 
salva a trama dos seus pontos negativos. Gostaria de ressaltar 
que Emma Watson está perfeita no papel de Hermione, con-
seguindo assumir a personagem muito bem.
[…]
M OTTA, Kethillin. Resenha – Harry Potter e a Pedra Filosofal. Entreter-se, 17 nov. 2017. 
Disponível em: <https://entreterse.com.br/resenha-harry-potter-e-pedra-filosofal-2395/>. 
Acesso em: 18 jun. 2019. 
 1 Copie, do primeiro período da resenha, todas as pala-
vras da classe dos substantivos.
Harry, Daniel Radcliffe, menino, anos, tios, Válter, Petúnia , primo, 
Duda. 
 2 Releia o seguinte trecho do texto:
“[…] sua trama se baseia em explicar a origem de Harry 
(Daniel Radcliffe), o histórico de sua família, sua entrada e 
adaptação em Hogwarts e sua missão de enfrentar e der-
rotar Voldemort.”
Retire um exemplo de locução adjetiva e o substantivo 
por ela caracterizado.
Pode ser “origem de Harry” ou “histórico de sua família”.
 3 Observe a seguinte passagem: 
“Harry (Daniel Radcliffe) é um menino órfão de dez 
anos que mora com os tios Válter e Petúnia e seu terrível 
primo Duda. Maltratado pelos parentes, o garoto dorme 
em um armário que fica embaixo da escada, além de apa-
nhar do primo o tempo inteiro. Em seu aniversário de onze 
anos, uma coisa estranha acontece: ele é levado por um
atrapalhado gigante até a Escola de Magia e Bruxaria de 
Hogwarts.”
a) Os termos destacados pertencem a que classe gra-
matical: numeral ou artigo? Justifique.
São todos artigos, pois não indicam quantidade. Os artigos 
indefinidos foram empregados a fim de indeterminar os 
substantivos “menino”, “armário”, “coisa” e “gigante”, 
respectivamente, caracterizando-os de forma vaga e imprecisa, 
sem particularizá-los ou individualizá-los.
b) Copie e classifique os pronomes empregados nesse 
trecho.
São eles: o pronome relativo que (menino órfão de dez anos que/ 
um armário que), o pronome possessivo seu (seu terrível primo/ 
seu aniversário), o pronome pessoal do caso reto ele (ele é 
levado).c) Transcreva os numerais dessa passagem, classifican-
do-os.
Os numerais são dez e onze, ambos cardinais, pois indicam 
quantidade.
Veja, no Manual do Professor, o gabarito comentado das questões 
sinalizadas com asterisco.
22
L
ÍN
G
U
A
 P
O
R
T
U
G
U
E
S
A
 
M
Ó
D
U
LO
 1
PH_EF2_8ANO_LP_007a026_CAD1_MOD01_CA.indd 22 10/22/19 3:07 PM
 4 Na passagem a seguir, é possível identificar um adjetivo 
que, no contexto, foi empregado como substantivo. 
Aponte-o e explique como se dá esse processo.
“[…] o longa se perde em desenvolver demais cada parte 
da história, e temos como resultado um filme longo demais 
e com muita ênfase em pontos menos importantes.”
Trata-se da palavra longa (redução de longa-metragem), que pertence 
à classe dos adjetivos, porém, nesse contexto, foi empregado como
substantivo por vir precedido do artigo o.
 5 Releia esta parte da resenha:
“Por outro lado, a amizade entre o personagem princi-
pal e seus coadjuvantes é bem enfatizada e desenvolvida, o 
que salva a trama dos seus pontos negativos. Gostaria de 
ressaltar que Emma Watson está perfeita no papel de Her-
mione, conseguindo assumir a personagem muito bem.”
Transcreva os adjetivos e os substantivos a que se re-
ferem. Indique se expressam características objetivas 
ou subjetivas.
Personagem principal: adjetivo objetivo/amizade enfatizada e 
desenvolvida: adjetivos subjetivos. 
 6 Escreva os seguintes numerais por extenso:
a) R$ 360,00
Trezentos e sessenta reais.
b) 32 450 
Trinta e dois mil, quatrocentos e cinquenta.
c) 20 h 32 min
Vinte horas e trinta e dois minutos.
d) 
1
4
Um quarto.
APLICANDO O CONHECIMENTO
Leia uma sinopse do clássico filme de Alfred Hitchcock, 
Psicose, para responder às questões seguintes.
[...]
Em Psicose, é relatada a história de Marion, uma secretária 
que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha para se 
casar e começar uma vida nova. Durante sua fuga de carro, ela 
decide passar a noite em um velho hotel. O estabelecimento é 
administrado por Norman, que tenta manter um contato mais 
próximo com a jovem, o que causa a fúria de sua mãe.
Horas depois, a secretária é assassinada misteriosamente 
a facadas, no banheiro de seu quarto. A missão de descobrir 
quem é o verdadeiro assassino de Marion fica por conta de 
sua irmã, Lila Crane [...], e do noivo da vítima, Sam Loomis [...].
P SYCHO – Filme de Alfred Hitchcock. Cais da Memória, 16 jun. 2016. Disponível em: <https://
ocaisdamemoria.com/2016/06/16/psycho-filme-de-alfred-hitchcock/>. Acesso em: 18 jun. 2019.
E
v
e
re
tt
 C
o
lle
c
ti
o
n
/F
o
to
a
re
n
a
 1 Nesta questão, vamos analisar a construção dos pe-
ríodos do primeiro parágrafo da sinopse. Podemos 
observar, nesse trecho, que a escolha de classes de 
palavras para a construção da sinopse foi feita de modo 
a fornecer ao leitor informações sobre os personagens 
do filme e seu envolvimento.
a) Observe como a personagem Marion é descrita no 
primeiro período do parágrafo da sinopse. 
“Em Psicose, é relatada a história de Marion, uma 
secretária que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde 
trabalha para se casar e começar uma vida nova.”
Que substantivo a descreve nesse trecho? E qual 
indica onde ela trabalha?
Secretária; imobiliária.
b) Releia o segundo período desse parágrafo. Ele foi 
produzido para relatar ao leitor os atos de Marion 
após o roubo e indicar onde ela foi parar.
“Durante sua fuga de carro, ela decide passar a noite 
em um velho hotel.”
Copie desse trecho:
• A locução adjetiva ligada ao substantivo que indica 
o ato de Marion após o roubo.
De carro, ligado ao substantivo fuga.
Os at ores Anthony Perkins e Janet Leigh em cena do filme Psicose, de Alfred 
Hitchcock, produzido em 1960.
23
L
ÍN
G
U
A
 P
O
R
T
U
G
U
E
S
A
 
M
Ó
D
U
LO
 1
PH_EF2_8ANO_LP_007a026_CAD1_MOD01_CA.indd 23 10/22/19 3:07 PM
 • O substantivo que indica o tempo em que ocorre 
essa cena.
Noite.
 • O substantivo que indica o local onde ela vai pa-
rar. Que palavras acompanham esse substantivo? 
Copie-as e classifique-as.
O substantivo é hotel. É acompanhado do artigo indefinido 
um e do adjetivo velho.
c) O terceiro período desse parágrafo dá ao leitor uma 
ideia da relação entre dois outros personagens da 
história: Norman e sua mãe.
O estabelecimento é administrado por Norman, 
que tenta manter um contato mais próximo com a jo-
vem, o que causa a fúria de sua mãe.
 Que substantivo é empregado para nomear a ação 
de Norman em relação a Marion?
Contato.
 E que substantivo nomeia a reação da mãe de 
Norman ao comportamento do filho em relação a 
Marion?
Fúria.
 2 Vamos analisar o segundo parágrafo, observando tam-
bém o papel das classes de palavras estudadas na cons-
trução da sinopse de modo a dar ao leitor a ideia do 
mistério do filme e suas consequências. Releia o trecho:
“Horas depois, a secretária é assassinada misteriosa-
mente a facadas, no banheiro de seu quarto. A missão de 
descobrir quem é o verdadeiro assassino de Marion fica 
por conta de sua irmã, Lila Crane [...], e do noivo da vítima, 
Sam Loomis [...].”
a) No primeiro período desse parágrafo, há indicação 
do que ocorre com Marion, quando e onde. Pensando 
nisso, indique:
 • Que adjetivo qualifica o assassino de Marion nessa 
parte da história?
O adjetivo verdadeiro.
 • Que substantivo nomeia o local do crime? E que 
locução adjetiva o especifica?
Banheiro, acompanhado da locução adjetiva “de seu quarto”.
b) No segundo período desse parágrafo, relata-se a 
continuação da história após o crime, indicando 
a sequência do enredo e os novos personagens 
envolvidos na narrativa. Releia essa construção e 
indique:
 • A ação de “descobrir quem é o verdadeiro assassino 
de Marion” é definida por um substantivo. Qual?
Missão.
 • A expressão “assassino de Marion” é acompa-
nhada por um artigo definido e por um adjetivo. 
Copie-os.
O (artigo definido) e verdadeiro (adjetivo).
 • Que substantivos comuns definem os novos per-
sonagens ligados a Marion?
Irmã (Lila Crane) e noivo (Sam Loomis).
 3 O redator dessa sinopse emprega quatro vezes pronomes 
possessivos procurando informar as relações entre as 
situações e os personagens principais. Copie as expres-
sões em que esses pronomes são usados e identifique 
em cada caso: eles se referem à posse de quem?
Em “Durante sua fuga de carro”, o pronome indica a posse de Marion.
Em “a fúria de sua mãe”, o pronome indica a posse de Norman. 
Em “no banheiro de seu quarto”, o pronome indica a posse de Marion. 
Em “por conta de sua irmã”, o pronome indica a posse de Marion.
 4 Vamos analisar o uso de pronomes relativos no primeiro 
período da sinopse. Releia o trecho:
“Em Psicose, é relatada a história de Marion, uma secre-
tária que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha 
para se casar e começar uma vida nova.”
 Identifique os pronomes relativos empregados nesse 
trecho usando as dicas abaixo:
a) Um deles introduz uma oração que ajuda a especi-
ficar um substantivo ligado a Marion. Qual é o pro-
nome relativo e a que substantivo ele se liga?
Que, ligado ao substantivo secretária.
b) O outro pronome relativo introduz uma oração que 
ajuda a especificar um substantivo ligado ao traba-
lho de Marion. Qual é o pronome relativo e a que 
substantivo ele se liga?
Onde, ligado ao substantivo imobiliária.
 5 A personagem mais citada na sinopse é Marion. Assim, 
para evitar repetição de palavras, o redator utiliza ou-
tros substantivos, além do nome próprio, para referir-se 
a ela. Transcreva-os.
Secretária, jovem, vítima.
 E que pronome pessoal do caso reto também é empre-
gado com esse fim?
Ela.
24
L
ÍN
G
U
A
 P
O
R
T
U
G
U
E
S
A
 
M
Ó
D
U
LO
 1
PH_EF2_8ANO_LP_007a026_CAD1_MOD01_CA.indd 24 10/22/19 3:07 PM
 6 Você já sabe que a história do filme Psicose se passa em um 
“velho hotel”. Observe que o adjetivo é empregado antes 
do substantivo, o que lheempresta um aspecto subjetivo.
a) Imagine-se como redator dessa sinopse e produza um 
parágrafo que descreva esse hotel, sua atmosfera.
b) Trabalhe depois com um colega. Um deve ler o pa-
rágrafo do outro sublinhando os substantivos com 
um traço e os adjetivos com dois traços.
c) Com a orientação do professor, cada dupla deve co-
piar na lousa as expressões sublinhadas, indicando 
as duas classes: substantivos e adjetivos. O que as 
palavras escolhidas para descrever o hotel têm em 
comum?
É fundamental que os alunos identifiquem as classes de palavras 
trabalhadas e observem, com a escrita na lousa, se fizeram a 
concordância adequada. Chame a atenção deles para o fato de 
que as palavras escolhidas para produzir o parágrafo 
provavelmente pertencem ao mesmo campo semântico, 
de terror e mistério, ainda que apresentem diferenças.
DESENVOLVENDO HABILIDADES
Leia a anedota reproduzida a seguir e responda às questões 
propostas sobre ela.
Tarde da noite, um sujeito ia passando perto de um cemi-
tério quando ouve:
— Pléc, pléc, pléc...
Acelera o passo, mas o barulho parece aumentar.
— Pléc, pléc, pléc...
Curioso e assustado, estica o pescoço por sobre o muro e 
vê um homem com uma talhadeira e um martelo sentado em 
um dos túmulos, talhando a lápide.
— Puxa — murmura, 
aliviado. — O senhor me 
pregou um susto e tanto!
— Desculpe — respon-
de o homem, que continua 
o trabalho.
— Afinal, o que o se-
nhor está fazendo? — tor-
na a perguntar o sujeito.
— Estou corrigindo o 
meu nome... Escreveram 
errado na lápide!
Disponível em: <http://sorisomail.com/partilha/370091.html>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Talhadeira: instrumento usado para cortar ou esculpir, dando forma. 
L‡pide: pedra com inscri•‹o em mem—ria de alguŽm.
 1 O autor da anedota construiu a narrativa em atmosfera 
de terror. Assinale a alternativa que não é coerente com 
essa atmosfera.
a) O espaço em que se passa a narrativa é comum às 
histórias de terror: o cemitério.
b) O tempo da narrativa é “tarde da noite”, o que con-
tribui para o clima de mistério.
c) O posicionamento dos personagens em diálogo tam-
bém intensifica o mistério da cena: um está dentro do 
cemitério, o outro do lado de fora, mas perto do muro.
d) Talhar a lápide é uma ação, em si, assustadora, por 
isso é empregada na história.
e) O barulho emitido pelo sujeito do lado de dentro do 
cemitério provoca estranhamento no personagem 
do lado de fora e contribui para o mistério.
 2 Anedotas são narrativas curtas com final surpreenden-
te. A anedota lida se vale de uma atmosfera de terror e 
apresenta final inesperado, que provoca o humor. Sobre 
a construção do humor, assinale a alternativa incorreta.
a) O personagem do lado de fora do cemitério não 
se espanta com o fato de ver alguém trabalhando 
dentro do cemitério.
b) A revelação surpreendente é o homem trabalhando 
dizer que a lápide é dele.
c) O personagem que trabalha no cemitério corrige 
seu próprio nome na lápide, provocando o humor 
da anedota.
d) O personagem que está dentro do cemitério é um 
defunto, embora tenha comportamento esperado 
apenas de um ser vivo.
e) O final surpreendente provoca humor porque é im-
pensável uma pessoa trabalhar no cemitério, talhan-
do uma lápide.
Ilu
st
ra
 C
ar
to
on
/A
rq
ui
vo
 d
a 
ed
ito
ra
25
L
ÍN
G
U
A
 P
O
R
T
U
G
U
E
S
A
 
M
Ó
D
U
LO
 1
PH_EF2_8ANO_LP_007a026_CAD1_MOD01_CA.indd 25 10/22/19 3:07 PM
 3 Na anedota lida, não há preocupação em nomear os 
personagens nem indicar de maneira precisa o lugar. 
Como isso pode ser exemplificado no texto lido? As-
sinale a alternativa correta.
a) Os personagens são indicados, já no começo da 
história, de maneira precisa, com artigos definidos 
e substantivos que os particularizam: “um sujeito”, 
“um homem”.
b) O local em que se passa a narrativa é um cemitério 
particular, por isso se usa a expressão “um cemitério”.
c) Os personagens são indicados de maneira genéri-
ca, com artigos indefinidos e substantivos que os 
nomeiam, mas não particularizam: “um sujeito”, 
“um homem”.
d) As ferramentas do personagem dentro do cemité-
rio são especiais, por isso são indicadas com arti-
gos indefinidos: “uma talhadeira”, “um martelo”.
e) Quando o personagem dentro do cemitério diz “Es-
creveram errado na lápide”, emprega-se o artigo 
definido a porque se trata de uma lápide qualquer.
 4 Os artigos são palavras que acompanham substanti-
vos. Muitas vezes eles ajudam a identificar se o subs-
tantivo que acompanham já foi mencionado no texto. 
Como isso pode ser exemplificado com o texto da 
anedota? Assinale a alternativa correta.
a) No início do texto, o personagem do lado de fora 
do cemitério é apresentado como “um sujeito” 
(artigo definido 1 substantivo). Mais adiante, esse 
personagem é mencionado como “o sujeito” (ar-
tigo indefinido 1 substantivo), pois já tinha sido 
mencionado.
b) No início do texto, o personagem do lado de fora 
do cemitério é apresentado como “um sujeito” 
(artigo indefinido 1 substantivo). Mais adiante, 
faz-se referência a ele como “o sujeito” (artigo 
definido 1 substantivo), pois agora esse persona-
gem já tinha sido mencionado.
c) O personagem do lado de fora do cemitério é tra-
tado apenas como “um sujeito” durante todo o 
texto.
d) No início do texto, o personagem do lado de fora 
do cemitério é apresentado como “um sujeito” 
(artigo indefinido 1 substantivo) porque não se 
sabe quem ele é. Mais adiante na anedota, faz-se 
referência a ele como “o homem” (artigo definido 
1 substantivo) porque já tinha sido mencionado.
e) No início do texto, o personagem do lado de fora 
do cemitério é apresentado como “um sujeito” 
(artigo indefinido 1 substantivo). Mais adiante, 
faz-se referência a ele como “o sujeito” (artigo 
definido 1 substantivo) porque o personagem já 
está dentro do cemitério.
 5 Na anedota é empregado um pronome de tratamento. 
Assinale a alternativa que indica adequadamente esse 
pronome e a intenção de seu uso na piada.
a) O pronome de tratamento é meu. Empregado 
como recurso para mostrar que o personagem do 
lado de dentro do cemitério é um defunto.
b) O pronome de tratamento é senhor. Empregado 
como recurso para mostrar o respeito com que o 
personagem do lado de fora do cemitério se dirige 
ao outro personagem.
c) O pronome de tratamento é senhor. Empregado 
como recurso para mostrar o respeito com que o 
personagem de dentro do cemitério se dirige ao 
outro personagem.
d) O pronome de tratamento é meu. Empregado como 
recurso para mostrar a ironia do personagem do 
lado de dentro do cemitério, um defunto. 
e) O pronome de tratamento é senhor. Empregado 
como recurso para mostrar a ironia com que o 
personagem do lado de fora do cemitério se dirige 
ao outro personagem.
ANOTAÇÕES
26
L
ÍN
G
U
A
 P
O
R
T
U
G
U
E
S
A
 
M
Ó
D
U
LO
 1
PH_EF2_8ANO_LP_007a026_CAD1_MOD01_CA.indd 26 10/22/19 3:07 PM

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes