A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Indicadores de Saúde

Pré-visualização | Página 1 de 2

1 Maria Clara Cabral – 2º Semestre 
TUTORIA 4: UCV – 02/12/2021 
PROBLEMA: Indicadores de saúde 
 
OBJETIVO 1 
Conceituar os indicadores de saúde e descrever como 
são construídos e utilizados. 
 
O que são indicadores de saúde. 
Os indicadores de saúde são instrumentos 
importantes pois dispõem informações válidas e 
confiáveis acerca de situações sanitárias que podem 
interferir na saúde da população, os quais servem 
para a tomada de decisões baseadas em evidências e 
para a programação de ações de saúde. 
Os indicadores de saúde foram desenvolvidos 
para facilitar a quantificação e a avaliação das 
informações produzidas com tal finalidade. 
Eles são medidas-síntese que contêm 
informação relevante sobre determinados atributos e 
dimensões do estado de saúde, bem como do 
desempenho do sistema de saúde. Vistos em 
conjunto, devem refletir a situação sanitária de uma 
população e servir para a vigilância das condições de 
saúde. 
Um indicador é uma mensuração que reflete 
uma determinada situação. 
 
 
Como os indicadores de saúde são construídos 
A construção de um indicador é um processo cuja 
complexidade pode variar desde a simples contagem 
direta de casos de determinada doença, até o cálculo 
de proporções, razões, taxas ou índices mais 
sofisticados, como a esperança de vida ao nascer. 
 
Ripsa 
Rede Interagencial de Informações para a Saúde 
(Ripsa). Contribui para aperfeiçoar a capacidade 
nacional de produção e uso de informações para 
políticas de saúde. Tais informações estão 
estruturadas em indicadores específicos, que se 
referem ao estado de saúde da população e aos 
aspectos sociais, econômicos e organizacionais que 
influenciam e determinam a situação de saúde. 
 
Classificação: 
 
Indicador positivo: tem uma relação, associação ou 
correlação direta com o estado de saúde. Quanto 
maior sua magnitude, melhor o estado de saúde dos 
indivíduos nesta população. 
 
Indicador negativo: tem uma relação, associação ou 
correlação inversa com o estado de saúde. Quanto 
maior sua magnitude, pior é estado de saúde dos 
indivíduos nesta população. 
 
Utilidade dos indicadores 
Explanado no 3º objetivo. 
 
Referência: 
Indicadores básicos para a saúde no Brasil: Conceitos 
e aplicações. 
Indicadores de saúde: Elementos conceituais e 
práticos. 
 
OBJETIVO 2 
Descrever os principais indicadores de saúde e sua 
descrição sobre a situação da população. 
 
Destacam-se os principais indicadores de 4 domínios: 
Situação de saúde (morbidade), situação de saúde 
(mortalidade), fatores de risco comportamentais e 
serviços de saúde. 
 
Indicadores de morbidade: 
Têm como finalidade medir a ocorrência de 
doenças na população, lesões e deficiências na 
população. 
Exemplos de indicadores de morbidade: 
✓ taxa de infecção por HIV, 
✓ taxa de prevalência da hipertensão arterial. 
 
Indicadores de mortalidade: 
Representam uma fonte fundamental de 
informação demográfica, geográfica e de causa de 
morte. São dados usados para quantificar os 
problemas de saúde e determinar ou monitorar 
prioridades ou metas em saúde. 
Diferentemente da morbidade, a morte é um 
evento único e claramente identificável. 
 
Exemplos de indicadores de mortalidade: 
✓ taxa de mortalidade infantil; 
✓ taxa de mortalidade materna; 
✓ taxa de mortalidade por infecção respiratória 
aguda em menores de 5 anos; 
 
2 Maria Clara Cabral – 2º Semestre 
✓ mortalidade proporcional por causas mal 
definidas. 
 
Indicadores de fatores de risco comportamentais: 
Com o aumento da prevalência de Doenças 
Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) aumentam 
também fatores de risco associados. O 
monitoramento da mortalidade e da morbidade por 
DCNT é importante, mas acaba captando tardiamente 
as tendências das exposições acumuladas na vida. 
Assim, se torna mais relevante as iniciativas de 
proteção e promoção da saúde relacionadas às DCNT, 
concentradas nos determinantes mais distais para 
formular e monitorar indicadores de comportamentos 
de risco. 
Dentre os determinantes das DCNT, um 
conjunto de fatores de risco comportamentais 
relacionados com o modo de viver passíveis a serem 
modificados com ações de promoção da saúde, 
vigilância e atenção primária à saúde. 
 
Exemplos de indicadores de fatores de risco 
comportamentais: 
✓ taxas de prevalência de tabagismo; 
✓ sedentarismo; 
✓ alimentação inadequada; 
✓ uso excessivo de álcool. 
 
De acordo com a OMS, estes quatro comportamentos 
de risco estão associados aos quatro grupos de 
causas de morte (doenças cardiovasculares, 
neoplasias, diabetes e doenças respiratórias) de 
maior incidência no mundo. 
 
Indicadores dos serviços de saúde: 
Os indicadores de desempenho e da 
qualidade dos serviços de saúde servem a várias 
funções, sendo fundamentais para o monitoramento 
institucional e social. Ocorre, portanto, uma 
proliferação do número de indicadores da qualidade 
da atenção à saúde. 
 
Referência: 
Indicadores de saúde: Elementos conceituais e 
práticos. 
 
 
 
 
OBJETIVO 3 
Analisar a relevância dos indicadores de saúde para o 
planejamento e avaliação de ações em saúde. 
 
Os indicadores de saúde são importantes 
ferramentas para o assertivo planejamento e 
avaliação de ações em saúde. Por seu caráter 
dinâmico e temporal, são eficazes para direcionar as 
melhores ações diante do contexto relacionado. 
 
Utilidade dos indicadores 
Se gerados de forma regular e manejados em 
um sistema dinâmico, os indicadores são 
instrumentos valiosos para a gestão e avaliação da 
situação de saúde, em todos os níveis. Um conjunto 
de indicadores se destina a produzir evidência sobre 
a situação sanitária e suas tendências, como base 
empírica para identificar grupos humanos com 
maiores necessidades de saúde, estratificar o risco 
epidemiológico e identificar áreas críticas. Constitui, 
assim, insumo para o estabelecimento de políticas e 
prioridades mais bem ajustadas às necessidades da 
população. 
Além de prover matéria-prima essencial para 
a análise, a disponibilidade de um conjunto básico de 
indicadores tende a facilitar o monitoramento de 
objetivos e metas em saúde, estimular o 
fortalecimento da capacidade analítica das equipes e 
promover o desenvolvimento de sistemas de 
informação intercomunicados. 
 
Alguns autores fizeram propostas relativas ao uso 
dos indicadores de saúde. Entre seus principais usos 
ou aplicações estão os seguintes: 
 
1. Descrição. 
- Os indicadores de saúde podem ser usados para 
descrever as necessidades de atenção de saúde de 
uma população, que poderá nortear a tomada de 
decisões assertivas diante das necessidades a serem 
atendidas, ou a carga de doença em um determinado 
grupo populacional. 
 
2. Predição ou prognóstico. 
- Os indicadores de saúde são usados para prever 
desfechos do estado de saúde de uma população 
(predição) ou de um grupo de pacientes 
(prognóstico). 
 
 
3 Maria Clara Cabral – 2º Semestre 
3. Explicação. 
- Os indicadores de saúde ajudam a compreender por 
que alguns indivíduos de uma população são 
saudáveis e outros não, a partir de uma análise dos 
indicadores segundo os determinantes sociais da 
saúde. 
 
4. Gestão dos sistemas e melhoria da qualidade. 
- A produção e a observação periódica de indicadores 
de saúde também retroalimentam os sistemas 
visando melhorar a tomada de decisão em vários 
sistemas e setores. Por exemplo, o progresso 
substancial na qualidade dos dados e indicadores 
produzidos nos Estados Membros da OPAS é devido 
em grande parte à melhoria nos sistemas nacionais 
de saúde na coleta, análise e monitoramento de um 
conjunto de indicadores básicos de saúde. No Brasil, 
por exemplo, a Rede Interagencial de Informação 
para a Saúde (RIPSA) incentiva a produção e a 
análise de indicadores de saúde e a retroalimentação 
às fontes de dados e sistemas de informação 
nacionais.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.