Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Resumo Biologia - Artrópodes

Pré-visualização | Página 1 de 1

Artrópodes 
CARACTERÍSTICAS 
Filo mais diverso de todo o reino Animália – 
80% a 85% de todas as espécies de animais 
pertençam ao filo dos artrópodes. 
Corpo segmentado – facilita a movimentação – 
além de pernas e outros apêndices articulados. 
Antenas, asas e peças bucais (estes não 
necessariamente presentes em todos) e 
exoesqueleto de quitina (polissacarídeo, que 
auxilia contra a desidratação). 
Exoesqueleto rígido limita o crescimento dos 
artrópodes; para crescer, é necessária a 
eliminação do antigo exoesqueleto e a 
produção de outro, caracterizando um 
processo de mudas periódicas ou ecdise. O 
hormônio ecdisona atua na regulação desse 
processo. 
Organismos cosmopolitas, habitam 
praticamente todas as regiões do planeta. 
Habitam todos os tipos de ambiente. 
Maioria possui vida livre, porém alguns são 
parasitas, inclusive de seres humanos. 
Sistema digestório completo (unidirecional), 
sistema circulatório aberto (a hemolinfa que 
circula nos vasos também banha as células) 
sistema bilateral e sistema nervoso ganglionar 
ventral. 
Triblásticos celomados. 
Modo como os artrópodes realizam as trocas 
gasosas, a eliminação de excretas e a 
reprodução variam de acordo com a espécie. 
Tagma é uma região especializada para a 
realização de certas funções. 
CARACTERÍSTICAS 
Insetos 
Surgiu no período carbonífero. 
Cabeça, tórax e abdome. 
3 pares de patas no tórax, 1 par de antenas, 1 
ou 2 pares de asas no abdômen (há espécies 
que não possuem). 
O exoesqueleto previne a perda de água. 
Ametábolo – não sofrem metamorfose. 
Segmentação corporal. 
Mandíbula. 
Abelhas (principais polinizadores), moscas, 
piolhos, baratas, borboletas, formigas e 
pernilongos. 
Sistema respiratório traqueal, sistema 
circulatório aberto, sistema excretor túbulo de 
malpighi. 
Respiração independe do sistema circulatório. 
Oxigênio se funde direto p/ os tecidos, s/ a 
participação do sistema circulatório. 
Sistema nervoso formado por gânglios 
cerebrais: órgãos sensoriais, como olhos 
compostos, antenas e órgãos timpânicos. 
Em geral, os insetos são dioicos, têm 
fecundação interna e as fêmeas depositam os 
ovos em diferentes ambientes. 
Crustaceos 
Cefalotórax e abdome, 5 ou + pares de patas, 2 
pares de antenas. 
Sem asas. 
Habitam o ambiente aquático marinho e 
dulcícola, alguns terrestres. 
Caranguejos, siris, camarões, lagostas, cracas, 
tatuzinhos-de-jardim. 
Respiração branquial, sistema excretor por 
glândulas antenais ou verdes (amônia). 
Sistema nervoso ganglionar e órgãos 
sensoriais, como olhos compostos e antenas. 
Maioria das espécies é dioica, com fecundação 
interna e desenvolvimento indireto. 
Os camarões realizam a fecundação interna e 
as fêmeas carregam seus ovos com o auxílio 
das pernas presentes na região abdominal. 
Dos ovos surgem as larvas, que se 
desenvolverão em organismos adultos. 
Aracnideos 
Cefalotórax e abdome, 4 pares de patas no 
cefalotórax, sem antenas, quelíceras e 
pedipalpos, sem asa. 
Não tem mandíbulas. 
Habitat terrestre, sendo muito comuns em 
regiões quentes e secas. 
Aranhas, escorpiões, ácaros, carrapatos – 
podem ser predadores ou parasitas. 
Respiração traqueal ou filotraqueal. 
Sistema excretor por túbulos de malpighi e 
glândulas coxais (ácido úrico), sistema nervoso 
ganglionar e órgãos sensoriais, como oito olhos 
simples (nas aranhas) e cerdas sensoriais. 
Dioicos e muitos apresentam dimorfismo 
sexual (diferenças entre machos e fêmeas), a 
fecundação é interna e o desenvolvimento é 
direto (sem fase larval). 
Aranhas e escorpiões são animais peçonhentos 
(venenosas) e, por isso, podem causar 
acidentes graves ou até fatais. 
Os carrapatos são ectoparasita hematófago 
(parasitam a parte externa do corpo) que 
podem transmitir febre maculosa. 
Muitas espécies de ácaros são capazes de viver 
nos folículos pilosos de humanos. 
Teia de aranha – produzida na glândula 
sericigena, que com a atmosfera fica sólido. 
quilopodes 
Cabeça e tronco, 1 par por segmento, 1 par de 
antenas longas, sem asas. 
Movimentos rápidos, carnívoros, produzem 
venenos, não se enrolam, corpo mais 
achatado. 
Lacraias. 
Miriápodes: respiração traqueal, sistema 
excretor por túbulos de malpighi, reprodução 
com fecundação interna e maioria das espécies 
dioicas. 
diplopodes 
Cabeça, pequeno tórax e longo abdome, 1 par 
por segmento tórax, 2 pares por segmento 
abdome, 1 par de antenas curtas, sem asas. 
Movimentos lentos, herbívoros, sem veneno, 
enrolam-se, corpos cilindros. 
Piolhos-de-cobra. 
Importância ecológica – atuam como 
polinizadores e participam de inúmeras 
cadeias alimentares; alimentar – são muito 
utilizados na culinária em todo o mundo; 
econômica – geram prejuízos milionários 
quando atacam lavouras; produzem mel e 
seda; médica – vários artrópodes são 
venenosos, e muitos outros são capazes de 
transmitir doenças aos seres humanos.