Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
ASSISTÊNCIA AO PRÉ-NATAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

Assistência ao Pré-Natal
DEFINIÇÕES
Início do pré-natal
Periodicidade
Roteiro de consulta
o mais precoce possível → identificação e prevenção de intercorrências clínicas e cirúrgicas que podem agravar o estado da gestante e do
feto
ideal que seja feito uma consulta pré-concepcional
pelo menos 6 consultas durante a gestação (mensal: até 33 semanas/quinzenal: 32 a 36 semanas/semanal: até parto)
pacientes de alto risco devem ser acompanhadas em intervalos individuai, de acordo com a gravidade
Anamnese >> Exame Físico >> Exames Laboratoriais >> Exames complementares
- na história ginecológica: DUM → para cálculo de idade gestacional e DPP
- incluir história obstétrica - gestação pregressas e atual (G, P, A)
- exame obstétrico: cálculo da idade gestacional, altura uterina, palpação uterina, ausculta fetal (após 12 semanas com sonar ou após
8 semanas com US)
PRIMEIRO
TRIMESTRE
Exames de rotina
Sorologias (OMS)
Valores de referências
Ultrassom
Reposição
Hemograma, glicemia de jejum, urina tipo I e urocultura
Tipagem sanguínea com fator Rh, apenas na primeira consulta → Teste de Coombs indireto nas pacientes Rh negativo
HIV, sífilis, toxoplasmose, Hepatite B e C
Hb: 10-13 g/dL → anemia fisiológica da gravidez
Leuc: 10-15.000/mm³ → leucocitose fisiológica da gravidez
glicemia de jejum: níveis normais até 92 mg/dL → rastreio de diabetes gestacional
níveis maiores ou iguais a 126 mg/dL confirmam o diagnóstico de diabetes prévia à gestação
Primeiro exame → realizado após a 8ª semana
Ácido fólico (início ideal seria até 3 meses antes da concepção)
Sulfato ferroso (novas diretrizes apontam benefício para início no segundo trimestre para diminuir desconforto gastrointestinal das gestantes
já que o maior gasto de ferro durante a gestação será a partir do segundo trimestre)
SEGUNDO
TRIMESTRE
Exames laboratoriais
Sorologias (OMS)
Valores de referências
Ultrassom
Hemograma, TOTG (apenas para as euglicêmicas), urina tipo I e urocultura
HIV, sífilis e toxoplasmose (apenas para as suscetíveis)
TOTG: jejum - até 92 / 60min: 180 / 120min: até 153 (um ou mais valores alterados → diabetes gestacional → alto risco)
Segundo exame → 20ª-24ª semana (avaliação da morfologia fetal → US morfológico, se disponível)
TERCEIRO
TRIMESTRE
Exames laboratoriais
Sorologias (OMS)
Ultrassom
Hemograma, glicemia de jejum, urina tipo I e urocultura
HIV, sífilis e toxoplasmose (apenas para as suscetíveis)
Terceiro exame → para confirmação de achados anteriores, volume de líquido amniótico, localização da placenta e perfil biofísico fetal (PBF)
VACINAS
dT
dTpa
Prevenção do tétano neonatal e da gestante
Pelo menos 2 doses durante a gravidez → intervalo de 30 a 60 dias entre elas, com a segunda até 20 dias antes da DPP
- reforço para gestantes: após 5 anos
Prevenção dos casos de coqueluche em RNs
administração de uma dose a partir das 27 semanas, até 20 dias antes do parto, para todas as gestantes em todas as gestações
Hepatite B
Influenza
COVID-19
Adicionais
Aplicada nas gestantes de risco ou aquelas que não foram imunizadas na infância → 3 doses
- se esquema vacinal já foi aberto e não foi completo: administrar apenas doses para completar esquema vacinal
Recomenda-se vacinação de todas as gestantes
Recomenda-se vacinação de todas as gestantes
Analisar individualmente, como em caso de viagem para área endêmica
CONSULTAS
SUBSEQUENTES
Controles maternos
Controle fetal
Condutas
Cálculo e anotação da idade gestacional
Peso
Pressão arterial
Palpação obstétrica e medida da altura uterina
Pesquisa de edema
Verificação dos resultados exames
Avaliação dos movimentos fetais
Ausculta do BCF
Interpretação dos exames, obstétricos e laboratoriais, com tratamento, se necessário
Tratamento das alterações encontradas
Verificar quanto a suplementação
Acompanhamento das condutas realizadas em serviços especializados
Agendamento das consultas subsequentes