Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
EXAME DA PELE E FÂNEROS

Pré-visualização | Página 1 de 1

EXAME DA PELE E FÂNEROS 
De extrema importância, haja vista que a pele é o maior órgão do corpo humano. 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
ANATOMIA DA PELE 
 
FUNÇÕES DA PELE 
• Proteção: A mais primordial, é a primeira linha 
de defesa do nosso corpo. 
• Retenção de calor e líquido 
• Síntese de Vitamina D 
FÂNEROS 
• Glândulas sudoríparas 
• Glândulas sebáceas 
• Folículos pilosos 
• Unhas 
ANATOMIA DA UNHA → Leito ungueal! 
 
ANAMNESE: Se a QP for a lesão na pele, perguntar: 
• Início: Quando essa macha surgiu. 
• Lesão semelhante em alguma outra parte 
• Alteração de cor, textura, umidade, temperatura 
e sensibilidade: Muito importante descrever isso. 
• Fatores associados: Prurido, dor, descamação. 
• Exposição solar e uso de medicações: Se usa 
protetor, se passou alguma coisa na pele por conta 
própria ou pela prescrição de outro profissional. 
 
INSPEÇÃO E PALPAÇÃO 
O QUE É IMPORTANTE? 
1. Boa iluminação: Prefira a luz ambiente, se tiver 
janela no consultório, abra. 
2. Exposição: O paciente precisa ficar sem blusa, 
sem calça, é preciso olhar a pele e a queixa. 
3. Capacidade de descrever as lesões: 
Importantíssimo! Olhar e pegar! 
DESCREVER AO OLHAR 
• Cor: Ictérica, cianótica, eritematosa. 
• Lesões: Quaisquer tipos de alterações. 
• Integridade: Se há descontinuidade ou não. 
DESCREVER AO PEGAR 
• Mobilidade e turgor: Se há mobilidade da pele 
sob os planos e se você pinça e a pele volta. 
• Umidade: Se aquela região está mais úmida 
que o normal. 
• Temperatura: Mais quente ou mais fria. 
• Textura: Região de textura distinta das demais 
partes da pele. 
ALTERAÇÕES DE COLORAÇÃO 
• Eritema/Rubor: Coloração avermelhada da pele. 
• Hipocrômica: Pele mais “branca” que o normal. 
• Hipercrômica: Pele mais escura que o normal. 
• Palidez: Disseminada ou localizada? 
• Cianose: Periférica ou central? 
• Icterícia: Coloração amarelada na esclerótica, 
palato e frênulo lingual. 
ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS → POPULAÇÃO SENIL 
• Asteatose: Ressecamento natual da pele, pode 
apresentar prurido. 
• Redução do turgor: A pele perde elasticidade, por 
isso não dá pra avaliar a hidratação de um idoso 
pela pele. 
• Púrpuras actínicas ou senis: Manchas arrocheadas 
bem comuns nos idosos. 
 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
• Angioma tipo cereja: Bolinha rosinha na pele. 
 
• Ceratose seborreica: Manchas hipercrômicas 
comuns em face e no couro cabeludo. 
 
• Ceratose actínica: Efeitos da luz solar na pele. 
 
• Carcinoma Basocelular e Espinocelular: Neoplasia 
em que não há invasão do tumor para a corrente 
sanguínea, consequentemente não há metástase. 
 
*É importante saber diferenciar os tipos para melhor 
abordar a doença oncológica. O câncer de pele não 
melanoma é a patologia oncológica mais comum! 
LESÕES ELEMENTARES → Até 1cm ou maiores! 
Estudar em pares! 
 
LESÕES PRIMÁRIAS 
MÁCULA x MANCHA → Alterações de coloração! 
• Pigmentares: Alterações na deposição de 
melanina. Ex: Manchas acrômicas, hipocrômicas 
ou hipercrômicas. 
 
• Vasculares: Distúrbios da microvasculatura. Ex: 
Telangiectasias e eritemas. 
 
• Hemorrágicas: Sangue extravasado, diferente dos 
eritemas pois não desaparecem a compressão. Ex: 
Petéquias ou equimoses. 
 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
• Deposição pigmentar: De bilirrubina (icterícia), 
carotenóides e tatuagem. 
FORMAÇÕES SÓLIDAS → Pápulas/placas, nódulos, 
cistos e vegetações. 
• Pápulas/Placas: Elevações superficiais bem 
delimitadas, sendo diferenciadas pelo tamanho. 
 
• Nódulos: Formações sólidas na hipoderme, 
imprecisas e de consistência diferente. 
• Vegetações: Lesões sólidas, salientes e com 
concistência mole. Ex: Verrugas, síflis, condiloma 
acuminado, granuloma venéreo. 
 
COLEÇÕES LÍQUIDAS → Diferenciam-se por conter 
líquido dentro. 
• Vesículas/Bolhas: Elevações que contém líquido 
claro em seu inferior, comum em doenças como 
varicela, herpes, queimados. 
 
• Pústulas: Formações com pus dentro, 
proeminentes. 
 
• Abscessos: Coleções purulentas na derme ou 
hipoderme, de tamanho variável. 
• Hematoma: Elevações por derramamento de 
sangue na pele ou tecidos adjacentes. 
LESÕES SECUNDÁRIAS 
ALTERAÇÕES DE ESPESSURA 
• Queratose: Pele se torna mais dura e inelástica. 
• Espessamento: Aumento da espessura, mas a pele 
se mantém depressível. 
• Liquenificação: Pele espessada com aumenro de 
sulcos, formando um quadriculado em rede. 
 
PERDAS E REPARAÇÕES TECIDUAIS → Lesões 
decorrentes da eliminação ou destruição patológica da 
pele ou reparação dos tecidos cutâneos. 
• Escamas: Lâminas epidérmicas secas que tendem a 
se desprender em descamação furfurácea (virando 
pó) ou foliácea (em lâminas). 
 
• Erosões: Eliminação da epiderme, podendo ser 
traumática (escoriações, ralou o joelho) ou não 
traumática. 
• Úlceras: Eliminação mais profundo, que atinge 
pelo menos até a derme. 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
 
• Fissuras: Perda de continuidade da pele de forma 
linear, não causada por facas. 
 
• Crostas: Fase final da cicatrização, aspecto 
secundário ao ressecamento do tecido. 
• Cicatrização: Proliferação de tecido fibroso. Elas 
podem ser deprimidas ou exuberantes (como a 
quelóide da figura abaixo). 
 
DESCRIÇÃO DE LESÕES – EXEMPLOS 
1. Paciente, 32 anos, sexo masculino. Ao exame físico, 
nota-se lesão de superfície plana e elevada, medindo 
cerca de 1,5cm e 1,0 cm em seu maior e menor 
diâmetro, respectivamente. A lesão se encontra em 
região dorsal, de coloração avermelhada. 
2. Paciente, 45 anos, branca, sexo feminino. Refere 
surgimento de ferida na orelha há cerca de 6 meses, 
que surgiu como uma lesão rósea e pruriginosa na 
orelha esquerda, cursando com aumento de 
tamanho nos últimos 2 meses, sangrando com 
facilidade e com difícil cicatrização. 
ALTERAÇÕES DOS PELOS 
• Hipertricose: Aumento do número de pelos no 
geral, em todas as regiões. 
• Hirsurtismo: Aumento do número de pelos em 
locais que geralmente não temos pvelo. Por ex: 
Barba em mulheres. 
ALTERAÇÕES DE UNHAS 
• Onicólise: Unhas parcialmente descoladas do 
leito ungueal. 
 
• Unhas distróficas: Espessadas, rugosas e de 
formato irregular. 
• Paroníquia: Inflamação de origem micosa nas 
unhas. 
 
• Coiloníquia: Unhas “afundadas”, típico de 
quem tem anemia ferropriva exacerbada.